conecte-se conosco


MATO GROSSO

CBMMT inaugura nova sede em Jaciara e realiza troca de Comando

Publicado


Nesta segunda-feira (28/12) foi realizada a cerimônia de inauguração da nova sede do quartel do Corpo de Bombeiros Militar, em Jaciara (143 km de Cuiabá). Na ocasião, ainda foi feita a troca de comando da unidade. O evento foi presidido pelo comandante-geral do CBMMT em substituição legal, coronel BM Ricardo.

As novas instalações irão aperfeiçoar toda logística de atendimento de urgência e emergência no município, além de possuir estrutura física ampla e de qualidade, o que representa melhoria nas condições de atendimento ao público e de trabalho para bombeiros militares.

Além da inauguração do novo prédio, houve a passagem de comando da CIBM. Na ocasião, o primeiro-tenente BM Giovany Coelho Motti deixa o comando, após seis anos e cinco meses de serviço na unidade de Jaciara. Quem o substitui é o capitão BM Marcus Vinicius da Conceição Reis Nascimento.

No discurso de despedida, o tenente Motti agradeceu às autoridades municipais e à tropa pelo apoio enquanto esteve à frente da unidade. “A sociedade jaciarense me abraçou e hoje quero retribuir este abraço a todos e dizer que sempre estarei por perto, e não esquecerei os belos anos que passei aqui. Fiz o meu melhor e espero ter deixado aqui a minha marca.”, afirmou o tenente.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Parque Tecnológico é considerado apoiador de empreendedores pela Associação Brasileira de Startups
publicidade

MATO GROSSO

Sábado (16): Mato Grosso registra 198.444 casos e 4.782 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (16.01), 198.444 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.782 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.050 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 198.444 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.404 estão em isolamento domiciliar e 184.244 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 270 internações em UTIs públicas e 303 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 69,05% para UTIs adulto e em 35% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (44.060), Várzea Grande (13.490), Rondonópolis (13.206), Sinop (10.605), Tangará da Serra (8.796), Sorriso (8.745), Lucas do Rio Verde (8.133), Primavera do Leste (6.137), Cáceres (4.611) e Nova Mutum (4.147).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 166.500 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 711 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última sexta-feira (15.01), o Governo Federal confirmou o total de 8.393.492 casos da Covid-19 no Brasil e 208.246 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 8.324.294 casos da Covid-19 no Brasil e 207.095 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de sábado (16.01).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Leia mais:  Governo de Mato Grosso contrata consultoria em assistência hospitalar

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Estado garante distribuição de vacinas contra a Covid-19 em tempo recorde aos municípios

Publicado


O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria Estadual da Saúde (SES-MT), trabalha em uma força tarefa para que a vacina contra a Covid-19 chegue aos municípios o mais rápido possível. A ação faz parte do Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 em Mato Grosso e prevê, caso necessário, o apoio de seis aeronaves do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

O envio será feito assim que o Ministério da Saúde disponibilizar o imunizante, afirma o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, ao sinalizar que o Estado está preparado para a distribuição da vacina – seja via terrestre ou áerea.

“Assim que recebermos a vacina no aeroporto, o Estado vai iniciar a distribuição. Cuiabá e Várzea Grande terão acesso aos medicamentos imediatamente. Na sequência, considerando a quantidade que recebermos, o Estado vai encaminhar os imunizantes para os 14 polos regionais, que serão a ponte de distribuição aos municípios”.

Com o objetivo de promover a adequada logística da vacina, com segurança, efetividade e equidade, a SES vai ampliar a Rede de Frio Estadual e já viabiliza uma Central Estadual e mais quatro Centrais Regionais (Barra do Garças, Cáceres, Rondonópolis e Sinop), assim como a aquisição de equipamentos de refrigeração e frota adequada para distribuição terrestre. O investimento estimado é de R$ 2,2 milhões.

Atualmente, a Rede de Frio Estadual conta com uma Central Estadual localizada em Cuiabá, 14 Centrais Regionais localizadas nas regiões de saúde de Mato Grosso, aproximadamente 756 Salas de Imunização ativas, além de um Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE).

De acordo com Gilberto Figueiredo, a vacinação seguirá o Plano Nacional de Imunização (PNI), definido pelo Ministério da Saúde. No entanto, a logística, bem como a segurança necessária para a distribuição das vacinas e dos insumos para a aplicação, serão disponibilizadas pelo Governo do Estado.

Leia mais:  Sábado (16): Mato Grosso registra 198.444 casos e 4.782 óbitos por Covid-19

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição será feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e o Ministério da Defesa. Nos casos em que for necessário, o Ciopaer disponibilizará sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

Nos próximos dias, os 141 municípios de Mato Grosso devem começar a receber as agulhas que já se encontram em estoque e que serão utilizadas no plano de vacinação contra a Covid-19. A SES também providenciou a aquisição suplementar de 6,5 mil seringas para o enfrentamento de vacinação, com investimento na ordem de R$ 2,8 milhões.
 
Vacinas

No plano de vacinação do Governo Federal está a vacina AstraZeneca, produzida pela Fiocruz, em parceria com a Universidade de Oxford, e o imunizante CoronaVac, vacina produzida pela farmacêutica SinoVac em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo. Ambas indicadas para pessoas acima de 18 anos e com aplicação de duas doses. O prazo para a segunda dose da CoronaVac é de 14 a 28 dias, sendo de 90 dias para a AstraZeneca.

Enquanto não há a confirmação do envio por parte do Governo Federal, da quantidade de doses a ser enviada aos Estados, a equipe da SES alinha estratégias para a logística de vacinação, reforçando que, havendo qualquer alteração no PNI, o plano estadual se adequará à mudança.

“Não sabemos se iremos receber as duas vacinas. Sabemos que iremos receber vacina. Se recebermos 270 mil doses para esse primeiro grupo vamos praticamente iniciar a vacinação de todos, se recebermos um lote inferior a isso, nós vamos pactuar regionalmente com os secretários municipais sobre qual estratégica iremos adotar. O Governo de Mato Grosso vai atuar com as vacinas adquiridas pelo Ministério e, se no futuro houver a disponibilidade para fazer aquisição de vacinas, faremos a compra para ampliar a cobertura vacinal no estado”, concluiu Figueiredo.

Leia mais:  Governo assina convênios para pacote de obras em escolas, aquisição de micro-ônibus e equipamentos

De acordo com o Plano Nacional de Imunização, os grupos prioritários para a campanha são trabalhadores da área da saúde (incluindo profissionais da saúde, profissionais de apoio, cuidadores de idosos, entre outros), pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas, população idosa, indígena aldeado em terras demarcadas aldeados, comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas, população em situação de rua, comorbidades, trabalhadores da educação, pessoas com deficiência permanente severa, membros das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema de privação de liberdade, trabalhadores do transporte coletivo, transportadores rodoviários de cargas e população privada de liberdade.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana