conecte-se conosco


MATO GROSSO

Quarta-feira (18): Mato Grosso registra 153.971 casos e 4.063 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (18.11), 153.971 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.063 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 516 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 153.971 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 5.154 estão em isolamento domiciliar e 144.342 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 136 internações em UTIs públicas e 111 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 33,75% para UTIs adulto e em 13% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (33.005), Rondonópolis (11.372), Várzea Grande (11.037), Sinop (8.120), Sorriso (6.598), Lucas do Rio Verde (6.079), Tangará da Serra (5.955), Primavera do Leste (5.159), Cáceres (3.594) e Nova Mutum (3.229).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 121.105 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 221 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última terça (17), o Governo Federal confirmou o total de 5.911.758 casos da Covid-19 no Brasil e 166.699 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 5.876.464 casos da Covid-19 no Brasil e 166.014 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de quarta-feira (18).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Leia mais:  Artigo de auditor da CGE-MT é destaque no site da Federação Nacional

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

“Virginia Mendes está construindo uma nova história de valorização e respeito aos indígenas”, afirma cacique Rony

Publicado


A primeira-dama do Estado de Mato Grosso, Virginia Mendes, esteve nesta terça-feira (01.12), pela terceira vez, na aldeia Wazare, no município de Campo Novo do Parecis, localizada a 390 km de Cuiabá. Ela entregou 500 cestas básicas, 500 cobertores e 300 brinquedos para as crianças da comunidade indígena local, incluindo 12 aldeias de três etnias (Haliti-Paresi, Manoki e Nambikwara).

A ação faz parte do programa “Vem Ser Mais Solidário”, que vai distribuir um total de 4 mil kits de alimentos, materiais de limpeza e higiene pessoal, contemplando ainda as comunidades indígenas de Juína e Campinápolis.

Os índios de Campo Novo do Parecis, da etnia Haliti-Paresi, receberam a primeira-dama, a sua filha Maria Luiza e uma comitiva de representantes do Governo do Estado. Na ocasião, elas participaram de cerimônias e se caracterizaram com vestimentas próprias para rituais de purificação e fortalecimento de fé.

“É com grande alegria que recebemos a primeira-dama do Estado pela terceira vez. Estamos muito contentes de poder acompanhar o trabalho que ela vem realizando para a comunidade indígena. Virginia Mendes está fazendo história em Mato Grosso, com tamanha valorização e respeito aos povos indígenas”, disse o cacique da aldeia Wazare, Roni Paresi.

A primeira-dama ressaltou a satisfação de poder retornar à aldeia Wazare. “Tenho um carinho especial pela comunidade indígena. Na aldeia Wazare sempre fui bem recebida. Os alimentos e brinquedos que doamos hoje são o mínimo que podemos fazer para esse público. Quero estreitar e fortalecer ainda mais as ações sociais em benefício dos nossos povos indígenas.”

A secretária de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, que tem coordenado todas as iniciativas lideradas pela primeira-dama, declarou que intenção é oferecer as mesmas oportunidades para as comunidades indígenas.

Leia mais:  Novo Júlio Müller será referência em atendimento, ensino e pesquisa

“O Vem Ser Mais Solidário também chegou nas aldeias. E os nossos irmãos indígenas merecem o mesmo respeito e acesso às ações do Estado. A entrega de brinquedos para as crianças indígenas foi uma forma de dizer que os menores também são lembrados pelo governo”.

A pequena Maiara não escondia a felicidade de ter recebido uma Barbie como presente. Além do brinquedo, ela também recebeu uma sacola com chocolates e outras guloseimas. “Eu queria agradecer a primeira-dama pelo presente”, acrescentou Lara Marcela, outra criança atendida com as doações.

O prefeito do município, Rafael Machado, pontuou que as ações da primeira-dama têm beneficiado muitas comunidades indígenas. “É muito gratificante  tê-la aqui novamente, mostrando um carinho especial para os indígenas”.

Agnaldo Santos, superintendente de Assuntos Indígenas da Casa Civil, acrescentou que todas as ações são acompanhadas de perto por Virginia e pelo governador do Estado, Mauro Mendes. A previsão, segundo ele, é atender todos os 128 municípios que têm comunidades indígenas. “Vamos entregar mais de 25 mil cestas básicas para 43 etnias que abrigam cerca de 120 mil índios”.

Durante a visita da primeira-dama, as mulheres indígenas da aldeia Wazare apresentaram os trabalhos e as ações realizadas na comunidade. A esposa do cacique, Valdirene Paresi, destacou a importância da visita para estreitar o diálogo com o Governo do Estado.

“Estávamos ansiosos pela vinda da primeira-dama. É uma oportunidade para que ela conheça os nossos projetos e para que possa nos apoiar nas iniciativas que planejamos para a comunidade. Como mulher ela tem essa sensibilidade e queremos que ela nos apoie em projetos de geração de renda para as mulheres”, afirmou a líder indígena.

Nesta primeira entrega participaram lideranças indígenas de 12 aldeias:  Wazare, Katyola, Salto da Mulher, Chapada Azul, Bakaval, Vale do Rio Papagaio, Quatro Cachoeiras, Marekua, Seringal, Sacre 2, Utiariti e Bakaioval. Também estavam presentes representantes de Coophanama, Cooparesi e Associações Wayamare e Halitina.

Leia mais:  Policiais penais de Mato Grosso integram força-tarefa do Depen em Roraima

Outras doações

No dia 02 de dezembro, as doações beneficiarão os índios de Halataikwa, em Juína (a 742 km de Cuiabá). A agenda será finalizada na quinta-feira, 3 de dezembro, com as doações na Aldeia Santa Clara, em Campinápolis, (a 475 km da capital). 

Vem Ser Mais Solidário

O “Vem Ser Mais Solidário” foi criado com o objetivo de amenizar o sofrimento das pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social. Iniciada em abril deste ano, a ação já realizou a distribuição de 330 mil cestas básicas, beneficiando mais de 1,7 milhão de pessoas carentes em todo Mato Grosso. O Governo do Estado, através do programa Mais MT, direcionou R$ 42 milhões em recursos para que a campanha seja permanente.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Delegacia Virtual apresenta novo layout e possibilita registros por smartphones

Publicado


Para facilitar ainda mais o acesso do cidadão aos serviços ofertados pela Delegacia Virtual, a Polícia Civil desenvolveu um novo layout, que trouxe mais modernidade para a unidade online.

A partir desta terça-feira (1°.12), a Delegacia Virtual apresenta um novo layout da página e traz também a possibilidade de registrar boletins de ocorrência por meios eletrônicos móveis como smartphones e tablets, o que não era possível quando foi criada.

O site da Delegacia Virtual (www.delegaciavirtual.mt.gov.br) passou por remodelagem e foi adequado para funcionar em aparelhos celulares, facilitando o registro de boletim de ocorrência ao cidadão.

Pela página é possível registrar ocorrências de extravio ou furto, furto de celular, exercício ilegal da profissão, desaparecimento de pessoas, calúnia, injúria, difamação, constrangimento ilegal, ameaça, violação de domicílio, denúncias, além do pré-registo de qualquer tipo de crime, que posteriormente deve ser validado através dos números de telefones fornecidos no site. 

O coordenador de Tecnologia da Informação (Coti) de Polícia Civil, Fábio Arruda Ferreira, explica que o novo layout e a possibilidade de registro pelos meios móveis trarão mais facilidade ao cidadão no registro de ocorrências, uma vez que a tendência é que cada vez mais as pessoas façam os boletins na forma virtual. 

“O novo layout e a mudança de algumas nomenclaturas é um preparo para futuramente trazer novas modalidades de registros de ocorrência como de crimes virtuais e pedidos de medidas protetivas”, disse.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Artigo de auditor da CGE-MT é destaque no site da Federação Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana