conecte-se conosco


CUIABÁ

Problema com importação de medicamentos para hanseníase acarreta em desabastecimento no país

Publicado


Reprodução

Clique para ampliar

A Secretaria Municipal de Saúde informa que em razão do  atraso das importações dos medicamentos para tratamento da hanseníase por parte do Ministério da Saúde – em razão da pandemia do novo Coronavírus – haverá  desabastecimento temporário em nível nacional destes medicamentos para o tratamento da doença.

O Ministério da Saúde informou, por meio de nota técnica, aos estados e municípios que o processo de importação foi solicitado em caráter de urgência. Inclusive já encaminhou para a ANVISA a solicitação para emitirem a documentação com excepcionalidade de importação de uma remessa dos remédios.

Assim que os trâmites legais da importação forem definidos pelo Ministério da Saúde, a data de entrega dos remédios será informada para estados e municípios.

A Secretaria Municipal de Saúde solicita a compreensão de todos os pacientes em relação a este atraso, e reitera que o período em que ficarem sem os medicamentos não implicará em perda do tratamento.

Tão logo o abastecimento seja regularizado, as unidades de Atenção Básica entrarão em contato com os pacientes em tratamento.

Comentários Facebook
Leia mais:  Online, Semana Pedagógica 2021 conta com mais de cinco mil inscrições
publicidade

CUIABÁ

Gestão garante aumento salarial para agentes comunitários da saúde

Publicado


Assessoria

Clique para ampliar

Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias ligados à Prefeitura de Cuiabá, vão receber um acréscimo salarial na folha de pagamento pelos dias trabalhados em 2021. A valorização da categoria se dá graças à Lei Municipal Nº 6.417 de 24 de julho de 2019, que se alinhou à Lei Federal de Nº 13.708 de agosto de 2018.

Com o sancionamento da lei realizado pelo prefeito Emanuel Pinheiro, ficou estabelecido que os agentes comunitários receberiam acréscimo salarial de maneira escalonada, sendo: R$ 1.250,00 (2019); R$ 1.400,00 (2020) e agora R$ 1.550,00 (2021).

“Art. 1º O piso salarial profissional nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias, de acordo com a Lei Federal nº 13.708 de 14 de agosto de 2018, é fixado no valor de R$ 1.550,00 mensais”, consta na lei municipal.

“O meu compromisso é com o maior patrimônio da prefeitura, os servidores públicos. Como eu posso projetar uma Cuiabá humanizada, desenvolvida, e com eficiência sem a valorização deles?”, pontua Pinheiro.

Conforme os servidores da categoria, a prefeitura de Cuiabá se destaca por ser uma das primeiras a se alinhar a federal, dando o devido reconhecimento aos serviços prestados pelos agentes comunitários de saúde e endemias.

“Quero que tenham orgulho de serem servidores públicos municipais, e que prestem um melhor serviço para a população, transformando a vida das pessoas, e ajudando no desenvolvimento de toda a cidade”, finaliza o prefeito.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Combate às Endemias (SINTARCE) exaltou a atitude do prefeito Emanuel Pinheiro e disse que a lei municipal foi um avanço para Cuiabá e espera que demais municípios adotem as mesmas medidas.

Leia mais:  Natal Sem Fome fecha edição 2020/21 e arrecadação chega 1,8 mil toneladas de alimentos

“Ficamos muito contentes e agradecidos pelo prefeito ter olhado por nós servidores e não ter nos desamparado. A lei municipal nos garantiu a valorização e humanização que ele prometeu desde o seu primeiro mandato. Que agora, os demais municípios tomem Cuiabá como exemplo e também valorizem seus servidores. A saúde agradece”.

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Por medidas de segurança, Prefeitura interdita rua e notifica IPHAN

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer vai notificar o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) para que tome providências i mediatas quanto a instabilidade de um casarão tombado, localizado na rua Campo Grande, centro de Cuiabá. O trecho foi interditado no último sábado (23), pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), após análise superficial da Defesa Civil.

“A preservação do Centro Histórico é uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro. Como o casarão em questão é um imóvel tombado, vamos notificar o IPHAN, solicitando que tome as devidas providências. Se em 48h nada for feito, vamos enviar equipe para realizar o escoramento do local e garantir a segurança de quem precisa passar próximo ao local”, declarou o secretário-interino de Cultura, Luis Cláudio Sodré.

O casarão é um imóvel privado e por ser tombado, toda e qualquer intervenção deve ser autorizada pelo IPHAN. A Prefeitura trabalha para melhorar a trafegabilidade do local e garantir a segurança da população, enquanto a situação é solucionada.

Comentários Facebook
Leia mais:  Secretaria de Educação publica retificação na classificação de matrículas para o CMEI Leonel Brizola
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana