conecte-se conosco


MATO GROSSO

Ano do Mato Grosso Saúde é marcado por avanço tecnológico com teleconsultas

Publicado


O ano de 2020 foi marcado por cuidados extra com a saúde em decorrência à pandemia do novo coronavírus. Pensando no bem estar dos beneficiários e em formas de barrar o avanço da doença, o Mato Grosso Saúde possibilitou o credenciamento de prestadores de saúde para a modalidade de telemedicina, com médicos clínicos gerais e especialistas para atendimento por videochamadas.

E este salto tecnológico oportunizou que famílias assistidas pelo Plano pudessem receber atendimento médico 24 horas por dia, de segunda a domingo, sem precisarem sair de casa. Ao todo foram quase 40 mil consultas, entre as presenciais e digitais.

Para a presidente da autarquia, Misma Thalita dos Anjos, essa modalidade traz inúmeros benefícios aos servidores inscritos no Plano.

“As teleconsultas foram inseridas no Mato Grosso Saúde como uma medida de biossegurança contra o Covid-19, mas também como forma de assistir os beneficiários que estão em localidades onde o Plano ainda chegará, como em algumas cidades do interior e também aos beneficiários que estão conosco, mas moram em outros estados do Brasil”.

As especialidades para a teleconsulta disponíveis são: cardiologia, clínico geral, gastroenterologia, fonoaudiologia, hepatologia, medicina familiar, neurocirurgia, neurologia e pediatria. Em breve novas especialidades como endocrinologia, geriatria, infectologia, oncologia clínica, psiquiatria e urologia também estarão disponíveis.

Outro avanço foi o atendimento médico virtual 24 horas por dia com clínicos gerais por meio da plataforma da empresa Dasa, Livia Saúde. Funciona como um pronto atendimento, os chamados PAs, porém, de forma totalmente virtual.

Todos os credenciados às modalidades de telemedicina podem ser visualizados aqui.

Atendimento aos beneficiários durante a pandemia

Outra modalidade que mereceu destaque foi o atendimento virtual do Mato Grosso Saúde, por meio da Central de Atendimento, que, devido à pandemia, realizou mais de 66 mil atendimentos aos beneficiários do Plano no período de janeiro a novembro.

Leia mais:  Sábado (23): Mato Grosso registra 207.747 casos e 4.954 óbitos por Covid-19

Serviços como emissão da 2ª via de boletos, parcelamentos, adesão, inclusão, portabilidade, mudança de acomodação e esclarecimento de dúvidas lideraram o ranking das solicitações.

Já no atendimento presencial, foram realizados mais de 30 mil atendimentos, totalizando, entre o virtual e presencial, a quantidade de mais de 96 mil atendimentos aos beneficiários.

A presidente do Plano lembra que todas as medidas de biossegurança foram adotadas, como uso obrigatório de máscaras de proteção individual, disponibilização de álcool 70% e barreira acrílica nos guichês de atendimento, para assegurar a saúde dos beneficiários que necessitam comparecer à sede do Mato Grosso Saúde para solucionar qualquer situação administrativa.

“Ficamos felizes que, mesmo em meio à pandemia, os nossos beneficiários nos procuraram, seja de forma digital ou presencial, para sanar suas demandas administrativas. Isso demonstra que estamos conseguindo solucionar, mesmo que à distância, as necessidades dos nossos beneficiários. A nossa equipe também merece todo o mérito pelo empenho na resolução dos casos que chegaram até nós”, finaliza Misma Thalita.

O Mato Grosso Saúde fica na Av. das Flores, 941, bairro Jardim Cuiabá e funcionará de forma normalizada durante o final de 2020, das 08h às 17h, fechando apenas nos dias 24, 25, 31 e 1º de janeiro, conforme Decreto Estadual nº 336, de 20 de dezembro de 2019.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Domingo (24): Mato Grosso registra 208.088 casos e 4.968 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (24.01), 208.088 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.968 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 341 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 208.088 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.296 estão em isolamento domiciliar e 193.762 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 283 internações em UTIs públicas e 319 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 70,43% para UTIs adulto e em 37% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (45.380), Várzea Grande (13.815), Rondonópolis (13.840), Sinop (11.009), Tangará da Serra (9.173), Sorriso (9.048), Lucas do Rio Verde (8.388), Primavera do Leste (6.367), Cáceres (4.838) e Nova Mutum (4.373).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 178.572 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.271 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último sábado (23), o Governo Federal confirmou o total de 8.816.254 casos da Covid-19 no Brasil e 216.445 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 8.753.920 casos da Covid-19 no Brasil e 215.243 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de domingo (24).

Recomendações

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Leia mais:  Residência artística com fotógrafa e artista visual de Florianópolis abre inscrições

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Remessa com 24 mil doses da vacina de Oxford será destinada aos trabalhadores da saúde

Publicado


O Governo de Mato Grosso recebeu, neste domingo (24.01), 24 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. O quantitativo foi encaminhado pelo Ministério da Saúde e será totalmente destinado aos trabalhadores que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus. 

Diferente da primeira remessa – em que foram encaminhadas 126 mil doses para imunizar cerca de 63 mil pessoas, com 2 doses para cada -, neste lote o Ministério da Saúde decidiu encaminhar os imunizantes relativos especificamente à primeira dose, de forma que todo o quantitativo será utilizado na primeira aplicação. 

A remessa com as unidades da segunda dose da vacina AstraZeneca será encaminhada posteriormente pelo Ministério da Saúde. 

“Vamos trabalhar muito para intensificar o ritmo da campanha de vacinação. É importante reforçar que essas vacinas serão utilizadas prioritariamente para imunizar os trabalhadores da saúde à frente do combate ao coronavírus”, disse o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Como este é um imunizante diferente daquele já distribuído, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) irá elencar junto ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems-MT) o público prioritário que integra o grupo de trabalhadores da saúde. Depois do alinhamento, será feita a distribuição proporcional aos municípios. 

No momento, as equipes da Vigilância Estadual trabalham na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes e no encaixotamento para distribuição e retirada dos municípios. 

“O Estado repetirá toda a logística que já foi desenhada para a distribuição das doses da CoronaVac, contando com o apoio das equipes de segurança”, concluiu o secretário adjunto de Vigilância à Saúde em exercício, Oberdan Coutinho Lira.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  "Meta é entregar 41 mil títulos de regularização fundiária até 2022", afirma presidente do Intermat
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana