conecte-se conosco


POLICIAL

Polícia Civil apreende em flagrante adolescente envolvido em morte de jovem de 18 anos

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de São José do Rio Claro apreendeu neste domingo (03.01) um adolescente de 17 anos por suspeita de envolvimento no homicídio da jovem Letícia dos Santos Silva, 18 anos.

O corpo da garota foi encontrado com perfurações de faca, em meio a uma plantação, neste domingo (03.01), após a polícia receber uma denúncia. O local onde foi localizado o corpo da vítima é próximo a onde ela foi vista pela última vez, um lugar chamado ‘Morrinho da luz’, onde foi realizada uma festa clandestina.

Letícia estava desaparecida desde o dia 1º, depois que saiu com primos e amigos para ver a queima de fogos da virada do ano na praça da cidade. Conforme o boletim de ocorrência registrado por seu pai na Delegacia da Polícia Civil de São José do Rio Claro, a filha saiu da praça em que estava e seguiu para um local chamado ‘morrinho da luz’, onde estava ocorrendo uma festa. O pai tentou contato por telefone e também na casa de amigos e parentes, mas a garota não foi localizada em nenhum dos lugares onde foi procurada.

A equipe de investigação realizou diligências, com apoio das demais forças de segurança e também  de uma aeronave do Ciopaer, desde o registro da ocorrência, mas ela não foi localizada.

Foram realizadas oitivas de todas as pessoas que tiveram contato com a vítima e algumas apresentaram informações desencontradas.

No local onde o corpo foi encontrado, peritos localizaram uma chave de motocicleta. Em diligências, os policiais averiguaram que a chave pertence à motocicleta de um dos rapazes que estava com a vítima. O menor foi aprendido e na delegacia confessou o homicídio.

Leia mais:  Funcionário de construtora é preso com ferramentas furtadas da empresa

De acordo com a delegada Angelina Andrade, o adolescente será autuado em flagrante pela prática do ato infracional análogo a homicídio qualificado (artigo 121§ 2º, inciso IV – à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa da vítima).

As diligências continuam para apurar o possível envolvimento de outras pessoas e a motivação do crime.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Ex-policial militar com diversas condenações e foragido da Justiça é localizado e preso na Capital

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Equipes da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) da Polícia Civil prenderam na última sexta-feira (15) mais duas pessoas que estavam foragidas da Justiça e com ordens de prisão em aberto.  

Um dos presos é um ex-policial militar, que responde a diversos processos na Justiça de Mato Grosso. Ele foi localizado no bairro do Porto, próximo ao Comando Geral do Corpo de Bombeiros. O ex-policial, de 60 anos, estava com ordem de prisão expedida pela 2ª Vara Criminal de Cuiabá.

Em setembro de 2012, o Serviço de Inteligência da Polícia Militar e o Batalhão da Rotam realizaram a apreensão na residência do ex-policial de farto material bélico, como arma de fogo, munição para fuzil calibre 556 e outras munições de diversos calibres (9 milímetros, 12 mm, 38, 22, 380 e ponto quarenta).

O ex-cabo responde a vários processos na Justiça estadual e foi condenado por homicídio com sentença condenatória já transitada em julgado e pena de 19 anos de reclusão. Na Vara Especializada de Combate ao Crime Organizado de Cuiabá ele responde pelo crime de roubo qualificado, com emprego de arma de fogo e concurso de pessoas, e foi condenado a nove anos de prisão.

Na 1ª Vara Criminal de Cuiabá, ele foi condenado a 12 anos de reclusão e em outra condenação, na Comarca de Juscimeira responde por roubo majorado, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo, tendo sido condenado a 12 anos de reclusão pelo roubo à agência do Sicredi daquela localidade. Ele possui outros antecedentes criminais com indiciamentos e autuações por delitos como roubo de veículos com restrição a liberdade da vítima, receptação, posse ou porte ilegal de arma de fogo e lesão corporal.

Leia mais:  Funcionário de construtora é preso com ferramentas furtadas da empresa

A outra prisão foi realizada no centro da Capital. Em uma agência bancária localizada na Rua Barão de Melgaço, os policiais da Polinter detiveram uma mulher de 27 anos no momento em que ia realizar uma transação financeira. Ela estava com mandado de prisão, com sentença condenatória, expedido pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, onde responde a processo por tráfico de drogas na fronteira do Brasil com o Paraguai.

Após a prisão, os dois detidos foram submetidos a exame de corpo de delito e encaminhados às respectivas unidades prisionais, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Funcionário de construtora é preso com ferramentas furtadas da empresa

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Diversos equipamentos furtados de uma construtora em Rondonópolis foram recuperados e uma pessoa foi presa pela equipe de investigação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos do município, na sexta-feira (15).

Os investigadores chegaram ao suspeito após checar a informação de que uma lixadeira, que foi furtada da empresa, ser anunciada em um grupo de venda de produtos em uma rede social.

A equipe policial conseguiu identificar o anunciante e o bairro onde mora. O suspeito, de 23 anos, foi abordado pelos investigadores o Jardim Santa Clara 2 e com ele estava a lixadeira, que informou ser de sua propriedade e estava tentando vendê-la.

Depois, ele acabou informando aos policiais que trabalha na construtora há dois meses e  durante este período começou a furtar algumas ferramentas e indicou o local em que havia deixado os outros materiais levados da empresa.

Foram recuperados uma esmerilhadora, caixa de ferramentas, máscara e cabo de solda, uma máquina de solda, martelete e uma serra circular.

O rapaz foi conduzido à DERF e autuado em flagrante.

 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil localiza em Cuiabá casa utilizada como laboratório de refino e distribuição de drogas
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana