conecte-se conosco


MATO GROSSO

Cartões do SER Família serão distribuídos aos municípios em janeiro

Publicado


Os cartões do Programa SER Família começam a ser distribuídos a partir de janeiro de 2021. A princípio, 23 municípios de Mato Grosso participam da iniciativa, que prevê a distribuição de renda para pessoas vulneráveis, totalizando 5,5 mil cartões e beneficiando grupos distintos e específicos como a família, a mulher vítima de violência, a criança, o idoso e a pessoa com deficiência.

A primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, que coordena o programa, explica que o objetivo é que todos os municípios sejam contemplados. “Iremos ampliar gradualmente o atendimento aos demais municípios do Estado. Assim, mais famílias receberão valores para custear, por exemplo, material escolar, alimentos, medicamentos, e até gastos com moradia, no caso das mulheres em situação de medida protetiva e vítimas de violência doméstica. Este é um programa que vai efetivamente ajudar a melhorar a vida das famílias mais carentes”, destaca a primeira-dama.

O Programa, que será gerenciado pela Secretaria Adjunta de Programa e Projetos Especiais e Atenção à Família, da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), disponibilizará valores que irão variar de R$ 100 até um salário mínimo, dependendo do perfil que será enquadrado o beneficiário.

A secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, explica que o programa também garantirá qualificação profissional aos envolvidos, além da transferência de recurso.  “O programa tem duração de dois anos. Nesse período vamos preparar os beneficiados para que não dependam do recurso recebido e para que consigam, no futuro, sair da linha da pobreza extrema e possam alcançar uma vaga no mercado de trabalho”.

Para a primeira-dama do município de Canabrava do Norte, localizado a 988 km de Cuiabá, Sara Trindade, a iniciativa veio em boa hora para beneficiar as famílias que foram mais afetadas também pela pandemia. “A gente só têm a agradecer ao nosso governador e a nossa primeira-dama por esse programa SER Família, que com certeza ajudará muitas famílias que estão em situação de vulnerabilidade social”.

Leia mais:  Consórcios Intermunicipais Vale do Arinos e Vale do Juruena são reativados

Os municípios atendidos nessa primeira etapa do programa são: Gaúcha do Norte, Nossa Senhora do Livramento, Canabrava do Norte, Nobres, Poconé, Nova Brasilândia, Torixoreu, Paranatinga, Alto Araguaia, Santa Rita do Trivelato, São Félix do Araguaia, Primavera do Leste, Várzea Grande, Ribeirão Cascalheira, Poxoréu, General Carneiro, São Pedro da Cipa, Araguaiana, Dom Aquino, Juscimeira, Acorizal, Jangada e Campo Novo dos Parecis.

Cartões

O programa SER Família é composto por cinco cartões. O cartão que leva o mesmo nome do programa, SER Família, será destinado às pessoas que vivem se situação de extrema pobreza, cuja renda per capita não ultrapasse o limite de 1/3 do salário mínimo vigente, e o valor pago mensalmente é de R$ 100 reais.

O Cartão SER Idoso será destinado às pessoas com mais de 60 anos em condição de vulnerabilidade social para a compra específica de medicamentos. E o valor pago é de R$ 120 reais.

Já os recursos do cartão SER Criança, que atenderá as famílias que tenham crianças em idade escolar, em faixa etária de até 12 anos, poderão ser usados unicamente para a compra de vestuário, gêneros de primeira necessidade e materiais escolares. O cartão é único por família independente do número de crianças e o valor pago mensalmente é de R$ 120 reais.

O Cartão SER Inclusivo é um benefício para pessoas com deficiência para a compra de alimentos e medicamentos e o valor também é de R$ 120 reais.

O programa também atenderá o público feminino através do cartão SER Mulher, destinado para as mulheres vítimas de violência para custeio de moradia, no valor de até 1 salário mínimo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Emanuele de Almeida é nomeada e assume a Presidência do Indea-MT

Publicado


A servidora Emanuele Gonçalina de Almeida (39 anos) foi nomeada presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (INDEA MT). A nomeação foi publicada em edição extra do Diário Oficial desta quarta-feira (20.01).

Ela é advogada, concursada e trabalha há sete anos no órgão de defesa, exercendo anteriormente o cargo de diretora administrativa.

A nova presidente tem como objetivo dar continuidade ao trabalho iniciado no Indea na gestão do governador Mauro Mendes, valorizar o servidor do Instituto e trabalhar de forma democrática com a área técnica.

Emanuele também pretende seguir coma implantação das ações administrativas, focando na desburocratização e descentralização do órgão, dando mais agilidade às demandas dos produtores rurais mato-grossenses.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Servidor em licença não remunerada pode trabalhar na iniciativa privada, mas não pode assumir outro cargo público
Continue lendo

MATO GROSSO

Homicídio ocorrido no dia de Natal, em Cuiabá, é esclarecido e autora presa

Publicado


A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP) esclareceu o homicídio de José Carlos Ribeiro, 50 anos, ocorrido no dia 25 dezembro, no bairro Altos da Glória, na capital. A pessoa investigada como autora do crime, de 30 anos, foi presa na segunda-feira (18) pela Polícia Militar, no Residencial José Carlos Guimarães, em Várzea Grande, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca da Capital.

A vítima foi encontrada morta na cama, em sua residência, e o corpo apresentava lesões causadas por instrumentos contundente e cortante. Um pedaço de madeira, com um prego na ponta, foi encontrado no local.

Com o início das investigações abertas pela DHPP, a equipe coordenada pelo delegado Caio Fernando Albuquerque coletou informações de que no dia do crime uma pessoa monitorada por tornozeleira eletrônica esteve na residência da vítima.

Após ser identificada, a investigada foi ouvida em depoimento na DHPP e declarou como cometeu o crime. Segunda ela, três meses antes do fato, quando ainda não tinha relacionamento íntimo com José Carlos, estava tomando cerveja com a vítima junto com a sobrinha dela, de 14 anos. Logo após, saiu da casa para comprar e fazer uso de entorpecentes, quando momento depois sua sobrinha a procurou chorando e dizendo que a José Carlos havia tentado violentá-la sexualmente.

A investigada retornou então à casa da vítima para tomar satisfação do ocorrido, mas o homem negou o ato de violência, embora a adolescente tenha confirmado o abuso. Após isso, ainda segundo depoimento da investigada, ela decidiu que mataria a vítima e pediu que a adolescente não comentasse a ninguém o ocorrido e que resolveria a situação.

Conforme narrado no depoimento, vendo que a vítima tentava uma aproximação, a investigada começou a ter encontros amorosos com José Carlos e afirmou ao delegado que passou a fazer isso para aproveitar a oportunidade e vingar o que ocorreu com sua sobrinha. Em um dos encontros, após se relacionarem, ela golpeou a vítima com o pedaço de madeira e com uma faca.

Leia mais:  Governo firma parceria com o Google para melhorar ensino público

“Os elementos de prova colhidos durante as diligências comprovam que não houve homicídio privilegiado – quando a vítima provoca o cometimento do crime pouco antes de sua prática. Mas sim, que o crime foi motivado por vingança, configurando a qualificadora de torpeza na medida em que, premeditadamente, o autor planejou a ação homicida cerca de três meses depois do referido comportamento da vítima. Além disso, ficou configurada a qualificadora de impossibilidade de defesa pois, ao que tudo indica, ao contrário da versão da investigada, a vítima dormia quando foi golpeada”, explicou o delegado Caio Albuquerque.

Com base nos elementos coletados na investigação, o delegado representou à Justiça pela prisão preventiva da investigada. O inquérito segue para conclusão e ela será indiciada por homicídio qualificado.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana