conecte-se conosco


MATO GROSSO

“Moro no interior de São Paulo e lá não tem esse sistema”, diz paciente atendida pelo Centro de Triagem

Publicado


“Eu moro no interior de São Paulo e lá não tem esse sistema, eu achei muito interessante. Um espaço gigantesco deste atendendo a um número imenso de pessoas. Fui atendida com tanta rapidez, para mim foi muito bom”. Essa foi a avaliação feita pela dona de casa Rosicleia Alves Venâncio, residente do estado de São Paulo, que passou pelo Centro de Triagem da Covid-19 nesta terça-feira (29.12).

Há cerca de sete dias, a paciente teve contato com uma pessoa diagnosticada com a doença e, recentemente, apresentou sintomas como cansaço, tosse e febre. “Eu vim visitar o meu pai [em Cuiabá] e resolvi fazer o teste. Achei que eu fosse passar o dia todo aqui, mas o atendimento foi muito rápido. Cheguei cedo e fui bem atendida”.

Rosicleia integra as mais de 80 mil pessoas já atendidas pela unidade nos últimos cinco meses. Entre os dias 22 de julho e 28 de dezembro, o Centro de Triagem da Covid-19, que funciona na Arena Pantanal, já realizou cerca de 85 mil atendimentos e entregou 38.217 medicamentos aos pacientes que obtiveram prescrição médica.  

O profissional autônomo Paulo Fernandes dos Santos também passou pela triagem após a manifestação de sintomas como febre e dor nas costas; ele avaliou como excelente o atendimento na Arena Pantanal. “Eu sou do grupo de risco, tenho diabetes, pressão alta e outras enfermidades. O atendimento [do Centro de Triagem] é nota mil, superou as minhas expectativas. Meu filho também teve e passou por aqui, está em isolamento”, disse.

Do total de atendimentos já realizados, 13.703 pessoas testaram positivo para coronavírus, 46.438 obtiveram o resultado negativo e 25.514 casos foram considerados suspeitos da Covid-19. Além disso, o Centro de Triagem já realizou 6.235 tomografias em 137 dias acumulados.

Leia mais:  SES reúne diretores de Hospitais Regionais para planejar ações prioritárias em MT

O senhor aposentado Francisco Lima da Silva, de 67 anos, foi diagnosticado com Covid-19 e apresentou sintomas há mais de 10 dias. Ele passou pelo Centro de Triagem para monitorar o estágio da doença. “Fiz o exame de tomografia, passei por consulta médica e está tudo beleza. Me falavam do atendimento daqui, mas eu não sabia que atendia bastante gente de forma tão rápida. O atendimento é nota dez, fui muito bem atendido”.

Após passar pelo circuito de triagem, o paciente reforçou a importância do repouso durante a recuperação e enfatizou a necessidade do distanciamento social neste período de final de ano. “Vamos nos manter em repouso e isolamento, sem aglomerações. Acho que cada um de nós deve ter o máximo de cuidado”, alertou.

Já Antônio Alves de Souza, também aposentado, foi até a Arena para avaliar se está com a Covid-19 ou se já tem o anticorpo do vírus. “Vim ver se eu tinha algum sintoma leve, porque temos que correr atrás, né? Passei pelo médico e fui bem recebido. Maravilha de atendimento”.

O coordenador administrativo do Centro de Triagem, Ênio de Souza, ressaltou que o serviço da unidade segue disponível para a população. “Nesta semana, batemos o recorde de atendimento; foram 889 atendimentos em um só dia. O Centro funciona de segunda a sexta-feira, com a liberação de 900 senhas por dia. Estamos trabalhando muito para atender a população neste momento”.

Funcionamento no feriado de ano novo

O Centro de Triagem Covid-19 funcionará normalmente nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro, com a distribuição de 900 senhas virtuais e presenciais por dia.

Desta forma, na quinta-feira e sexta-feira (31 e 01.12), haverá a entrega das 400 senhas presenciais, das 6h às 6h45. Já o usuário com acesso à internet poderá retirar a senha de atendimento pelo site triagem.mt.gov.br, sendo 500 senhas disponíveis diariamente. 

Leia mais:  Residência artística com fotógrafa e artista visual de Florianópolis abre inscrições

Para casos graves do coronavírus, as referências continuam sendo as unidades da Atenção Primária, que regulam pacientes para os Hospitais de Referência no tratamento da Covid-19.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Domingo (24): Mato Grosso registra 208.088 casos e 4.968 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (24.01), 208.088 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.968 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 341 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 208.088 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.296 estão em isolamento domiciliar e 193.762 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 283 internações em UTIs públicas e 319 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 70,43% para UTIs adulto e em 37% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (45.380), Várzea Grande (13.815), Rondonópolis (13.840), Sinop (11.009), Tangará da Serra (9.173), Sorriso (9.048), Lucas do Rio Verde (8.388), Primavera do Leste (6.367), Cáceres (4.838) e Nova Mutum (4.373).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 178.572 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.271 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último sábado (23), o Governo Federal confirmou o total de 8.816.254 casos da Covid-19 no Brasil e 216.445 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 8.753.920 casos da Covid-19 no Brasil e 215.243 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de domingo (24).

Recomendações

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Leia mais:  Residência artística com fotógrafa e artista visual de Florianópolis abre inscrições

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Remessa com 24 mil doses da vacina de Oxford será destinada aos trabalhadores da saúde

Publicado


O Governo de Mato Grosso recebeu, neste domingo (24.01), 24 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. O quantitativo foi encaminhado pelo Ministério da Saúde e será totalmente destinado aos trabalhadores que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus. 

Diferente da primeira remessa – em que foram encaminhadas 126 mil doses para imunizar cerca de 63 mil pessoas, com 2 doses para cada -, neste lote o Ministério da Saúde decidiu encaminhar os imunizantes relativos especificamente à primeira dose, de forma que todo o quantitativo será utilizado na primeira aplicação. 

A remessa com as unidades da segunda dose da vacina AstraZeneca será encaminhada posteriormente pelo Ministério da Saúde. 

“Vamos trabalhar muito para intensificar o ritmo da campanha de vacinação. É importante reforçar que essas vacinas serão utilizadas prioritariamente para imunizar os trabalhadores da saúde à frente do combate ao coronavírus”, disse o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Como este é um imunizante diferente daquele já distribuído, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) irá elencar junto ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems-MT) o público prioritário que integra o grupo de trabalhadores da saúde. Depois do alinhamento, será feita a distribuição proporcional aos municípios. 

No momento, as equipes da Vigilância Estadual trabalham na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes e no encaixotamento para distribuição e retirada dos municípios. 

“O Estado repetirá toda a logística que já foi desenhada para a distribuição das doses da CoronaVac, contando com o apoio das equipes de segurança”, concluiu o secretário adjunto de Vigilância à Saúde em exercício, Oberdan Coutinho Lira.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Secel convoca contemplados em editais da Lei Aldir Blanc para capacitação
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana