conecte-se conosco


MATO GROSSO

Programa de irrigação vai ajudar pequeno produtor a colher mais

Publicado


Mato Grosso é o único Estado do Brasil a ter três biomas: Amazônia, Cerrado e Pantanal. Apesar dessa diversidade de vegetação, o clima no Estado é bem definido e dividido em duas fases: período chuvoso e o de seca. Nesse último, os produtores rurais que não têm irrigação em suas propriedades acabam amargando prejuízos. Isto porque a seca afeta diretamente no rendimento das lavouras, fazendo com que seja produzido uma menor quantidade de alimentos e, consequentemente, fazendo que os produtos agrícolas disponíveis na época da seca subam de preços por conta da baixa oferta. Ter a colheita prejudicada entre os meses de junho a outubro era um problema vivido pelo produtor de limão tahiti do município de Itiquira, Rubens Soares Ribeiro, 35 anos. A solução só surgiu quando decidiu investir em irrigação.  “Antes da irrigação nossos limões na época da seca não cresciam. Era menor e com pouca polpa. Já com irrigação produzimos limões o ano todo, além da fruta fica maior, com mais caldo, e com produtividade maior, já que o pé de limão irrigado dá mais frutos do que aquele que não é”, explica Rubens Ribeiro.

Implantar um sistema de irrigação rural tem um custo elevado. Rubens Ribeiro por exemplo optou por irrigação por microaspersão e investiu R$ 2,5 mil em 300 metros de área plantada. Valor inviável para a grande maioria dos 140 mil produtores familiares de Mato Grosso. Frente a esse cenário, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), prepara um eixo de atuação para ser colocado em ação em 2021, voltado exclusivamente para a irrigação em pequenas propriedades.

A ação de governo denominado ‘Mato Grosso Produtivo – Irrigação’ vai investir R$ 57 milhões em conjuntos de irrigação, a serem implantados em 50 municípios das regiões oeste e centro-sul. A seleção de cidades participantes do programa e os critérios de participação dos produtores familiares ainda serão definidos nas próximas semanas.

Leia mais:  Mais de 500 profissionais vão reforçar segurança no segundo turno em Cuiabá

De acordo com o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, a meta é implantar conjuntos de irrigação em 2 mil hectares, sendo esse total dividido em um por família. “Dessa forma atenderíamos 2 mil famílias, das mais diversas culturas produtivas”, comenta o secretário.

O foco, acrescenta Silvano Amaral, é atender cadeias produtivas da fruticultura (banana, maracujá, limão, abacaxi e mamão), olericultura (hortaliças), horticultura (mandioca), além da cultura do café, do cacau e da pecuária. Pela ação haverá contrapartida das prefeituras, através do custeio de deslocamento dos técnicos até as propriedades por um período de 24 meses, e também por parte dos produtores familiares, que ficarão responsáveis por arcar com os custos de mão-de-obra e insumos das culturas implementadas.

“Além de gerar empregos, esse programa ajuda atenuar um grave problema enfrentado por todos nós ano a ano, que é o de ver os produtos agrícolas subirem na época da seca, e o principal, faz com que o produtor familiar tenha maior renda ao lhe proporcionar que não fique sem produção na época que as chuvas ficam mais escassas”, finaliza o titular da Seaf.

‘Mato Grosso Produtivo”

O principal programa de atuação da Seaf é denominado ‘Mato Grosso Produtivo”, em que é dividido em oito eixos de atuação: irrigação, bacia leiteira, poços artesianos, cacau, café, feiras, sistemas agroflorestais e rede e-commerce.

Neste ano até 2022 serão destinados R$ 185 milhões em recursos públicos a serem investidos em ações que fortaleçam a atividade do produtor familiar de todas as regiões do Estado.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Governo conclui pavimentação de 26,7 km da MT-110

Publicado


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), concluiu a pavimentação de 26,79 quilômetros da MT-110, entre os municípios de Alto Garças e Guiratinga, na região Sudeste de Mato Grosso. Falta somente a execução de serviços de sinalização ao longo de todo o trecho para a finalização e entrega definitiva da obra à população.

Esse trecho faz parte do primeiro lote de obras executadas para interligar as cidades de Alto Garças e Guiratinga por via asfaltada. Foi pavimentado o trecho entre a BR-364, em Alto Garças, até o entroncamento da MT-461, já no perímetro de Guiratinga. O investimento realizado foi de R$ 21,3 milhões nessa obra, que estava paralisada e foi retomada pela atual administração do Governo do Estado.

Com a conclusão desse segmento, faltarão somente 41, 42 quilômetros para a interligação asfáltica definitiva entre os municípios. A execução dessa obra, que faz parte do lote 2, no trecho que compreende o entroncamento da MT-461 até o entroncamento da MT-270/340, na sede de Guiratinga, já está dentro da programação para ser executado.

Governo conclui pavimentação de 26,7 km da MT-110

Para o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, a retomada e conclusão da obra nessa rodovia põe fim a um problema antigo de logística da região, além de atender uma grande demanda dos moradores das cidades que esperam há décadas pelo tão sonhado asfalto.

Outras obras

Além dessa pavimentação, o Governo do Estado já concluiu duas importantes obras de infraestrutura rodoviária nessa região. Foi finalizada e entregue, no ano passado, a pavimentação da MT-110 no trecho compreendido entre o entroncamento de Guiratinga até o município de Tesouro, totalizando de 41,4 quilômetros.

Leia mais:  Quinta-feira (26): Mato Grosso registra 157.524 casos e 4.116 óbitos por Covid-19

Também foi concluída a ponte de concreto na MT-110, sobre o rio Batovi, localizada entre as duas cidades. Foram investidos aproximadamente R$ 60 milhões nas duas obras.

Esse trecho faz parte do 1º lote de obras executadas para interligar as cidades de Alto Garças e Guiratinga por vias asfaltadas. 

Projetos em licitação

E mais obras estão por vir. Está no planejamento a execução da pavimentação de 61,20 quilômetros da MT-110, no trecho que compreende o fim da pavimentação urbana do município de Tesouro até o entroncamento da BR-070. A elaboração do projeto de pavimentação desse trecho já está em fase de licitação.

Com a conclusão de todas as obras citadas, o Governo do Estado vai interligar a BR-364 até a BR-070, através da MT-110, por via asfaltada e, por consequência, ligar a região do Vale do Araguaia até o Sudeste do Estado.

Com a conclusão de todas as obras citadas, o Governo do Estado vai interligar a BR-364 até a BR-070, através da MT-110

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Mais de 500 profissionais vão reforçar segurança no segundo turno em Cuiabá

Publicado


Com o objetivo de garantir a tranquilidade na realização do segundo turno das Eleições Municipais 2020, em Cuiabá, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) empregará 520 profissionais, que atuarão no próximo domingo (29.11). Também serão colocadas à disposição 143 viaturas das forças estaduais, além de um helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Neste pleito, que definirá o próximo prefeito da capital mato-grossense, 378.097 eleitores estão aptos a votar, distribuídos por 158 locais de votação. Com a realização das eleições apenas na cidade de Cuiabá, a expectativa é que a votação seja ainda mais tranquila que o primeiro turno, conforme ressalta o secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp-MT, coronel PM Victor Fortes.

“Terá policiamento das forças estaduais nos locais de votação, para garantir que a pessoa exerça seu direito ao voto, e também serão feitas rondas ostensivas, tudo isso sem prejudicar o policiamento rotineiro e atendimento a outras ocorrências. A Polícia Federal ficará responsável pela apuração dos crimes eleitorais, além das demais forças que estarão a postos para atuar quando necessário”.

Do efetivo estadual empregado, 383 policiais e 115 viaturas são da Polícia Militar (PM-MT), 14 policiais e três viaturas são da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), 92 integrantes e 17 viaturas do Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT), e 31 profissionais e 8 viaturas são da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

O Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), localizado na Sesp-MT abrigará novamente o Grupo de Gestão Integrada (GGI), composto por membros da Secretaria, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) e da Polícia Federal (PF).

“As forças de segurança estarão novamente nas ruas para prevenir e reprimir crimes eleitorais e assegurar uma votação tranquila, e a participação da sociedade. A área de segurança está à disposição do TRE para o que for necessário”, afirma o secretário de Estado de Segurança, Alexandre Bustamante.

Leia mais:  Projeto premiado em edital de Literatura oferece oficina de teatro de sombras para professores

Apuração

O horário de votação será das 7h às 17 h. Importante destacar que o horário entre 7h e 10h é preferencial para pessoas acima de 60 anos. Neste ano, devido às precauções do enfrentamento à pandemia, o TRE definiu que a apuração dos votos será realizada na Casa da Democracia, com número reduzido de pessoas visando a não aglomeração de eleitores e candidatos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana