conecte-se conosco


ESPORTES

Yago termina quarentena nesta terça e prepara seu retorno ao Fluminense

Publicado


Vivendo um difícil início de segundo turno no Campeonato Brasileiro, com duas derrotas em dois jogos, o Fluminense conta com um retorno de um titular para tentar se recuperar na competição: Yago Felipe. Recuperando-se de Covid-19 desde o domingo retrasado, o volante completa os 10 dias de quarentena nesta terça e prepara sua volta ao clube, o que deve acontecer já na quarta-feira.

Sem sintomas, Yago procurou minimizar a perda física pelos 10 dias de inatividade. Baseado nos treinamentos de casa que o Fluminense passou para todo o elenco no início da pandemia do novo coronavírus, o volante adaptou a varanda de seu apartamento na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, para a prática de exercícios

Se testar negativo em novo exame, Yago se reapresentará na quarta-feira, quando o técnico Odair Hellmann vai começar a preparação para o próximo jogo, já que nesta terça os jogadores titulares farão apenas trabalhos regenerativos no CT Carlos Castilho. Neste cenário, o volante teria quatro dias de treino com o grupo antes da partida contra o Inter no domingo, às 18h (de Brasília), no Beira-Rio.

Ele depende da parte física para ser relacionado, mas é pouco provável que viaje com a delegação no sábado para Porto Alegre. Entre todos os jogadores anteriormente infectados no Fluminense, quem voltou a jogar mais rápido foram Luiz Henrique e Luccas Claro, que se reapresentaram ao clube em 5 de outubro e no dia 11 entraram no segundo tempo da vitória por 1 a 0 sobre o Bahia no Maracanã.

Além de Yago, o Fluminense tem outro jogador com Covid-19 atualmente: Fernando Pacheco. O atacante peruano, porém, só foi diagnosticado com a doença no fim da semana passada e ainda está no início da quarentena. Desde o começo da pandemia, o clube já teve outros jogadores infectados: Fred, Wellington Silva, Luiz Henrique, Luccas Claro, Calegari, Marcos Paulo, Miguel e Caio Paulista; e atletas da base como André, Daniel Lima, Martinelli, Christian e Denilson, por exemplo.
Leia mais:  Grêmio vence o Guarani e constrói vantagem na Libertadores

 

COMENTE ABAIXO:

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

Felipe Santana agradece Chapecoense pela oportunidade de poder jogar

Publicado


Após mais de dois anos sem entrar em uma partida oficial, na última terça-feira (24), Felipe Santana completou o segundo jogo com a camisa da Associação Chapecoense de Futebol. Junto com a oportunidade de voltar a jogar, chegou a reponsabilidade de substituir a altura os companheiros da posição. Dona da defesa menos vazada da competição, a equipe demonstra empenho de todos dentro das quatro linhas e a qualificação no setor defensivo. Aos 34 anos de idade, com experiência e rodagem no futebol, desde sua chegada o zagueiro buscou contribuir e repassar seus conhecimentos no dia a dia do clube.

Nesta quarta-feira (25) Felipe participou da entrevista coletiva do dia. Comentou sobre a opção de ficar fora das quatro linhas para recuperação física e demonstrou gratidão a Chape, clube que proporcionou o retorno aos gramados. “Foi uma opção que eu escolhi tomar para minha carreira, sabia que ia ser difícil, mas sou extremamente agradecido a Chapecoense pela oportunidade que me deu e fiquei imensamente feliz por fazer parte de um time que vem se reconstruindo não só como nome, mas também como equipe. Me lembro quando cheguei em junho, a equipe estava sendo desacreditada, não estava indo bem no Campeonato Catarinense, precisou de muito trabalho para que revertesse a situação e tornasse essa situação de título. Isso se transpôs para o Campeonato Brasileiro, quando o atleta tem confiança pra jogar as coisas tendem a fluir, nossa equipe readquiriu confiança, começou a prospectar coisas grandes pro campeonato, minha parcela de contribuição entra no momento em que tem uma mentalidade de campeão, mentalidade vencedora, que sempre tive e por sorte quase todos os clubes onde passei fui campeão”.

  Chapecoense vence de virada e abre dez pontos do vice-líder da Série B

Leia mais:  Ponte Preta encerra treinos para confronto com CSA

Foto: Guilherme Griebeler /ACF
Foto: Guilherme Griebeler /ACF

A felicidade em contribuir com o grupo foi destacada pelo zagueiro. “Fico muito feliz em voltar ajudar, voltar a jogar, claro que tive que respeitar um processo, até porque a zaga da Chapecoense vem fazendo um grande campeonato com a defesa menos vazada”.

Após a derrota para o Cruzeiro, na última rodada da Série B, o Verdão iniciou a preparação para enfrentar o Guarani. Por fim, o zagueiro relata aprendizado para o restante do Campeonato Brasileiro. “Futebol tem essas situações, ocorrem de uma hora pra outra, uma vitória ou uma derrota. O Cruzeiro durou por apenas 12 horas, pra nós é claro que a derrota nos machuca assim como vitória nos deixam feliz, mas faz parte do jogo em nenhum momento queríamos perder essa invencibilidade de 19 jogos. Aprendemos com essa partida, assim como a gente aprendeu também na partida contra o Sampaio Corrêa, onde iniciamos perdendo a partida e corremos atrás. Infelizmente contra o Cruzeiro isso não conseguiu se realizar, mas faz parte do futebol, bola pra frente”.

Comentários Facebook
Continue lendo

ESPORTES

Ponte Preta encerra treinos para confronto com CSA

Publicado


A Ponte Preta treinou na quinta e já segue para Alagoas, onde enfrentará no sábado o CSA – na sexta-feira, o elenco fará o último treinamento na cidade de Maceió. A um ponto do G4 e invicta há cinco partidas, a Macaca tem chance de, como fez no primeiro turno, engatar uma nova boa sequência de vitórias (na ocasião, a Ponte venceu Oeste, CSA e Sampaio Correia). A tarefa, porém, não é simples, como alerta o atacante Bruno Rodrigues.

“Esperamos mais uma partida difícil, até porque não tem jogo fácil no campeonato. Eles buscam se aproximar da zona de acesso e a gente quer entrar no G4 o quanto antes, então acredito que vai ser um confronto bem aberto, com oportunidades para os dois lados. Temos que aproveitar o máximo que a gente criar pra sair com o resultado positivo fora de casa”, afirma.

O atacante comenta ainda o resultado da última rodada, na qual, apesar de não ter balançado as redes, mais uma vez o jogador participou da jogada que gerou o gol, anotado pelo lateral Apodi, que garantiu a vitória no Majestoso.

“Apesar do Oeste não estar tão bem na Série B, sabíamos que seria uma partida complicada, porque eles vinham de vitória e nós estávamos buscando retomar esse caminho também. Graças a Deus pude ajudar a equipe com a assistência, mas o mais importante foram os três pontos conquistados e seguir na briga pelo G4. Temos que manter esse foco pra continuar na parte de cima da tabela”, finaliza.

Comentários Facebook
Leia mais:  Atlético MG usa tempo livre para treinar visando próximo confronto
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana