conecte-se conosco


MATO GROSSO

Governo economizará R$ 8,7 milhões na retomada da obra do Hospital Júlio Müller; entenda

Publicado


O Governo do Estado irá economizar R$ 8,788 milhões, em relação ao investimento que estava estimado inicialmente, na retomada das obras do Hospital Universitário Júlio Müller, localizado entre Cuiabá e Santo Antônio de Leverger. O orçamento estimado foi divulgado após a homologação e adjudicação do resultado final da licitação da obra do hospital, paralisada há seis anos.

Considerada uma das principais ações do Governo do Estado no programa Mais MT, no eixo da Saúde, a obra será executada por R$ 207,485 milhões pelo Consórcio Jota Ele-MBM, composto pelas empresas Jota Ele Construções Civis S/A e MBM Serviços de Engenharia Ltda, declarado vencedor da licitação. Inicialmente havia sido estimado o valor de R$ 216,273 milhões para a retomada e conclusão do hospital.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, explicou que a  licitação realizada pela Sinfra foi na modalidade  RDCI (Regime Diferenciado de Contratação Integrada) e trazia o instrumento de “orçamento sigiloso”, no qual o valor de referência para a retomada da obra, atribuído pelo Governo do Estado, somente é revelado ao final do certame.

Desse modo, as sete empresas participantes do processo licitatório, sendo cinco sob a forma de consórcio, apresentaram suas propostas de preço sem ter o conhecimento de quanto o Estado pretendia investir na obra. Com a homologação do Consórcio Jota Ele-MBM como vencedor da licitação, em razão da melhor pontuação (técnica e preço), com 91,58 de nota final, e a conclusão em definitivo da licitação, o orçamento referência da Sinfra pôde ser divulgado agora.

“Quando nós incluímos esse orçamento sigiloso no edital de licitação, queríamos justamente impedir que o valor atribuído pelo Governo do Estado acabasse sendo base única para as propostas das participantes, sem que essas interessadas analisassem o edital,  o anteprojeto, quais as condições da obra, o que já foi feito e o que ainda falta fazer. Com isso, nós conseguimos que as participantes propusessem uma planilha orçamentária que elas realmente acham necessária para investir na conclusão da obra evitando aditivos posteriores”, disse o secretário.

Leia mais:  Secretário de Estado de Educação testa positivo para Covid-19 e está em isolamento

Governo economizará R$ 8,7 milhões na retomada da obra do Hospital Júlio Müller

Ainda segundo Marcelo de Oliveira, esse instrumento de “orçamento sigiloso” garantiu que somente empresas com interesse real de executar a obra do hospital até o fim participassem da licitação, o que afastou aquelas que não tinham conhecimento técnico especifico e “empresas aventureiras”.

“As empresas apresentaram propostas de preço e toda a documentação técnica para comprovar a capacidade para dar continuidade e concluir a obra. A comissão de licitação analisou cada ponto até que fosse possível declarar a vencedora. Foi um processo rigoroso, porque quisemos garantir que a empresa a assumir o hospital Júlio Müller tenha a expertise nesse tipo de obra específica”, afirmou o secretário.

Com o término da licitação, a Sinfra já está dando andamento para a assinatura do contrato com o Consórcio Jota Ele-MBM, o que deve ocorrer até a próxima semana, para posterior emissão de ordem de início dos serviços. Essa é mais uma obra que estava prevista para ser entregue na Copa do Mundo e que é retomada pela atual gestão do Governo de Mato Grosso. 

O Consórcio Jota Ele-MBM será o responsável pela elaboração do projeto executivo e também pela execução da obra do hospital, que teve início em 2012 e até o presente momento tem apenas 9% de seu andamento concluídos. O anteprojeto, que foi elaborado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), mantém a concepção de hospital-escola e prevê a construção de oito blocos para atender as áreas assistenciais, de internação, nutrição, administrativa, entre outras. 

Ao todo o hospital contará com 228 leitos de internação, 68 leitos de repouso e 63 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), sendo 25 para adultos, 18 voltados a atender crianças (pediátrico) e 20 para recém-nascidos (neonatal). Além disso, contará ainda com 12 centros cirúrgicos, 85 consultórios, 45 salas de exame, 21 salas para banco de sangue e triagem e outras 53 salas administrativas.

Leia mais:  Operação Integrada resulta em três prisões em flagrante e 11 mandados de busca e apreensão de drogas

Licitação teve orçamento sigiloso e proposta vencedora, no valor de  R$ 207,485 milhões, foi menor do que o estimado pelo Governo

Histórico

As obras do novo Hospital Universitário Júlio Müller começaram após o Governo do Estado firmar convênio com a UFMT e eram executadas pelo consórcio Normandia – Phoenix- Edeme, formado pelas empresas Normandia Engenharia Ltda., Construtora e Incorporadora Phoenix Ltda. e Edeme Construções Civis e Planejamento Ltda.

Em 2014, ano previsto para a conclusão da obra, os serviços foram paralisados e, posteriormente, o contrato foi rescindido pelo não cumprimento do cronograma. O investimento previsto era de R$ 116,5 milhões, sendo que metade dos recursos eram estaduais e metade federais, através pelo Ministério da Educação (MEC). Para a atual retomada das obras, R$ 96 milhões de recursos federais já estão assegurados.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Sábado (5): Mato Grosso registra 162.186 casos e 4.186 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (05.12), 162.186 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.186 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 385 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 162.186 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 3.080 estão em isolamento domiciliar e 154.411 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 137 internações em UTIs públicas e 142 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 34% para UTIs adulto e em 16% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (36.157), Rondonópolis (12.078), Várzea Grande (11.508), Sinop (8.490), Sorriso (6.998), Lucas do Rio Verde (6.360), Tangará da Serra (6.255), Primavera do Leste (5.347), Cáceres (3.627) e Nova Mutum (3.469).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 127.926 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 533 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última sexta-feira (04.12), o Governo Federal confirmou o total de 6.533.968 casos da Covid-19 no Brasil e 175.964 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 6.487.0840 casos da Covid-19 no Brasil e 175.270 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de sábado (05.12).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Leia mais:  Pesquisa que desenvolve biomembrana para reparo de lesões na pele tem apoio da Fapemat

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Região de Alta Floresta lidera topo da lista de redução de homicídios

Publicado


A Região Integrada de Segurança Pública (Risp), que tem como cidade polo o município de Alta Floresta (a 728 km ao Norte de Cuiabá) se destacou entre as outras 14 região de Mato Grosso na redução do número de homicídios. Os dados foram medidos, em percentual por 100 mil habitantes, entre janeiro a dezembro de 2019, em comparação com o mesmo período de 2018. O número de mortes saiu de 48 ocorrências para 28.

Seguindo a tendência de quedas nos índices criminais, o município também registrou redução de 53% no número de roubos. As informações que creditam os números alcançados são referentes aos Boletins de Ocorrências (BO) registrados. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Superintendência do Observatório de Segurança, vinculada à Adjunta de Inteligência.

Como medida de reconhecimento pelos esforços dos profissionais de segurança, o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, instituiu, por meio do Decreto 565, de 15 de julho deste ano, a medalha “Mérito de Segurança Pública”, destinada a reconhecer pessoas, físicas ou jurídicas, nacionais e estrangeiras, que, no desempenho de suas funções, tenham se destacado para o crescimento e fortalecimento da Segurança Pública do Estado de Mato Grosso.

Compõem a Risp de Alta Floresta, os municípios de Apiacás, Carlinda, Paranaíta, Nova Canaã do Norte, Colider, Nova Bandeirantes e Nova Monte Verde. Na manhã desta sexta-feira (04.12), o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, e demais lideranças das forças policiais estiveram em uma solenidade, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Alta Floresta, para a entregar a honraria a 47 profissionais.

“Esta medalha está sendo entregue em reconhecimento pelo trabalho de 2019. Neste período, a regional foi a que mais reduziu o número de homicídios no estado de Mato Grosso e foi a segunda que melhor apresentou desempenho na redução de roubos, ou seja, é uma equipe integrada, é uma equipe qualificada com bons comandantes. A sociedade também merece a medalha porque ela também participa, ela também ajuda e não se faz segurança pública sem a participação social”, enfatizou o secretário.

Leia mais:  Operação Integrada resulta em três prisões em flagrante e 11 mandados de busca e apreensão de drogas

À frente da regional da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), a delegada Ana Paula Reveles, que também recebeu a medalha, disse que a honraria é resultado da integração das forças policiais, mas também pelo empenho de cada servidor.

“Temos feito várias operações em conjunto com a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar. E os policiais, mesmo diante das dificuldades que enfrentam, sobretudo porque a  nossa região é mais longínqua e tem muitas particularidades que dificultam o desempenho das atribuições, mesmo com todas essas adversidades, os policiais realizaram um excelente trabalho, se dedicaram com muito empenho, atenderam com esmero a sociedade e dignificaram e honraram as instituições às quais pertencem”, frisou.

Já o comandante regional da Polícia Militar, tenente-coronel PM Adenilson de Arruda, citou que o reconhecimento é impulso para aprimorar ainda mais os resultados. “Somos uma região grande em espaço demográfico, mas pequeno no número de servidores. E hoje demonstramos o quão abnegados somos na nossa função. O trabalho é intenso, mas seguimos com o apoio da sociedade e da imprensa, que tem divulgado o nosso trabalho”.

Representando o Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT) da região, o subcomandante major BM Evandro Dias de Souza, disse que o momento é histórico e toda a corporação está de parabéns pelo trabalho. “É com imensa satisfação que nós recebemos esse resultado positivo da segurança pública. Mesmo com as dificuldades que nós temos na nossa região, o trabalho humano é sempre feito com empenho e dedicação para que possa sanar todas as ocorrências da melhor maneira possível. Vamos tentar levar ainda mais alto o nome da Risp de Alta Floresta”, declarou.

Na oportunidade da visita ao município, o secretário esteve nas sedes da Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Leia mais:  Integração entre forças de segurança de MT e PA garante rápida identificação de militar que morreu após queda de aeronave

Em Sinop

Também nesta sexta-feira, o secretário da Sesp e gestores das demais unidades das forças de segurança visitaram o município de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá). Um encontro entre as lideranças locais foi realizado na Câmara de Vereadores do município. Ao todo, oito profissionais foram homenageados.

A cidade de Sinop foi o terceiro município com a maior redução em roubo e atingiu o percentual de 44% em queda nesta modalidade criminal.

“Quero agradecer a inciativa da Secretária de Segurança Pública, que está realmente homenageando, privilegiando, reconhecendo o trabalho daqueles profissionais que estão na linha de frente no dia a dia, no enfrentamento direto da criminalidade, é extremamente importante esse reconhecimento porque nos motiva”, declarou o comandante regional da Polícia Militar, coronel PM Wesney de Castro Sodré.

Para o delegado do setor de homicídios, Braulio Junqueira, a horaria recebida é um incentivo a mais. “Mostramos aqui que com trabalho, o resultado aparece. Tivemos diminuições significativa nos índices, mas o trabalho não para, vamos continuar”.

Com a medalha em posição de destaque no uniforme, o sargento BM do 4º Batalhão, Washington Vincent Claro Haddad, falou da alegria de ser um dos homenageados.

“Gostaria de agradecer o de ser agraciado com a medalha e informar para toda a população de Sinop que o Corpo de Bombeiros Militar trabalha no período de 24 horas, diuturnamente, de segunda a segunda, para passar o máximo de segurança para a sociedade sinopense”, enfatizou.

Além do secretário da Sesp, Alexandre Bustamante e do secretário adjunto de Integração Operacional, coronel PM Victor Fortes, participaram da visita aos municípios o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel BM Alessandro Borges Ferreira; o diretor da Politec, Rubens Okada; e o delegado Joaquim Leitão Júnior.

Leia mais:  Pesquisa que desenvolve biomembrana para reparo de lesões na pele tem apoio da Fapemat

Nas próximas semanas, os profissionais dos municípios de Primavera do Leste, Pontes e Lacerda e Água Boa também serão homenageados.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana