conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Márcio França deseja boa sorte para Boulos e Covas, mas não declara apoio

Publicado


source
Ex-governador do estado de São Paulo Marcio França
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

Ex-governador do estado de São Paulo Marcio França

Márcio França (PSB),  terceiro colocado no 1º turno nas eleições para a prefeitura de São Paulo, se pronunciou nesta segunda (16) pelas redes sociais. E sem expressar apoio, desejou sorte aos candidatos Guilherme Boulos (PSOL) e Bruno Covas (PSDB).

França, que nas últimas pesquisas eleitorais aparecia em empate técnico com o psolista, recebeu quase 730 mil votos , que representa 13,64% do eleitorado paulista, sendo insuficiente para disputar o segundo turno na capital.

No vídeo, além de agradecer os eleitores, o ex-governador do Estado mandou um recado para os candidatos que disputarão o segundo turno:

“Boa sorte para o Boulos e para o Bruno, saúde para os dois, dissernimento, paciência e vamos para o segundo turno, que democracia é assim”.

Além disso, deixou em aberto a possibilidade de disputar novamente outros cargos públicos: “acaba uma eleição, começa outra”, afirmou.

Confira o vídeo:



Em nota divulgada à imprensa nesta segunda (16), Márcio França novamente não fez menção de apoio a nenhum candidato, e afirma que isso será discutido dentro do partido:

“Cumprimentamos os candidatos que disputam o segundo turno e esperamos que não se afastem dos desafios que terão que enfrentar, sobretudo, em relação aos menos favorecidos, que passarão ainda por maiores dificuldades com o fim do auxílio emergencial e o aumento do desemprego. De nossa parte, vamos continuar atentos. Quanto à continuidade da nossa participação no pleito, só definiremos qualquer apoio após discussões no âmbito partidário, sempre de forma conjunta com as importantes forças democráticas que estiveram ao nosso lado, especialmente pela coligação “Aqui Tem Palavra” (PSB-PDT-Avante-Solidariedade-PMN-PMB)”.

Leia mais:  Datafolha Rio: Paes diminui vantagem sobre Crivella: 55% a 23%

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Datafolha Rio: Paes diminui vantagem sobre Crivella: 55% a 23%

Publicado


source
Marcelo Crivella e Eduardo Paes
Reprodução/redes sociais

Marcelo Crivella e Eduardo Paes

O Datafolha divulgou nesta quinta-feira os novos percentuais de intenção de voto para a prefeitura do Rio de Janeiro (RJ) nas eleições 2020. Eduardo Paes (DEM) segue à frente com 55%, contra 23% de Marcelo Crivella (Republicanos).

Os indecisos foram de 5%, e os brancos ou nulos foram 18%. A pesquisa tem margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em relação à ultima pesquisa Datafolha a vantagem do candidato do DEM caiu, apesar do crescimento de 1 ponto percentual: Eduardo Paes foi de 54% para 55%, enquanto Crivella subiu de 21% para 23%. 

A pesquisa de número de identificação na Justiça Eleitoral RJ-03404/2020 ouviu 1.148 eleitores da cidade do Rio de Janeiro entre os dias 24 e 25 de novembro.

Comentários Facebook
Leia mais:  A 3 dias das eleições, aliados de Covas distribuem cestas básicas na periferia
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

A 3 dias das eleições, aliados de Covas distribuem cestas básicas na periferia

Publicado


source
Pessoas fizeram filas para receber cestas básicas de aliados do prefeito Bruno Covas (PSDB)
Reprodução/Twitter

Pessoas fizeram filas para receber cestas básicas de aliados do prefeito Bruno Covas (PSDB)

Um grupo de aliados ao prefeito Bruno Covas (PSDB), candidato à reeleição para a Prefeitura de São Paulo , distribuiu cestas básicas nesta quinta-feira (26) na região da Brasilândia, Zona Norte da capital paulista. A distribuição ocorreu a três dias do 2º turno das eleições. O tucano está na disputa com Guilherme Boulos (PSOL).

Em um vídeo que circula nas redes sociais, uma grande quantidade de pessoas se aglomera em fila na calçada da rua Raulino Galdino da Silva. Nas imagens é possível observar um carro com o número 45 no capo e pessoas fazendo panfletagem. Ao fundo toca um jingle de campanha de Covas.

Segundo informações da revista CartaCapital , o diretor zonal do PSDB na Brasilândia, Emilson Almeida da Silva, confirmou a distribuição das cestas básicas, mas disse que se tratava de uma ação social sem relação com a campanha tucana.

“Um rapaz que veio aqui, que acho que é da comunidade próxima, parou com o carro aqui de campanha com o negócio ligado. Aí nós mandamos desligar. Não tem nada a ver com campanha, a entidade existe há mais de 20 anos”, afirmou.

Leia mais:  Datafolha Rio: Paes diminui vantagem sobre Crivella: 55% a 23%

Procurada pelo iG , a campanha de Covas disse que “não distribui cestas básicas”. “É inadmissível que, há três dias das eleições, este tipo de conduta esteja sendo compartilhada. Apesar dos ataques e das Fake News, vamos manter a nossa postura de mostrar aos eleitores o que fizemos nos últimos anos à frente da prefeitura da capital e o que vamos realizar nos próximos 4 anos”, diz a nota.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana