conecte-se conosco


MATO GROSSO

Governo já apresentou solução para seis obras da Copa que estavam paralisadas em MT

Publicado


Em apenas dois anos, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), apresentou a solução para a retomada e conclusão da maioria das obras remanescentes da Copa do Mundo de 2014. Das obras paralisadas, duas foram concluídas, três retomadas e uma já está com seu futuro traçado, reiniciando em novo formato.

Os dados fazem parte do relatório produzido pela Secretaria Adjunta de Obras Especiais da Sinfra. No rol de obras concluídas estão o Centro Olímpico de Treinamento da Universidade Federal de Mato Grosso (COT UFMT) e a duplicação da Avenida Parque do Barbado, em Cuiabá. Retomadas após quatro anos de paralisação, elas foram concluídas e entregues em 2020.

A retomada do COT foi possível após tratativas com a empresa responsável pela obra, bem como a realização de ajustes definitivos junto à UFMT para superar falhas de projeto. Ao todo o complexo contou com investimentos de R$ 17,1 milhões – e possui um campo de futebol, uma pista de atletismo padrão internacional, que vem sendo utilizada desde 2018 para eventos esportivos, e arquibancada com capacidade para receber até 1,5 mil pessoas.

Obra do COT da UFMT foi retomada e concluída

Já a duplicação da Avenida Parque do Barbado foi retomada e recebeu um investimento de pouco mais de R$ 29,5 milhões.  Além da implantação e duplicação da via, também foram realizadas a implantação de galerias no Córrego do Barbado, próximo à Estrada do Moinho, e a implantação da rotatória na mesma avenida, além de sinalização, iluminação e paisagismo.

Em andamento está a obra do Córrego da Avenida 8 de Abril, que foi retomada com a antiga empresa executora atendendo a um acordo judicial. Dentre os serviços já executados estão contenções nos trechos com risco de desabamentos, reforço no fundo do canal e lajes das rotatórias nas avenidas Senador Metello, Ranulfo Paes de Barros e Barão de Melgaço, por exemplo. Ainda estão previstos a reconstrução de calçadas e passeios, serviços de paisagismo, ciclovia, pavimentação e iluminação para a conclusão definitiva da obra já em 2021.

Leia mais:  Governador e secretário de Saúde participam de ato de recebimento das vacinas do Ministério da Saúde

Também em andamento está o processo para a retomada da obra da Trincheira Jurumirim, para a conclusão e entrega em definitivo ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). A obra está com 97,8% dos serviços executados e liberada para o tráfego de veículos, porém foram diagnosticadas falhas no pavimento.

Obra da Avenida Parque do Barbado foi retomada e concluída

Por isso, foi realizada uma licitação e contratação de uma empresa de engenharia para a restauração do pavimento e recuperação da estrutura de concreto da trincheira. As obras se iniciarão já em 2021 e vão compreender a execução de melhorias em 1,32 quilômetro de extensão da trincheira, entre os bairros Jardim Leblon e Bosque da Saúde, em Cuiabá.

Outra obra prevista para a Copa, e que também já está com futuro traçado, é a construção do Hospital Universitário Júlio Muller, na rodovia MT-040, entre Cuiabá e Santo Antônio de Leverger. Apesar de não ser uma obra voltada à mobilidade urbana, a construção do hospital foi iniciada com o objetivo de atender a eventual demanda ocasionada pelos jogos do Mundial, mas foi paralisada com apenas 9% de execução e, posteriormente, o contrato foi rescindido pelo não cumprimento do cronograma.

Seis anos depois, em 2020, o Governo do Estado emitiu a ordem para o início das obras deste que será o maior hospital do Estado, com 58,5 mil metros quadrados somente de área construída. Assim, se tornará referência no atendimento aos pacientes de Mato Grosso, bem como para o ensino, pesquisa e extensão aos estudantes de medicina e da área da saúde da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), parceira do Estado na execução da obra.

Ordem de serviço para a retomada das obras do hospital Julio Muller já foi dada.

Leia mais:  Perfil de DNA ajudou a elucidar 11 investigações nos últimos 6 anos

Outra obra que está da previsão para a retomada, mas em outro formato, é a referente ao transporte intermunicipal de passageiros entre Cuiabá e Várzea Grande. Antes estava previsto para ser executado o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), cuja obra chegou a ser iniciada, mas foi paralisada em razão de acusações de corrupção, deflagração de Operação Descarrilho, e a judicialização do contrato até a rescisão definitiva em 2017.

Agora o VLT  será substituído pelo Ônibus de Trânsito Rápido (BRT), movido a eletricidade, o que  trará melhor mobilidade urbana aos usuários do transporte coletivo.  Além disso, o BRT terá uma tarifa mais acessível, na faixa de R$ 3,04, enquanto que com o VLT a tarifa ficaria em torno de R$ 5,28, ainda de acordo com os estudos. Outra vantagem é que os investimentos estimados serão de R$ 430 milhões, com aquisição de 54 ônibus elétricos, e as obras devem durar até 24 meses. Já a conclusão do VLT demandaria um aporte no valor de R$ 763 milhões.

 VLT  será substituído pelo Ônibus de Trânsito Rápido (BRT)

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Domingo (17): Mato Grosso registra 199.006 casos e 4.793 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (17.01), 199.006 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.793 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 562 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 199.006 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.133 estão em isolamento domiciliar e 185.040 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 277 internações em UTIs públicas e 341 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 70,84% para UTIs adulto e em 35% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (44.098), Várzea Grande (13.478), Rondonópolis (13.270), Sinop (10.683), Tangará da Serra (8.875), Sorriso (8.752), Lucas do Rio Verde (8.150), Primavera do Leste (6.156), Cáceres (4.613) e Nova Mutum (4.161).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 166.500 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 711 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último sábado (16.01), o Governo Federal confirmou o total de 8.455.059 casos da Covid-19 no Brasil e 209.296 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 8.393.492 casos da Covid-19 no Brasil e 208.246 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de domingo (17.01).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Leia mais:  Cartilha da Secel orienta sobre prestação de contas de projetos culturais

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Governador e secretário de Saúde participam de ato de recebimento das vacinas do Ministério da Saúde

Publicado


O Governador Mauro Mendes e o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, participam nesta segunda-feira (18.01) do ato simbólico de recebimento das vacinas contra a Covid-19, realizado pelo Ministério da Saúde.

O ato está marcado para as 7 horas (horário de Brasília), em Guarulhos, no Estado de São Paulo. Na ocasião, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, deverá anunciar quando as vacinas contra a Covid-19 serão enviadas aos Estados para dar início à imunização da população.

Plano Estadual

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria Estadual da Saúde (SES-MT), trabalha em uma força tarefa para que a vacina contra a Covid-19 chegue aos municípios o mais rápido possível. A ação faz parte do Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 em Mato Grosso e prevê, caso necessário, o apoio de seis aeronaves do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Com o objetivo de promover a adequada logística da vacina, com segurança, efetividade e equidade, a SES vai ampliar a Rede de Frio Estadual e já viabiliza uma Central Estadual e mais quatro Centrais Regionais (Barra do Garças, Cáceres, Rondonópolis e Sinop), assim como a aquisição de equipamentos de refrigeração e frota adequada para distribuição terrestre. O investimento estimado é de R$ 2,2 milhões.

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição será feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e o Ministério da Defesa. Nos casos em que for necessário, o Ciopaer disponibilizará sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

Nos próximos dias, os 141 municípios de Mato Grosso começam a receber as agulhas e seringas que já se encontram em estoque e que serão utilizadas no plano de vacinação contra a Covid-19. A SES também providenciou a aquisição suplementar de 6,5 mil seringas para o enfrentamento de vacinação, com investimento na ordem de R$ 2,8 milhões.

Leia mais:  "Transporte intermunicipal teve 60% de redução na tarifa na atual gestão", afirma presidente da Ager
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana