conecte-se conosco


POLICIAL

Irmão de prefeita é preso em Sinop por suspeita de Peculato

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Sinop (499 km ao norte de Cuiabá) fez a prisão em flagrante do irmão da prefeita do município, na tarde de terça-feira (02.12), por suspeita de envolvimento em crime de peculato. Em ação integrada com a equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi constatada a subtração de material da concessionária Rota Oeste, sem a devida autorização.

A equipe da Polícia Rodoviária Federal foi acionada por volta das 15 horas para verificar a informação de que no km 815, da BR 163, no município de Sinop, estava ocorrendo a subtração de material de propriedade da concessionária. No local, foi constatado que havia uma máquina composta pelo caminhão trator e parte de material fresado de asfalto que já havia sido carregado e transportado.

Questionado, o motorista do caminhão informou que havia recebido ordens para fazer o transporte do material para a fazenda Selo Verde, propriedade da prefeita da cidade e que já havia feito duas viagens, apresentando um ofício assinado pelo irmão da prefeita.

O Inspetor de Qualidade da Rota Oeste relatou o seguinte que houve uma denúncia para a Rota do Oeste informando que havia uma pá carregadeira retirando o material (material fresado de asfalto) de propriedade da concessionária eque se deslocou até o local dos fatos para solicitar o documento de autorização para carregamento e transporte do material.

Foi apresentado um ofício, porém o referido documento não era de conhecimento do setor responsável pela liberação; que recebeu a orientação do chefe imediato para registrar boletim de ocorrência junto à Delegacia de Sinop.

Diante dos fatos, o irmão da prefeita foi conduzido a Delegacia de Sinop e após ser interrogado pelo delegado Pablo Bonifácio Carneiro, foi autuado em flagrante pelo crime de Peculato.

Leia mais:  Casal com diversas passagens criminais é preso novamente por tráfico de drogas

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Polícia Civil cumpre mandados contra envolvidos na prática de crimes em Poconé

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Poconé (104 km ao sul de Cuiabá) deflagrou na manhã desta quarta-feira (27.01) a Operação Dislike para cumprimento de oito ordens judiciais com objetivo de desarticular grupos criminosos e esclarecer diferentes crimes ocorridos no município.

A ação deflagrada com base em investigações da  Delegacia de Poconé conta com apoio de equipes de unidades da Regional de Várzea Grande, Polícia Militar e do Canilfron.  

Os mandados, sendo quatro de prisão e quatro de busca e apreensão domiciliar, foram decretados contra suspeitos que tiveram o envolvimento identificado em crimes de tentativa de homicídio, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e organização criminosa armada.

Entre os alvos da operação está um traficante de drogas, apontado como o autor de uma tentativa de homicídio ocorrida no dia 12 de novembro no município. Na ocasião, a vítima foi até a casa do suspeito e tentou barganhar uma pedra de crack pelo valor de R$ 8, sendo o valor cobrado R$ 10.

O traficante colocou o usuário para fora, o ameaçando de morte, porém a vítima permaneceu em frente a casa, momento em que o suspeito saiu e efetuou cinco disparos contra o rosto e o braço da vítima.

Os outros três alvos foram identificados em inquérito policial para apurar crimes de porte irregular de arma de fogo de uso permitido, integrar organização criminosa majorado pelo emprego de arma de fogo e associação criminosa armada.

Os suspeitos aparecem em um vídeo veiculado em grupos de WhatsApp em que portam armas de fogo (revólveres e pistolas) e fazem gestos em alusão à facção criminosa. Como trilha de fundo, um funk enaltece a prática de crimes e a atuação de criminosos.

Leia mais:  Operação apura informações sobre crimes contra crianças e adolescentes em Pontes e Lacerda

No vídeo, foram identificados quatro suspeitos, porém um deles, João Vitor Aparecido de Arruda, foi vítima de homicídio ocorrido no dia 06 de dezembro, em Poconé.

De acordo com o delegado de Poconé, Maurício Maciel Pereira Júnior, a operação tem o objetivo de levantar novos elementos que contribuirão para as investigações, assim como impedir que os suspeitos identificados continuem atuando na prática de crimes no município.

“Os identificados possuem antecedentes criminais e segundo informações são integrantes de facção criminosa. A operação tem o objetivo de colher elementos que comprovem o envolvimento com a prática dos crimes, assim como a apreensão de drogas, armas de fogo e outros objetos de origem ilícita.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Polícia Civil prende quatro traficantes com 47 porções de entorpecentes prontas para a venda

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT
 

Mais quatro traficantes foram presos pela Polícia Civil em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), na manhã desta terça-feira (26.01), durante trabalho investigativo da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

A ação resultou na apreensão de 47 porções de entorpecentes, entre maconha e cocaína, embaladas e prontas para venda, na quantia de R$ 550 em trocado, balanças de precisão, além de diversos materiais utilizados para o comércio ilícito.

Os quatro jovens, de 19 a 24 anos, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, resistência e desobediência, após serem abordados em uma residência no bairro Vila Cardoso.

Os policiais civis realizavam diligências quando identificaram um imóvel com intenso fluxo de pessoas usuárias, bem como um entra e sai constante de suspeitos utilizando uma moto Honda de cor azul.

Com base nas suspeitas o endereço passou a ser monitorado e constatada a presença de um suspeito fazendo uso de tornozeleira eletrônica, junto com outros indivíduos os quais revezaram na utilização da motocicleta.

Nesta terça-feira (26) ao avistarem grande movimentação na casa, os policiais civis realizaram a abordagem de três pessoas no local que tentaram fugir, porém foram detidas.

Durante buscas foram localizadas diversos rolos de papel filme, uma porção de maconha escondida no telhado. No interior da residência os policiais civis apreenderam uma porção de cocaína, máquina de cartão de crédito, 46 porções de maconha, R$ 550 em dinheiro e outros objetos usados para a prática criminosa.

Em entrevista um dos suspeitos contou que estava morando no local há pouco tempo, pois havia fugido da cidade de Juscimeira para não ser preso pois teria furtado uma loja de eletrodoméstico naquele município.

Leia mais:  Suspeito de furtar conveniência de posto de combustíveis é preso em flagrante pela Polícia Civil

Ele também informou que outro comparsa estava na rua com a motocicleta, mas que este estaria para chegar. Passado certo tempo, o quarto indivíduo chegou no local com a moto e ao ser abordado o mesmo jogou no chão uma mochila e saiu correndo a pé pelo bairro.

Mesmo pulando alguns muros das residências e tentando se esconder em uma delas, o rapaz foi contido no cerco policial. Na ocasião foi identificado que o suspeito era quem vinha cometendo o tráfico de drogas por meio do aplicativo “whatsapp”.

Diante dos fatos, os quatro jovens foram encaminhados para a Derf-Rondonópolis junto com os produtos apreendidos, onde foram interrogados e autuados em flagrante delito. Após a confecção dos autos os presos foram colocados à disposição da Justiça.

 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana