conecte-se conosco


POLICIAL

Homem que atirou pelas costas da ex-mulher é preso por tentativa de feminicídio

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Porto dos Gaúchos (663 km ao norte de Cuiabá) cumpriu nesta sexta-feira (20) mandado de prisão preventiva contra o homem investigado por tentativa de feminicídio contra a ex-esposa. O crime ocorreu no dia anterior à eleição, em uma propriedade rural de Novo Horizonte do Norte, cidade próxima a Porto dos Gaúchos. Ele foi indiciado por tentativa de feminicídio e o inquérito concluído.

O indiciado, de 60 anos, não aceitava a separação e na manhã do dia 14 de novembro foi até a propriedade onde mora a vítima. Após discutir com a mulher, ele foi até o carro e pegou uma espingarda calibre 28, disparando contra a vítima. Depois do crime, ele fugiu da cidade.

O delegado de Porto dos Gaúchos, João Antônio Ribeiro Torres, explica que a vítima recebeu os disparos pelas costas, que atingiram a nuca, lateral do rosto e ombros. “Felizmente a vítima se encontra fora de perigo. Após os primeiros socorros, ela foi transferida para um hospital em Cuiabá”.

Após diligências da Delegacia de Porto dos Gaúchos para apurar o crime e coletar informações para subsidiar o inquérito instaurado, o delegado representou pela prisão do suspeito. Ele foi preso em Juara, onde está residindo.

O inquérito policial concluído nesta quinta-feira. “As investigações foram intensas, contudo exitosas no sentido de ter angariados elementos de informação sobre a autoria e materialidade delitiva” destacou o João Antônio, que agradeceu o apoio da delegacia da equipe e da Delegacia de Juara para o bom andamento da missão.

Após o cumprimento do mandado de prisão, o indiciado foi encaminhado para a unidade prisional de Porto dos Gaúchos, onde ficará à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT
Leia mais:  Projeto leva esclarecimentos sobre violência doméstica e serviços a mulheres no Pedra 90

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Dois são presos em flagrante por roubo a residência, com restrição de liberdade das vítimas

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Dois suspeitos identificados como autores de um roubo majorado ocorrido na manhã desta sexta-feira (04.12) em uma residência, na Capital, foram presos em flagrante, horas após o crime por equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf).

Na sexta-feira, os dois homens utilizando capacetes, invadiram uma casa no residencial Cláudio Marchetti, e com uso de arma de fogo anunciaram o roubo. As vítimas foram colocadas em um cômodo nos fundos da casa e os suspeitos roubaram aparelhos celulares, joias, dinheiro, relógio e a chave de uma motocicleta.

A vítima procurou a Delegacia de Roubos e Furtos e com base nas informações repassadas, uma equipe plantonista iniciou as diligências.

Os dois suspeitos foram localizados na região do bairro Osmar Cabral. Com um deles foi apreendido um aparelho celular da vítima, um simulacro de arma de fogo, roupas e um capacete utilizados no roubo, além de objetos que o suspeito não soube explicar a procedência.

Em depoimento ao delegado Guilherme Bertoli, um dos suspeitos, de 25 anos, declarou que cometeu o crime com capacete na tentativa de dificultar a identificação e que parte dos objetos roubados foram jogados fora antes da chegada dos policiais. Ele esteve preso anteriormente e saiu de uma unidade do sistema penitenciário em março deste ano e como medida cautelar foi imposto o uso de tornozeleira eletrônica, contudo, dias depois ele deixou o equipamento desligado. Ainda em depoimento, o suspeito disse que depois que saiu da unidade prisional praticou ao menos quatro roubos na área central de Cuiabá, levando aparelhos celulares.

Os dois suspeitos foram reconhecidos pelas vítimas.

Após os depoimentos na Derf Cuiabá, eles foram autuados pelo crime de roubo majorado, praticado com restrição de liberdade das vítimas. Posteriormente, serão encaminhados a uma unidade prisional da região metropolitana da Capital.

Leia mais:  Quatro pessoas são presas em flagrante por tentativa de homicídio

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Homem que invadiu casa de ex-companheira e quebrou móveis é preso por descumprimento de medida

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Equipe da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol), em conjunto com a Delegacia de Polícia de Cáceres e Polícia Militar, localizou mais uma pessoa procurada pela justiça, que estava com mandado de prisão em aberto. O homem de 28 anos era investigado pela prática de crime de violência doméstica no âmbito familiar em Cuiabá.

Os policiais da Polinter realizaram diligências na região da Morada da Serra, em Cuiabá, na tentativa de localizá-lo. A prisão foi expedida em atendimento à representação da autoridade policial no inquérito que apura os crimes praticados pelo investigado.

De acordo com as investigações, o homem preso vinha enviando mensagens para a vítima e a mãe dela, ameaçando-as de morte. Nesta semana, ele chegou a invadir a residência de uma das vítimas violando e arrebentando a grade de proteção do muro do imóvel, danificou o veículo da vítima, quebrou um  televisor de 50 polegadas e revirou objetos da residência.

O mandado de prisão foi expedido pelo juízo da 10 ª Vara Criminal da Capital e, assim que a equipe plantonista da Polinter tomou conhecimento da ordem judicial iniciou diligências para localizar o investigado.

Em conjunto com o Núcleo de Inteligência da Polinter e da Polícia Civil de Cáceres, em menos de 48 horas, o homem foi localizado nas imediações do Hospital Regional de Cáceres, no momento em que encontrava em um estabelecimento comercial daquela localidade.

Ao ser abordado, em princípio ele omitiu o nome verdadeiro, mas ao ser questionado caiu em contradição revelando sua verdadeira identidade. Ele foi conduzido à delegacia e depois encaminhado para uma unidade prisional, onde permanecerá custodiado à disposição do Poder Judiciário.

Leia mais:  Indígena tem prisão cumprida por crime relacionado à cobrança de pedágio em Comodoro

Ele responderá por descumprimento de medida judicial e quebra de medida protetiva de urgência conforme o processo.

A prisão contou com a participação dos policiais civis da Delegacia Regional de Cáceres e da Força Tática.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana