conecte-se conosco


MATO GROSSO

Médica do Mato Grosso Saúde alerta para zumbido no ouvido e esclarece sobre o tema

Publicado


O país de orelhas em pé neste mês para a campanha Novembro Laranja, um movimento nacional de alerta ao zumbido nos ouvidos. A otorrinolaringologista, Drª. Elvira Lopes, credenciada ao Mato Grosso Saúde pela Clínica Vida, esclarece que a situação não é uma doença, mas um sintoma que afeta, principalmente, a via auditiva, atingindo a qualidade de vida e que pode ser prevenido.

A especialista explica que zumbido é um som notado nos ouvidos ou na cabeça na ausência de um estímulo sonoro do ambiente. “Entre as causas está a perda da audição, pela deterioração das células sensoriais do ouvido, ou pelo envelhecimento, exposição a ruídos intensos, como um show, ouvir música alta frequentemente, principalmente com fones de ouvido e excesso de cerume”, diz a médica.

Outras causas são pelo aumento do volume de líquido no labirinto (órgão localizado dentro da orelha), conhecida como doença de Ménierè, que causa zumbido, vertigem e perda de audição, além de neurinoma do acústico, que é um raro tumor que acomete o nervo auditivo.

De acordo com a médica, o zumbido pode ser um sintoma de uma infecção, como a otite, mas que tende a sumir com o tratamento.

“O zumbido pode indicar que algo não está bem em nosso corpo. Podem ser casos de alterações odontológicas, assim como metabólicas, como as do açúcar, gorduras e deficiência de vitaminas, além de alterações hormonais, como a tireoide e hormônios sexuais”, pontua.

Elvira Lopes também aponta que o sintoma pode indicar distúrbios cardiovasculares, como a hipertensão arterial mal controlada e arritmias, distúrbios psiquiátricos, como depressão e ansiedade.

Existem várias causas, a lista é grande. Má formação de vasos da cabeça e pescoço, maus hábitos alimentares, uso de cigarros e bebidas, problemas de coluna cervical podem acarretar o zumbido. Esses fatores também podem piorar a percepção do sintoma, mas buscar um médico é a melhor opção para investigações e tratamentos.

Leia mais:  Domingo (29): Mato Grosso registra 158.417 casos e 4.134 óbitos por Covid-19

Diagnóstico e tratamento

“O médico vai avaliar o sintoma, como o tipo de zumbido, quando ele aparece, o tempo de duração e outros sintomas associados, como uma tontura, desequilíbrio ou palpitações, por exemplo, examinar os ouvidos, articulação da mandíbula e vasos sanguíneos da região. Podem ser solicitados exames para complementar o diagnóstico”, detalha a otorrino.

O tratamento depende da causa do problema. O zumbido poderá ser solucionado com uma remoção de cerume, uso de antibióticos para tratar infecções, cirurgias ou pode requerer outros recursos, como o uso de aparelho auditivo, implante coclear em casos de perdas de audição.

“Existem casos que podem requerer tratamentos mais especializados e demorados, como o uso de geradores de som, ansiolíticos ou antidepressivos, remédios vasodilatadores, tratamentos para outras doenças que desencadearam o zumbido, e até mesmo em alguns casos, realizar terapias complementares como acupuntura, musicoterapia ou outras técnicas de relaxamento”, esclarece.

Elvira Lopes destaca que a prevenção é o essencial para combater o problema. O envelhecimento natural, que é inevitável, poderá causar o zumbido, mas medidas simples fazem a diferença, como manter um estilo de vida saudável. 

“É extremamente importante visitar um médico regularmente, ter cuidado com a exposição aos sons altos e evitar a ingestão de alguns alimentos como o café e o excesso de carboidratos. Neste mês de novembro estamos alertando e conscientizando dessa condição que atinge muitas pessoas”, finaliza a médica.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Domingo (29): Mato Grosso registra 158.417 casos e 4.134 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (29.11), 158.417 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.134 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 103 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 158.417 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 2.488 estão em isolamento domiciliar e 151.346 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 127 internações em UTIs públicas e 131 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 31,51% para UTIs adulto e em 15% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (34.950), Rondonópolis (11.707), Várzea Grande (11.231), Sinop (8.295), Sorriso (6.759), Lucas do Rio Verde (6.173), Tangará da Serra (6.102), Primavera do Leste (5.269), Cáceres (3.623) e Nova Mutum (3.361).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 123.762 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 152 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último sábado (28), o Governo Federal confirmou o total de 6.290.272 casos da Covid-19 no Brasil e 172.561 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 6.238.350 casos da Covid-19 no Brasil e 171.974 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de domingo (29). 

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde. 

Leia mais:  Governador Mauro Mendes decreta luto oficial pelo falecimento de Dom Bonifácio Piccinini

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Equipe do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso vence competição de natação

Publicado


A equipe de atletas militares do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso (CBM-MT) venceu a prova de natação da Maratona Aquática de nado livre organizado pelo Serviço Social do Comércio (Sesc-MT), neste sábado (28.11), em Cuiabá. 

Nesta edição, a equipe Tubarões de Fogo levou 33 atletas que foram inscritos na competição. Os militares do CBM-MT disputaram a prova que contou com participação de atletas de outras duas instituições: equipes do Raia Rápida representante do Sesc Mato Grosso e o time Motivação da Polícia Militar.

O evento esportivo aconteceu durante quatro sábados consecutivos. Em cada dia, as equipes tiveram 50 minutos para nadar o máximo de quilômetros em menor tempo possível. Ao final da competição, a soma da contagem geral de metros nadados mostrou que o primeiro lugar no pódio foi da equipe do CBMT-MT que nadou 63.575m.

O segundo lugar ficou com o time da PM que nadou 60.325m. Já o terceiro lugar da classificação ficou com o time do Sesc que nadou 41.450m. 

A solenidade de premiação foi realizada na arquibancada do polo aquático do Sesc-MT. Os campeões do primeiro lugar receberam medalhas e um grande troféu. 

Um dos objetivos do campeonato é promover a interação entre as pessoas por meio do esporte, incentivando a prática de atividades físicas que resulta em diversos benefícios, qualidade de vida pessoal e profissional.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Cinco ocorrências eleitorais são registradas em Cuiabá neste segundo turno
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana