conecte-se conosco


POLICIAL

Operação Rouge é deflagrada para cumprimento de 33 ordens judiciais contra integrantes de facção criminosa no sul de MT

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Trinta e três mandados judiciais, entre prisão e busca e apreensão, são cumpridos nesta quarta-feira (18.11), por equipes da Polícia Civil de Rondonópolis durante a Operação Rouge, coordenada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf). Estão em cumprimento 15 ordens de prisões preventivas e 18 de busca e apreensão.

A operação foi deflagrada com o objetivo de reprimir diversos crimes praticados por uma facção criminosa atuante na região, entre eles o tráfico de entorpecentes, associação criminosa, associação para o tráfico e tortura, e coletar provas para robustecer inquéritos instaurados pela delegacia especializada.

Para cumprir os mandados foi mobilizado um efetivo de 50 policiais civis de diversas unidades, como a Derf, 2a Delegacia, Delegacia da Mulher e Delegacia Regional de Rondonópolis.

As investigações sobre a atuação da facção iniciaram em 2019 e com apoio da Diretoria e Inteligência da Polícia Civil, a equipe da Derf chegou a uma organização criminosa composta por detentos reclusos em unidades prisionais de Mato Grosso, entre elas na penitenciária Major Eldo de Sá (Mata Grande), em Rondonópolis, além de diversas pessoas que estão em liberdade e se aproveitam do poder auferido pela facção para praticarem o crime de tráfico de drogas.

De acordo com informações coletadas nas investigações, a organização criminosa é estruturada e se caracteriza pela divisão de tarefas entre seus integrantes, sendo responsável por significativa parcela de crimes praticados na cidade. O grupo se associou com a intenção de obter, direta ou indiretamente, vantagem de qualquer natureza mediante a prática de crimes cujas penas são superiores a quatro anos, em especial o tráfico de drogas e associação, entre outros.

As investigações apuraram ainda que o núcleo da organização investigada controlava o tráfico de drogas em Rondonópolis, realizando o tabelamento de preços de drogas como maconha e cocaína e o controle de boa parte dos pontos de venda e comercialização de drogas, conhecidos como ‘bocas de fumo, biqueiras ou lojinhas.

Líderes da organização criminosa, responsáveis por fazer o recolhimento dos valores destinados ao grupo, também foram identificados como ‘gerentes’ ou ‘disciplinas’ cuja função é fiscalizar, repreender e punir outros membros faccionados e moradores da região sob domínio e que violem as regras da facção criminosa, com a aplicação de punições vulgarmente conhecidas como “salves“.

Leia mais:  Homem que invadiu casa de ex-companheira e quebrou móveis é preso por descumprimento de medida

Após representação da Derf à Justiça, a 7a Vara Criminal de Combate ao Crime Organizado, de Cuiabá, deferiu os mandados de prisão preventiva de 15 alvos suspeitos de praticarem os crimes de tráfico e associação para o tráfico, além de integrarem a organização criminosa investigada. A Justiça também concedeu as ordens de busca e apreensão domiciliar em 18 endereços ligados ao grupo investigado e o bloqueio de conta bancária utilizada para lavagem de dinheiro.

Ao logo desta quarta-feira serão atualizados os números relativos à Operação Rouge.

Redtus – No final do ano passado, a Polícia Civil deflagrou em Rondonópolis a Operação Redtus contra a mesma organização criminosa, oportunidade em que foram presas preventivamente 66 pessoas e apreendidos veículos, armas de fogo, dinheiro e realizado bloqueio de contas bancárias e fechamento de estabelecimentos comercias utilizados para lavagem de dinheiro.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Dois são presos em flagrante por roubo a residência, com restrição de liberdade das vítimas

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Dois suspeitos identificados como autores de um roubo majorado ocorrido na manhã desta sexta-feira (04.12) em uma residência, na Capital, foram presos em flagrante, horas após o crime por equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf).

Na sexta-feira, os dois homens utilizando capacetes, invadiram uma casa no residencial Cláudio Marchetti, e com uso de arma de fogo anunciaram o roubo. As vítimas foram colocadas em um cômodo nos fundos da casa e os suspeitos roubaram aparelhos celulares, joias, dinheiro, relógio e a chave de uma motocicleta.

A vítima procurou a Delegacia de Roubos e Furtos e com base nas informações repassadas, uma equipe plantonista iniciou as diligências.

Os dois suspeitos foram localizados na região do bairro Osmar Cabral. Com um deles foi apreendido um aparelho celular da vítima, um simulacro de arma de fogo, roupas e um capacete utilizados no roubo, além de objetos que o suspeito não soube explicar a procedência.

Em depoimento ao delegado Guilherme Bertoli, um dos suspeitos, de 25 anos, declarou que cometeu o crime com capacete na tentativa de dificultar a identificação e que parte dos objetos roubados foram jogados fora antes da chegada dos policiais. Ele esteve preso anteriormente e saiu de uma unidade do sistema penitenciário em março deste ano e como medida cautelar foi imposto o uso de tornozeleira eletrônica, contudo, dias depois ele deixou o equipamento desligado. Ainda em depoimento, o suspeito disse que depois que saiu da unidade prisional praticou ao menos quatro roubos na área central de Cuiabá, levando aparelhos celulares.

Os dois suspeitos foram reconhecidos pelas vítimas.

Após os depoimentos na Derf Cuiabá, eles foram autuados pelo crime de roubo majorado, praticado com restrição de liberdade das vítimas. Posteriormente, serão encaminhados a uma unidade prisional da região metropolitana da Capital.

Leia mais:  Projeto leva esclarecimentos sobre violência doméstica e serviços a mulheres no Pedra 90

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Homem que invadiu casa de ex-companheira e quebrou móveis é preso por descumprimento de medida

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Equipe da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol), em conjunto com a Delegacia de Polícia de Cáceres e Polícia Militar, localizou mais uma pessoa procurada pela justiça, que estava com mandado de prisão em aberto. O homem de 28 anos era investigado pela prática de crime de violência doméstica no âmbito familiar em Cuiabá.

Os policiais da Polinter realizaram diligências na região da Morada da Serra, em Cuiabá, na tentativa de localizá-lo. A prisão foi expedida em atendimento à representação da autoridade policial no inquérito que apura os crimes praticados pelo investigado.

De acordo com as investigações, o homem preso vinha enviando mensagens para a vítima e a mãe dela, ameaçando-as de morte. Nesta semana, ele chegou a invadir a residência de uma das vítimas violando e arrebentando a grade de proteção do muro do imóvel, danificou o veículo da vítima, quebrou um  televisor de 50 polegadas e revirou objetos da residência.

O mandado de prisão foi expedido pelo juízo da 10 ª Vara Criminal da Capital e, assim que a equipe plantonista da Polinter tomou conhecimento da ordem judicial iniciou diligências para localizar o investigado.

Em conjunto com o Núcleo de Inteligência da Polinter e da Polícia Civil de Cáceres, em menos de 48 horas, o homem foi localizado nas imediações do Hospital Regional de Cáceres, no momento em que encontrava em um estabelecimento comercial daquela localidade.

Ao ser abordado, em princípio ele omitiu o nome verdadeiro, mas ao ser questionado caiu em contradição revelando sua verdadeira identidade. Ele foi conduzido à delegacia e depois encaminhado para uma unidade prisional, onde permanecerá custodiado à disposição do Poder Judiciário.

Leia mais:  Projeto leva esclarecimentos sobre violência doméstica e serviços a mulheres no Pedra 90

Ele responderá por descumprimento de medida judicial e quebra de medida protetiva de urgência conforme o processo.

A prisão contou com a participação dos policiais civis da Delegacia Regional de Cáceres e da Força Tática.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana