conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

“Absurdo”, diz Doria sobre Bolsonaro apontar fraude em vacinação da mãe

Publicado


source
Doria e Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR

Doria e Bolsonaro

Em coletiva de imprensa, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que é “absurda” a acusação feita pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que o cartão de vacinação de sua mãe tenha sido fraudado após ser imunizada contra a Covid-19 .

“Considero um absurdo uma colocação como essa. Tivemos essa notícia não pelo sistema de saúde, mas pela imprensa. Não estamos preocupados se as pessoas estão tomando vacinas do Butantan ou da AstraZeneca. Não estamos preocupados se familiares do presidente tomam essa ou aquela vacina. Importante é que todos tomem vacinas. Isso nos preocupa: que todos tenham acesso às vacinas”, disse Doria.

Em live nas redes sociais nesta quinta (18), o presidente negou que sua mãe, Olinda Bonturi, de 93 anos, tenha sido vacinada com a CoronaVac , mas sim pelo imunizante desenvolvido pela Universidade de Oxford/AstraZeneca . De acordo com ele, um enfermeiro falsificou o cartão de vacinação da mãe dele, informando que ela havia sido vacinada com a CoronaVac . A mãe do presidente foi vacinada contra a Covid-19 na última sexta-feira (12), em casa, na região central de Eldorado (SP), no Vale do Ribeira.

O governador de São Paulo, no entanto, afirmou que Bolsonaro criou uma “polêmica desnecessária” sobre a CoronaVac. “É totalmente desnecessária essa polêmica. É só na cabeça de uma pessoa como o presidente Jair Bolsonaro. O importante é que a mãe dele foi vacinada, como todas as pessoas acima de 85 anos estão sendo vacinadas”, afirmou Doria.

“As vacinas são boas. Temos que vacinar. Essa devia ser a preocupação do presidente. Não recomendar cloroquina, recomendar aglomerações, intimidar quem usa máscara chamando de maricas ou intimidar pessoas com mais de 60 anos, que ficam em casa, chamando de covardes. Espero que ele siga o exemplo da mãe e tome a vacina, seja ela qual for”, acrescentou.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Neste sábado, comitiva brasileira embarca para Israel em busca do spray nasal

Publicado


source
Spray nasal contra o novo coronavírus está sendo desenvolvido em Israel
Reproducao / CNN

Spray nasal contra o novo coronavírus está sendo desenvolvido em Israel

Neste sábado (06), uma comitiva encabeçada pelo ministro das Relações Exteriores , Ernesto Araújo, vai para Israel tentar negociar o spray nasal que passa pela fase de testes clínicos. O governo brasileiro busca negociar produto para incorporar no tratamento do novo coronavírus . Entre os escalados para a viagem, está o filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL). As informações foram apuradas pela CNN Brasil. 

O atual presidente Jair Bolsonaro , declarou que irá acompanhar a saída da comitiva da base aérea de Brasília. De acordo com Bolsonaro, os representantes brasileiros irão se encontrar com o primeiro ministro Benjamin Netanyahu. 

Com o nome EXO-CD24, o spray, não tem sua eficácia comprovada ainda e está passando pelo seu desenvolvimento pelo Centro Médico Ichilov, em Israel . Até então, o medicamente era escolhido para casos de câncer no ovário. 

Ainda em sua fase de testes, o spray nasal passou a ser implementado em testes contra o novo coronavírus . Os primeiros resultados revelam que 29, dos 30 voluntários, não evoluíram para casos graves da doença. 

Comentários Facebook
Leia mais:  'Incompetência' de Bolsonaro causa "tragédia" na pandemia, diz presidente da OAB
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro muda discurso e admite tomar vacina contra a Covid-19 “lá na frente”

Publicado


source
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante pronunciamento em rede nacional de rádio e TV
Carolina Antunes/PR

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante pronunciamento em rede nacional de rádio e TV

O presidente Jair Bolsonaro, que no passado afirmou que não tomaria imunizantes contra a Covid-19, agora admite a possibilidade de se vacinar “lá na frente”. Embora ainda não se saiba quanto tempo duram os anticorpos após contrair a doença, Bolsonaro afirmou que está “imunizado” por já ter sido infectado em julho do ano passado.

“No meu caso, o pessoal fica perturbando ‘tome a vacina’. O que é vacina ? Não é um vírus morto? Eu já tive o vírus vivo. Então estou imunizado. Deixa outro tomar a vacina no meu lugar. Lá na frente, depois de todo mundo, se eu resolver tomar, porque no que depender de mim é voluntário, não pode obrigar ninguém a tomar vacina, eu tomarei”, declarou Bolsonaro .

Como de praxe, o presidente não usava máscara de proteção durante a conversa com apoiadores, que ocorreu em frente ao Palácio da Alvorada.

Comentários Facebook
Leia mais:  Fachin aceita desistência de Lula em recorrer contra desembargadores; entenda
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana