conecte-se conosco


MATO GROSSO

Mais de 20 toneladas de drogas são apreendidas na fronteira com a Bolívia nos últimos dois anos

Publicado


Nos últimos dois anos, mais de 20 toneladas de drogas foram apreendidas na extensão dos 983 km de fronteira, seca e alagada, de Mato Grosso com a Bolívia. O montante é resultado das ações repressivas do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron-MT), unidade que compõe a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). Somente nos 12 meses de 2020, foram apreendidas mais de 14 toneladas de drogas. Já em 2019, esse montante chegou a seis toneladas.

Ainda segundo levantamento do Gefron, nos últimos 24 meses, as atividades desenvolvidas na fronteira resultaram em prejuízo ao crime de mais de R$ 381 milhões. Somente de janeiro a dezembro de 2020, as drogas e bens retirados de circulação somaram cerca de R$ 298 milhões. Já no mesmo período de 2019, foram mais de R$ 83 milhões.

O tráfico de drogas ocorre na fronteira por meio fluvial, terrestre e aéreo. Automóveis, ônibus de linha regular, veículos de cargas, motocicletas, bicicletas e até mesmo pessoas, as chamadas “mulas”, são usadas para transportar as drogas.

“O Gefron finaliza os dois últimos anos com uma alta produtividade, principalmente em termos de apreensões de drogas e apreensão e recuperação de veículos produto de crime. Esse aumento significativo vem calçado pela evolução técnica do efetivo policial da unidade, que vem se especializando cada vez mais nas atividades de policiamento de fronteira”, enfatizou o coordenador do grupamento, tenente-coronel PM Fabio Ricas.

O enfrentamento aos crimes transfronteiriços também conta com a atuação integrada de demais forças estaduais e federais, como Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira, Polícia Judiciária Civil (PJC), por meio da Delegacia Especial de Fronteira (Defron), Indea e Receita Federal.

Leia mais:  Terça-feira (26): Mato Grosso registra 210.567 casos e 5.019 óbitos

Outras apreensões

Nos últimos dois anos, 607 ocorrências foram registradas na fronteira e as abordagens resultaram em 71 prisões por mandado judicial. Ao todo, 582 veículos foram apreendidos e/ou recuperados 98 armas de fogo e 2.346 munições foram retiradas de circulação.

Também no período, mais de 33 mil quilos em produtos de contrabando e/ou descaminho foram apreendidos.

O Gefron passou a operar na repressão aos crimes de fronteira em 13 de março de 2002. Os 140 policiais realizam patrulhamentos pelas rodovias, estradas vicinais, operações, barreiras fixas e volantes na repressão ao tráfico de drogas, contrabando e descaminho de bens e valores, evasão de divisas e roubos de veículos.

A base operacional do grupamento fica no município Porto Esperidião. Outros pontos de fiscalização estão distribuídos na região do Matão (no município de Pontes e Lacerda), Vila Cardoso, Avião Caído (em Cáceres), Canil Integrado (Cáceres), além da sede administrativa que fica na Sesp, em Cuiabá.

Denúncias

O Gefron conta com um canal de disque-denúncias, que é o telefone 0800.646.1402. As informações recebidas são checadas pelo grupamento e a identidade é mantida em sigilo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Distribuição de vacinas é aprovada por colegiado de gestores em Saúde

Publicado


A Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT) aprovou resolução que estabelece o planejamento de distribuição, armazenamento, operacionalização e aplicação das vacinas CoronaVac (Sinovac/Butantan) e Covishield (AstraZeneca/Fiocruz) conforme os Planos Nacional e Estadual de Operacionalização de vacinação contra a Covid-19.

A íntegra da resolução, que trata especificamente sobre os dois últimos lotes de vacinas encaminhadas pelo Ministério da Saúde, pode ser acessada por meio deste link.

Conforme orientação do Governo Federal, o quantitativo de 24 mil doses da vacina Covishield e de 11 mil doses da CoronaVac segue a prioridade de imunização complementar aos trabalhadores da saúde que atuam na Atenção Básica, ambulatórios, unidades hospitalares e Serviço Móvel de Urgência e Emergência (Samu).

Em janeiro, também foi divulgada a resolução que estabelece o planejamento de distribuição, armazenamento, operacionalização e aplicação de 126 mil doses da Vacina CoronaVac, na primeira remessa enviada pelo Ministério da Saúde.

A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Seduc investiu mais de R$ 9 milhões na manutenção de escolas
Continue lendo

MATO GROSSO

Consórcios Portal do Amazônia e Vale do Teles Pires serão reativados

Publicado


Nesta terça-feira (26.01), os prefeitos dos municípios que fazem parte dos consórcios intermunicipais Portal da Amazônia e Vale do Teles Pire se reuniram com a equipe técnica da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) para tratar da reestruturação. Durante o encontro, foi apresentado um passo a passo das ações para reativação e também as vantagens dos consórcios para as regiões.

“As reuniões estão sendo muito produtivas, com a presença da grande maioria dos prefeitos, e percebemos um interesse grande dos municípios em se organizarem e terem as vantagens de um consórcio intermunicipal, trabalhando de forma cooperativa e colaborativa”, diz Celso Banazeksi, secretário adjunto de Desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor da Sedec.

O consórcio Portal da Amazônia é formado pelos municípios de Colíder, Guarantã do Norte, Itaúba, Marcelândia, Matupá, Nova Canaã do Norte, Nova Guarita, Nova Santa Helena, Novo Mundo, Peixoto de Azevedo e Terra Nova do Norte.

O prefeito de Matupá, Fernando Zafonato, foi eleito o presidente do consórcio. “O consórcio funciona com o esforço dos municípios e com o apoio do Estado. O governador Mauro Mendes tem uma visão municipalista e temos certeza que seremos bons parceiros. É muito importante para ações maiores que muitos municípios não conseguiriam executar sozinhos, como aterro sanitário e maquinários para conservação de rodovias, por exemplo”, frisa Zafonato.

O consórcio Vale do Teles Pires é formado pelos municípios de Alta Floresta, Apiacás, Carlinda, Nova Bandeirantes, Nova Monte Verde e Paranaíta. Os prefeitos escolherão o presidente e a diretoria do consórcio em reunião nesta sexta-feira (29.01).

Para Valdemar Gamba, prefeito de Alta Floresta, município onde foi sediada a reunião sobre o consórcio, a ação vem ratificar a necessidade que os gestores municipais vinham percebendo. “O consórcio será ótimo para a região. Nós já estávamos conversando sobre a necessidade de trabalharmos juntos e isso veio confirmar que é o melhor caminho”, ressalta.

Leia mais:  Com mais de 450 atualizações, Portal Transparência teve 1,2 milhão de acessos em 2020

O secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, reforça a importância da organização dos municípios. “O trabalho colaborativo em consórcio traz muitas vantagens para as regiões, como estão sendo apresentadas nas reuniões, e, assim, é possível diminuir as desigualdades regionais”.

Agenda

Estão agendadas reuniões em Tangará da Serra (30/01, às 10h), Pontes e Lacerda (03/02, às 8h), Cáceres (03/02, às 14h), Alto Araguaia (dia 10, às 8h), Rondonópolis (10/02, às 14h), Barra do Garças (23/02, às 8h), Água Boa (23/02, às 14h), São Félix do Araguaia (24/02, às 8h), Confresa (24/02, às 14h), Lucas do Rio Verde (05/03, às 8h), Cuiabá (09/03, às 8h).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana