conecte-se conosco


MATO GROSSO

Município de Tesouro está com risco moderado de contaminação pela Covid-19

Publicado


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta quinta-feira (31.12) mais uma atualização do panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. 

O Boletim Informativo nº 298 mostra, a partir da página 12, que o município de Tesouro configura na classificação de risco “moderado” para a contaminação do coronavírus.

Os demais 140 municípios estão na classificação de risco “baixo”, indicado pela cor verde. Nenhuma cidade de Mato Grosso foi classificada com risco “muito alto”, indicado pela cor vermelha que representa alerta máximo de contaminação.

O sistema de classificação que aponta o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos, é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades.

Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana, às segundas e quintas-feiras, e os resultados são divulgados nos Boletins Informativos da SES.

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Leia mais:  Governo publica decreto com novas medidas para frear contágio da covid-19

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Escolas podem solicitar até R$ 33 mil para manutenções

Publicado


Está aberto o período para solicitação de recursos descentralizados que podem ser utilizados para manutenções nos prédios das escolas da rede estadual de ensino de Mato Grosso.

Gestores das escolas, Diretorias Regionais de Ensino (DREs)/Cefapros e assessorias pedagógicas podem solicitar até R$ 33 mil para investir na infraestrutura de forma preventiva ou corretiva. Cada escola pode fazer uma solicitação a cada seis meses.

A solicitação do recurso deve ser feita via sistema SigEduca, módulo de Gestão de Estrutura Escolar (GEE), no site da Seduc.

A escola precisa enviar um requerimento apontando os motivos e justificativa pelos quais necessita do recurso. São necessários três orçamentos dos materiais e ou serviços a serem realizados. O responsável também terá que inserir fotos que comprovem a necessidade do recurso, entre outras determinações.

A descentralização de recursos foi regulamentada pela Instrução Normativa nº 007/2020/GS/SEDUC/MT.

Mais informações: (65) 99669-6787 (WhatsApp) ou pelo e-mail [email protected]   

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Seciteci abre inscrições para o processo seletivo para a contratação de professores temporários
Continue lendo

MATO GROSSO

Governo realiza primeira consulta pública do Zoneamento Socioeconômico Ecológico

Publicado


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), realiza entre os dias 18 de janeiro e 16 de fevereiro a primeira consulta pública da proposta de Zoneamento Socioeconômico Ecológico (ZSSE) do Estado de Mato Grosso. Ela será feita de forma online no site da Seplag.

A consulta tem por objetivo possibilitar a participação da sociedade na elaboração das diretrizes estabelecidas por zona e contribuir com a construção da minuta da Lei do ZSSE de Mato Grosso.

O ZSSE tem o intuito de promover o desenvolvimento econômico sustentável e a melhoria da qualidade e condições de vida da população. Nesta versão, o Estado foi dividido em zonas, com propostas e diretrizes indicando o melhor uso para cada uma, respeitando as potencialidade e fragilidades do ambiente.

Para o titular da Seplag, Basílio Bezerra, é muito importante que todos participem, pois a consulta pública é um instrumento de transparência e participação social. “Nossa intenção não é esgotar o assunto no momento. Posteriormente realizaremos novas consultas públicas para enriquecer ainda mais as propostas. Por isso é muito importante que todos deem a sua contribuição”.

Saiba como

A Seplag preparou uma página na internet com todas as informações e orientações necessárias para participar da consulta pública. Para que a contribuição seja considerada e processada, todos os campos obrigatórios dos formulários devem ser preenchidos e todas as sugestões apresentadas, justificadas.

Para contribuir com a consulta pública e ajudar a definir as futuras ações para o desenvolvimento sustentável de Mato Grosso, clique aqui.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Mato Grosso distribuirá 65 mil doses da vacina contra a Covid-19 aos municípios
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana