conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Novo rejeita candidaturas e disputa o 2º turno em apenas uma cidade no Brasil

Publicado


source
João Almoêdo, fundador do Partido Novo quando foi confirmado candidato à Presidência da República
Reprodução/Twitter Partido Novo

João Almoêdo, fundador do Partido Novo quando foi confirmado candidato à Presidência da República








A despeito de outros 22 partidos que elegeram prefeitos nas eleições municipais, o  Novo  teve desempenho fraco e nenhum de seus candidatos teve sucesso nos pleitos. Mas o resultado poderia ter sido diferente.

Luiz Eduardo Falcão (Podemos), era filiado do Novo até janeiro. Contudo, saiu do partido após sua intenção de concorrer à prefeitura de Patos de Minas (MG) ser rejeitada pelo diretório nacional.

Na época em que saiu, o político afirmou que a a cúpula do partido tinha que “sair do ar condicionado”, para conhecer a realidade das cidades.

11 meses depois, Luiz Eduardo foi eleito prefeito da cidade mineira, ainda em 1º turno, com 52,9% dos votos.

A sigla não teve sucesso em suas candidaturas para prefeito. No dia 27 de novembro, data em que ocorrerão o segundo turno das eleições, apenas um candidato do Novo concorrerá: Adriano Silva concorre em Joinville , Santa Catarina.

O fundador do Partido e presidenciável João Amôedo lamentou o fraco resultado eleitoral:

Leia mais:  Sebastião Melo vence e é eleito prefeito de Porto Alegre


Romeu Zema, governador de Minas Gerais, já havia lamentado o pequeno número de candidatos lançados pelo partido para essas eleições:

“O partido tomou uma decisão que eu mesmo não concordei. Na minha opinião, nós não precisaríamos disputar 100 prefeituras, mas poderíamos disputar 20. Mas a decisão do diretório nacional foi acatada”, afirmou, ainda durante a corrida eleitoral, à Rádio CBN.

Filipe Sabará, candidato do partido na maior metrópole do país, São Paulo, teve candidatura indeferida após problemas em relação a divulgação de bens e inconsistências no currículo, foi expulso do Novo em plena campanha eleitoral e também criticou os líderes do partido.

“Fui expulso do Partido “novo”, por não aceitar ser obrigado a pensar como um dos fundadores, João Amoedo, que ataca o Presidente Bolsonaro o tempo todo (no Twitter) e defendi as boas ações do Gov. Federal, sempre que entendi que deveria”, afirmou em seu twitter.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Em revés histórico para Dino, Eduardo Braide é eleito prefeito de São Luís

Publicado


source
Eduardo Braide (PODE-MA)
Pablo Valadares/Agência Câmara

Eduardo Braide (PODE-MA)

O deputado federal Eduardo Braide (Podemos) é o novo prefeito de São Luís . Com 89,27% das urnas apuradas, ele já conta com 55,95% dos votos válidos e pode ser considerado eleito.

A vitória do candidato do Podemos marca, além da derrota do seu concorrente direto, Duarte Júnior (Republicanos), um revés histórico para o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que participou de atos de Duarte e pediu votos para o Republicanos no segundo turno.

A aliança, entretanto, não foi consenso na base aliada do governador, que viu partidos como o DEM e o PDT não apoiarem a candidatura do republicano. O DEM ficou neutro, e o PDT declarou apoio a Braide.

Braide  já havia sido candidato em 2016 e chegou a ir ao segundo turno na ocasião, mas foi derrotado para o atual prefeito Edvaldo Holanda Júnior (PTC), então candidato de Flávio Dino.

Durante a campanha, Braide foi acusado de esconder o apoio de bolsonaristas no estado, como do senador Roberto Rocha (PSDB). 

Comentários Facebook
Leia mais:  Em uma das eleições mais disputadas, João Campos é eleito em Recife
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Dr. Pessoa é eleito prefeito de Teresina

Publicado


source
Dr. Pessoa (MDB)
Reprodução/Twitter

Dr. Pessoa (MDB) terá seu primeiro mandato como prefeito

Dr. Pessoa (MDB) foi eleito no 2º turno neste domingo (29) como o novo prefeito de Teresina para os próximos quatro anos. Com 92,67% das urnas apuradas, ele teve 62,41% dos votos válidos. Esse será o primeiro mandato de Pessoa no comando do poder executivo municipal. O candidato vencido foi Kleber Montezuma (PSDB), que às 18h20, tinha 37,59% dos votos.

Dr. Pessoa, 74 anos, é formado em medicina pela Faculdade de Medicina de Teresópolis (UNIFESO), Rio de Janeiro. Ele já foi diretor de unidades de saúde no Rio de Janeiro e no Piauí e atualmente é professor na Universidade Federal do Piauí (UFPI). O prefeito eleito já foi vereador de Teresina por três mandatos seguidos e deputado estadual.

Entre as propostas de Dr. Pessoa está a reestruturação de toda a rede municipal de saúde, com iniciativas para proteção das mulheres e idosos, como a criação de dois hospitais (Hospital da Mulher e Hospital do Idoso), ambos relacionados a delegacias e núcleos de amparo especializados para cada grupo.

Comentários Facebook
Leia mais:  Edvaldo Nogueira vence com folga e é reeleito prefeito de Aracaju
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana