conecte-se conosco


POLICIAL

Crimes de violência doméstica e sexual geram instauração de 2.332 inquéritos policiais na Capital

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Primeira unidade policial criada em Mato Grosso, em 1985, destinada ao atendimento especializado a vítimas mulheres, a Delegacia da Mulher de Cuiabá finalizou o atípico ano de 2020 com 4.443 inquéritos, entre instaurados e concluídos, envolvendo os mais diversos crimes de violência doméstica e sexual contra vítimas na Capital. Deste número total, 2.332 são de inquéritos instaurados para investigações de crimes.

Um dos mecanismos judiciais de proteção mais procurados de proteção às vítimas de violência, a medida protetiva instituída pela Lei 11.340/2006, teve 1.425 solicitações na Delegacia da Mulher.

A delegada titular da unidade, Jozirlethe Magalhães Criveletto avalia que os números demonstram a necessidade constante de acolhimento e apoio às vítimas desse tipo de crime, ainda que no período atípico vivenciado no País em função da pandemia, muitas delas se sentiram coagidas em buscar ajuda. “Ao longo dos últimos anos, observamos que as vítimas têm buscado mais o atendimento da unidade para ter acolhimento e auxílio em casos de violência”, destaca a delegada.

A atuação da Delegacia da Mulher de Cuiabá também resultou no encaminhamento de 49 vítimas para a Casa de Amparo na Capital e a retirada de 43 vítimas de locais onde corriam risco.

Durante todo o ano passado, as equipes da DEDM averiguaram 200 denúncias que chegaram à unidade especializada, cumpriram 3.830 intimações e foram feitas 3.309 oitivas, além de 33 representações por prisão de suspeitos de violência doméstica ou sexual.

“Temos uma equipe valente e criativa que soube direcionar esforços no cumprimento das atividades da delegacia, especialmente nas ações de visitas domiciliares, checagem de denúncias e cumprimentos de mandados”, explica a delegada.

Leia mais:  Homem investigado por roubo é preso em flagrante por tráfico de drogas

Nas visitas domiciliares, a equipe da DEDM verificou denúncias de agressões físicas,  cárcere privado, maus tratos e outros crimes relacionados à violência doméstica e familiar. 

Anuário da DEDM

No ano passado, a DEDM publicou a terceira edição do Anuário Estatístico e análise dos atendimentos realizados na delegacia. O documento apresentou estatísticas sobre as ocorrências registradas (dias da semana, horário dos fatos, bairros com maior número de registros), do perfil da vítima (estado civil, profissão, tempo de relacionamento, número de filhos do relacionamento, vínculo com o autor, cor, idade) e perfil do autor segundo descrições da vítima no momento do atendimento. Na edição de 2020 foi introduzida uma nova estatística sobre a motivação ou elemento potencializador da violência.

O objetivo do anuário é dar transparência às atividades da unidade policial e contribuir com a pesquisa, avaliação das políticas públicas no enfrentamento à violência de gênero e reflexão por parte dos organismos que congregam as ações de defesa dos direitos da mulher. O anuário é produzido com a colaboração de vários profissionais totalmente comprometidos na análise com seriedade e qualidade, buscando oferecer um trabalho de referência aos profissionais de segurança pública e aos demais setores que possam eventualmente necessitar dos números.

Os diversos números trazidos pelo anuário mostram que 10 bairros de Cuiabá concentram 20% das ocorrências de violência doméstica em números absolutos, que são pela ordem: Pedra 90, Dr. Fábio, Dom Aquino, Tjucal, Jardim Imperial, CPA 3, Nova Esperança, Centro Sul, CPA 4 e Parque Cuiabá.

A maioria das mulheres vítimas de violência que busca o atendimento da Delegacia da Capital está na faixa de idade entre 35 e 45 anos, o que corresponde a 30,5% delas, seguida pela faixa de etária dos 30 aos 34 anos. Em relação à ocupação, a maioria das atendidas no ano passado na Delegacia da Mulher se declarou como do lar (10,6%), desempregada (5,5%) ou estudante (4,2%). Um percentual de 10,2% delas se declarou sem profissão ou se definiram em categorias secundárias.

Leia mais:  Polícia Civil prende em flagrante por posse ilegal de arma de foto homem que atirou em animal

A Delegacia da Mulher não é apenas o lugar onde a mulher agredida, submetida a abusos e violência de todas as formas vai em busca de atendimento para a repressão ao crime sofrido. É o lugar onde elas buscam acolhimento e amparo para recomeçar. “A delegacia também procura trabalhar ações que possam auxiliar as vítimas nesse sentido, mas é fundamental que a rede de acolhimento, com todos os órgãos, funcione amplamente em todo os pontos de atenção”, pontua a delegada.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Polícia Civil prende três pessoas da mesma família e apreende grande quantidade de drogas em Cuiabá

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um homens e duas mulheres de uma mesma família atuantes no tráfico de drogas em Cuiabá, foram presas pela Polícia Civil por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), no final da tarde de sexta-feira (22.01). Além das prisões, o trabalho resultou na apreensão de duas armas de fogo, dinheiro, mais de 160 porções de droga, peças de maconha, além de pacotes de shank. 
 

Os três suspeitos foram autuados em flagrante pelos crimes de posse irregular de arma de fogo de uso permitido, tráfico de drogas e associação para o tráfico, após serem abordados pelos policiais civis em uma residência no bairro Nova Esperança I.

A equipe da DRE realizava diligências quando identificaram que membros de uma família vinham praticando a venda de substâncias ilícitas, bem como integravam uma facção criminosa instalada na região. Com base nas suspeitas o local passou a ser monitorado por dias, sendo constatado grande movimentação de pessoas usuárias no endereço.

Já no final da tarde de sexta-feira (22) a equipe avistou o momento em que um rapaz de bicicleta chegou na casa investigada, entregando e pegando algo com um dos suspeitos. Ato contínuo foi feita a abordagem do rapaz na bicicleta e localizada duas porções de pasta base de cocaína. 

Em seguida os policiais civis retornaram na residência onde foi encontrado fora da casa um frasco branco contendo várias porções de pasta base de cocaína. Na ocasião, o morador tentou reagir a ação policial, negando ser o dono da droga. No local havia duas mulheres, bem como em cima da bancada foi apreendido um pote com várias porções de maconha. Em um dos cômodos também foi localizado um recipiente de madeira com mais porções de maconha e no armário da cozinha mais porções da mesma droga. 

Leia mais:  Polícia Civil prende três pessoas da mesma família e apreende grande quantidade de drogas em Cuiabá

Ao todo foram apreendidas 164 porções entre maconha e pasta base de cocaína, embaladas e prontas para a venda, além de duas balanças de precisão, munição, ácido bórico, um pacote grande de shank, cadernos de anotações sobre o tráfico, duas espingardas, vários materiais utilizados para preparar o entorpecentes e a quantia de R$ 900 em dinheiro. Ainda nas buscas pelo terreno da casa, foi encontrado um buraco e dentro foi constatado um balde contendo duas peças inteira e outra metade de maconha. 

Diante do flagrante o suspeito, sua esposa e a cunhada, foram levados para a DRE junto com todo material apreendido, onde foram interrogados e autuados pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse irregular de arma de fogo de uso permitido. Após a confecção dos autos, os conduzidos foram colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Três adultos e um adolescente são detidos em flagrante por roubo majorado e resistência

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Três homens e um menor de idade envolvidos em um roubo à residência em Rondonópolis foram detidos nesta sexta-feira (22.01) pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

Além das prisões realizadas, em menos de 24 horas após o crime, a ação resultou na apreensão de parte dos produtos roubados.

Os suspeitos, entre 18 a 24 anos, foram autuados em flagrante por roubo majorado pelo concurso de pessoas e emprego de arma de fogo, corrupção de menores e resistência. Já o adolescente de 17 anos, que tem nove passagens pela polícia, responderá a ato infracional análogo ao crime de roubo majorado.

Os policiais civis realizavam diligências até chegar aos autores do crime ocorrido na noite de quinta-feira (21.01), no bairro Santa Clara, quando três  homens armados invadiram a residência e levaram diversos bens das vítimas.

Durante a investigação, a equipe da Derf descobriu que os suspeitos estavam escondidos em uma casa no bairro Jardim Ipiranga II, com os produtos roubados e estavam tentando vendê-los.No local, foi avistado um rapaz que ao perceber a presença dos policiais sacou uma arma de fogo disparando em direção aos investigadores e saiu correndo para os fundos da residência pulando o muro.

Uma equipe entrou na casa e abordou uma pessoa que também tentou fugir pelo forro do banheiro, mas foi contido. Já a outra equipe seguiu em busca do suspeito que havia pulando o muro e invadiu outras casas da vizinhança indo se esconder na casa do adolescente integrante do grupo.

Ao abordar o menor de idade, o outro adulto que se escondeu no local ainda tentou fugir mais uma vez, por seis quadras do bairro, com uma arma de fogo e acabou jogando-a em um matagal. Ainda na tentativa de escapar do cerco policial, o suspeito pegou um facão e veio em direção de um dos investigadores, que deu ordem de parada, porém, o criminoso continuou investindo contra o policial que efetuou um disparo na perna do suspeito, em legítima defesa e para cessar a resistência.

Leia mais:  Homem que incendiou casa de ex-companheira é preso pela Polícia Civil em Sorriso

Depois de ser contido, os policiais fizeram um torniquete para parar o sangramento e acionaram o Samu para prestar socorro ao suspeito, que foi encaminhado ao hospital.

Em seguida, os policiais civis retornaram ao matagal onde o suspeito jogou a arma de fogo, todavia, não a localizaram. Durante as buscas no interior da casa foram recuperadas duas televisões, um transmissor de TV digital e um canivete da mesma vítima.

Os envolvidos foram conduzidos à Derf-Rondonópolis, interrogados e autuados em flagrante delito e ato infracional respectivamente, sendo posteriormente colocados à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana