conecte-se conosco


CUIABÁ

Unidades de saúde mantém medidas de biossegurança para proteger profissionais e usuários do SUS

Publicado


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

Quando a pandemia de Covid-19 chegou em Cuiabá, em março de 2020, a população foi orientada a evitar ir aos hospitais e demais unidades de saúde e somente irem em caso de extrema necessidade, por conta do risco de contaminação pelo novo coronavírus, o que acabou afugentando muita gente desses locais, gerando até mesmo baixa nas metas das campanhas de vacinação, por exemplo.

Desde o início da pandemia, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) implantou em toda a sua rede protocolos de biossegurança para assegurar a prevenção a todos os profissionais da saúde e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Em todas as unidades – de atenção primária, secundária e terciária – os profissionais recebem equipamentos de proteção individual (EPI’s), como luvas, máscaras, macacões, toucas, principalmente aqueles que atendem pacientes que chegam com sintomas de Covid-19.

Nas unidades básicas de saúde, é feito o controle de acesso para que esses pacientes sintomáticos aguardem do lado de fora, em locais arejados, com área coberta e assentos. Os locais contam com demarcações nas cadeiras e no chão para sinalizar o distanciamento social e, assim, evitar aglomerações.
Coordenadora da atenção primária da SMS, Jacqueline Miliosi lembra que atendimentos eletivos haviam sido suspensos no início da pandemia e, aos poucos, foram sendo retomados, porém, com alguns cuidados, como consultas com hora marcada para que os pacientes passem o mínimo de tempo possível no local. Após todas as adequações visando a segurança de todos, a coordenadora acredita que o fluxo das unidades voltou ao normal com o passar do tempo. “Em relação a ida para as unidades, eu acredito que desmistificou um pouco porque o movimento está bem grande em todas as unidades, as pessoas estão procurando as unidades sim. Agora as pessoas estão mais tranquilas para irem as unidades procurar ajuda”, afirma Jacqueline Miliosi.

Leia mais:  Intervenção em córrego marca início da duplicação da Av. Dante Martins de Oliveira

UPA’s e policlínicas

Nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) e policlínicas, o diretor da atenção secundária da SMS, Rubens Dias da Silva, afirma que está sendo seguido o plano de tomada de decisão com relação à Covid-19, que inclui ações como: manutenção da UPA Verdão como referência para casos moderados da doença; sinalização das cadeiras e pisos visando manter o distanciamento social; equipe multiprofissional vem sendo orientada e capacitada com relação ao manejo dos equipamentos de proteção individual (EPI) tanto para sua proteção quanto para os usuários;  unidades contam com um profissional responsável pela regulação, a fim de agilizar as transferências dos pacientes.

Hospitais

Na atenção terciária à saúde de Cuiabá, a Prefeitura de Cuiabá manteve o antigo Pronto Socorro como Hospital Referência à Covid-19 e também disponibiliza 40 leitos de UTI exclusivos para casos da doença no Hospital São Benedito, onde as visitas estão proibidas para evitar o contágio pelo coronavírus.
O diretor-geral da Empresa Cuiabana De Saúde Pública, que administra o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) – Leony Palma de Arruda e o Hospital São Benedito, afirma que é feita a desinfecção periódica dessas unidades, todos os funcionários trabalham paramentados com EPI’s, é disponibilizado álcool 70% em todos os setores, além de uma série de cuidados que têm evitado que pacientes e acompanhantes do HMC sejam infectados e a unidade possa servir exclusivamente para casos não Covid-19.
“Os pacientes que têm sintomas são testados antes de entrar no hospital. Não tem como testar todo mundo até porque o teste rápido não é eficaz, não dá para ter certeza, por isso, não precisa testar todos. Mas os que têm sintomas característicos são testados antes de entrar porque senão infecta os outros pacientes. Se as características forem muito suspeitas, a gente nem pode receber, vai para o Hospital Referência e é atendido lá. Se estiver dentro do hospital e apresenta os sintomas depois, é transferido de imediato para Hospital Referência ou São Benedito”, explica.

Leia mais:  Diretor-Ouvidor, Mário Milton

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

Prefeito anuncia criação de Comitê Técnico de Definição de Modal de Transporte Público

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, anunciou na tarde desta quinta-feira (21), a criação de um Comitê de Análise Técnica para Definição do Modal de Transporte Público da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá. A equipe formada irá avaliar qual modal é viável para a Capital e também os estudos do Governo do Estado, que em decisão unilateral, optou pela troca do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) para o Bus Rapid Transit (BRT).

O Comitê terá representantes das secretarias municipais de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável, Mobilidade Urbana (Semob) e Obras Públicas. Participarão ainda o superintende do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o engenheiro José Picolli Neto, e o ex-secretário nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana, do Ministério das Cidades e ex-assessor do Metrô-São Paulo, o economista José Roberto Generoso.

O prefeito irá convidar representantes do Governo do Estado e de Várzea Grande para compor o Comitê. “Esse Comitê vai analisar os estudos técnicos que serão encaminhados pelo Governo do Estado, para saber o que levou a mudança de modal do VLT para o BRT. Vamos avaliar a proposta do Governo e estudar a viabilidade da retomada, conclusão, operação, manutenção e outros. Eu não discuto se o melhor modal é BRT ou VLT, eu discuto que o Governo não poderia tomar uma decisão de forma isolada contrariando o Estatuto das Cidades, a lei da região Metropolitana, a Lei Orgânica do Município, a Constituição Estadual e Federal. Essa decisão não pode ser tomada sem ser compartilhada. O que questiono, é isso. Vou lutar enquanto tiver forças e devo satisfação à população cuiabana”, defendeu Emanuel Pinheiro.

O Comitê, que será presidido pelo secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável, Juares Samaniego, terá 60 dias para concluir o relatório de estudos sobre os dois modais (BRT e VLT), sendo prorrogáveis por mais 60 dias. Emanuel disse ainda que irá pedir para o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, também criar uma comissão na cidade vizinha com intuito de debater dados técnicos.

Leia mais:  Intervenção em córrego marca início da duplicação da Av. Dante Martins de Oliveira

“O Estado está querendo comandar uma situação sozinha que não lhe cabe.  Esse assunto tem que ser compartilhado e os dois interessados, no caso, as duas cidades, Cuiabá e Várzea Grande não participam. Essa equipe vai mostrar qual é o melhor modelo e vamos mostrar a nossa posição e o que é mais importante para a sociedade”, concluiu.

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Intervenção em córrego marca início da duplicação da Av. Dante Martins de Oliveira

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

A Prefeitura de Cuiabá está trabalhando no processo de desassoreamento e demarcação do córrego que passa pela Avenida Dante Martins de Oliveira (Av. dos Trabalhadores). A ação é realizada para que, nas próximas semanas, seja iniciada a construção do muro de gabião nas paredes laterais do local. Essa é uma das etapas da obra de duplicação da via que o Município está executando.

A intervenção recebe um investimento de R$ 2.329.558,39 e, conforme o projeto da Secretaria de Obras Públicas, abrange um trecho de cerca de dois quilômetros situado entre o Residencial Santa Inês e as proximidades do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), do bairro Planalto. O recurso é oriundo de uma operação de crédito formalizada com o Banco do Brasil, em junho de 2020.

A duplicação da Avenida Dante Martins de Oliveira engloba a execução dos trabalhos de construção da rede de drenagem de águas pluviais, terraplanagem e pavimentação. Além disso, estão previstos os serviços de instalação de meio-fio, edificação de calçadas, e sinalização viária horizontal e vertical. A obra faz parte do programa Minha Rua Asfaltada, desenvolvido pela Prefeitura de Cuiabá desde 2017.

“Essa é uma das principais avenidas de Cuiabá e, com toda certeza, uma das mais movimentadas. Por meio dela, os condutores têm acesso ao centro da cidade e a centenas de bairros das regiões Sul, Leste e Norte. Essa era uma obra que a população aguardava há muito tempo e hoje temos a satisfação de ver ela em andamento. Vamos transformar essa via e, junto com isso, a vida de milhares de cuiabanos”, comenta o prefeito Emanuel Pinheiro.

A duplicação faz parte de um conjunto de ações que a Prefeitura tem executado em diferentes pontos da cidade, visando promover avanços na mobilidade urbana. Na própria Dante Martins de Oliveira, por exemplo, foi concluído no fim de 2020 a atividade de recapeamento, no trecho entre as rotatórias dos bairros Planalto e Dr. Fábio. No total, foram 2,3 quilômetros de asfalto recuperado, nova sinalização, além de implantação de abrigos de ônibus.  

Leia mais:  Secretaria de Assistência Social avança na construção do Plano Estratégico

“Há poucos metros da avenida entregamos o viaduto da Avenida das Torres. Também estamos construindo uma ponte de concreto sobre o Córrego do Moinho, atrás do Parque Tia Nair, que facilitará o acesso de moradores de bairros como Recanto dos Pássaros, Jardim Imperial e Universitário à avenida. Ou seja, é uma série de ações que melhoram a vida população”, relata o vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana