conecte-se conosco


POLICIAL

Três suspeitos são presos por estupro de vulnerável contra criança de oito anos

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Três homens, entre eles o padrasto da vítima, acusados de estupro de vulnerável contra uma menina de 8 anos, foram presos pela Polícia Civil do município de Vila Rica (1.259 km a nordeste de Cuiabá), durante ação para cumprimento de mandados de prisões preventivas.

Os suspeitos possuem parentesco com a vítima e tiveram as ordens judiciais decretadas pela Justiça da Comarca de Vila Rica.

As investigações iniciaram no dia 30 de outubro, logo após a Delegacia de Polícia ser acionada pelo Conselho Tutelar da cidade, que foi procurado pelo pai biológico e madrasta da menina relatando os abusos.

Conforme narrativa do casal, a criança de 8 anos morava com seus outros dois irmãos, a mãe e padrasto no estado do Pará e há pouco tempo haviam se mudado para Vila Rica e estavam residindo na casa da irmã da vítima, que é casada e encontra-se gestante.

No entanto, passado alguns dias, a irmã da vítima resolveu levar a criança para morar com o pai biológico e a madrasta, que já cuidavam de outros dois irmãos mais velhos da menina.

Durante a convivência com a menina, a madrasta passou a perceber um comportamento estranho da enteada e ao conversar com ela foi surpreendida pelos relatos da criança. A menina contou em detalhes os abusos sexuais que sofria por parte do padrasto, desde a época em que a família morava no Pará.

A vítima revelou também que após se mudar para Vila Rica, os abusos sexuais cometidos pelo marido da mãe continuaram. E outros homens que também moravam ou frequentavam a mesma casa passaram a praticar os crimes, sendo o cunhado da vítima de 23 anos (marido da irmã dela que está gestante) e o pai do rapaz, de 47 anos (sogro da mulher gestante).

Leia mais:  Homem é preso em flagrante após ameaçar e agredir a companheira

Diante dos fatos gravíssimos apresentados, o Conselho Tutelar procurou a Polícia Civil, que imediatamente passou a apurar o caso. A vítima foi ouvida em depoimento especial e, posteriormente, encaminhada para exame de corpo delito sendo constatados os abusos e a conjunção carnal na vítima.

As investigações apontaram que os integrantes da família, incluindo mãe e padrasto da vítima, faziam o uso de bebidas alcoólicas e drogas e dentro da casa, os moradores amordaçavam a menina e cometiam os estupros de forma sequencial.

Com base nos indícios coletados, a Polícia Civil representou pelos pedidos de prisões dos suspeitos, que foram deferidas pelo juiz local. Após expedição dos mandados, os investigadores de Vila Rica efetuaram a prisão de dois dos envolvidos, o cunhado da vítima e o sogro da irmã da vítima, no dia 9 de novembro.

Já o padrasto da criança foi preso pelos policiais civis ao se apresentar na delegacia de Vila Rica, para ser ouvido, nesta quarta-feira (18.11).

Os três suspeitos do crime de estupro de vulnerável foram encaminhados para a unidade prisional de Vila Rica, onde permanecerão à disposição do POder Judiciário.

As diligências continuam visando a continuidade da apuração dos fatos e conclusão do inquérito policial instaurado.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Polícia Civil cumpre prisão preventiva de autor de estupro seguido de morte em Barra do Garças

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

O homem acusado de duplo estupro seguido de morte ocorrido na madrugada de segunda-feira (23.11) em Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá) teve o mandado de prisão cumprido, na sexta-feira (27.11), após ser localizado no município de Nova Xavantina.

O suspeito de 33 anos, identificado nas investigações da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Barra do Garças, confessou o crime e disse que t matou a vítima porque foi reconhecido por ela.

O crime causou grande repercussão da cidade uma vez que além do duplo estupor, a vítima de 30 anos foi morta na presença filha, de apenas 11 anos de idade. Assim que foi acionada dos fatos a Polícia Civil iniciou as investigações conseguindo identificar o suspeito e realizando suas buscas.

Com todas as informações colhidas, a delegada Luciana canaverde representou pela prisão preventiva do suspeito que foi deferida pela 1ª Vara Criminal de Barra do Garças, e cumprida na sexta-feira (27), em frente a uma agência bancária em Nova Xavantina.

Após ter o mandado de prisão cumprido o suspeito foi conduzido a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Barra do Garças, onde foi interrogado pela delegada Luciana Canaverde e alegou que no momento do crime estava sob efeito de álcool e que entrou na casa em posse de uma faca com intuito de roubar.

O suspeito tem extensa ficha criminal,  tem parentes na vizinhança e estava sempre na região.  Ele confessou que abusou da menina e que estuprou a vítima maior de idade. Ele disse que matou a vítima por asfixia com um tecido que havia usado para amarrá-la depois de ser reconhecido por ela.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre prisão preventiva de autor de estupro seguido de morte em Barra do Garças

Devido a gravidade dos fatos, e para garantir a integridade física do suspeito a Polícia Civil solicitou que pelo menos até passar o período de clamor social, o suspeito fosse encaminhado ao presídio de Água Boa para cumprimento de pana.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Polícia Civil de Lucas do Rio Verde recebe agradecimento de casal vítima de roubo

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A equipe da Delegacia de Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá) recebeu o carinho especial de duas vítimas de roubo mediante sequestro que retribuíram o atendimento recebido na unidade com palavras de agradecimento.

 

O casal saiu do Parana? e conduzia um caminha?o, que carregava uma retroescavadeira, quando foram abordados pelos suspeitos no munici?pio de Jangada. Homem e mulher foram feitos refe?ns e o motorista obrigado a dirigir ate? Lucas do Rio Verde.

No munici?pio, o casal foi levado para uma casa, onde ficaram em ca?rcere por horas. Posteriormente, as vi?timas foram levadas ate? as imediac?o?es do Posto Gil, onde foram deixadas, retornando de o?nibus para Lucas do Rio Verde, onde registraram a ocorre?ncia.

 

Durante o atendimento, os policiais civis prestaram a assiste?ncia necessa?ria, visando na?o so? o registro da ocorre?ncia e recuperac?a?o dos vei?culos, mas tambe?m priorizando o estado psicolo?gico das vi?timas, que estavam profundamente abaladas com os momentos de pânicos passados em poder dos criminosos.

O caminha?o foi recuperado na sexta-feira (27.11), e o maquina?rio continua desaparecido.

Os delegados, Marcello Henrique Maidame e Eugênio Rudy Junior receberam os agradecimentos do Sr. João Flávio e da Sra. Viviana, vítimas do roubo, em nome da equipe. Na carta, o casal agradecia de todo o coração todo o trabalho e dedicação prestado por toda equipe.

“Vocês são nossos anjos da guarda!!! Como é bom chegar em um ambiente e sentir que alguém realmente se importa com os seus problemas (essa equipe é nota 10)”’, dizia um trecho da carta.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil prende dois e esclarece tentativa de homicídio em Guarantã do Norte
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana