conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Governo Bolsonaro instaurou “comunismo de direita”, afirma general Santos Cruz

Publicado


source
Santos Cruz
Flickr Monusco

General Santos Cruz fez declaração durante entrevista e comparou Bolsonaro com “comunistas”

O ex-ministro da Secretaria do Governo, Carlos Alberto Santos Cruz , afirmou que a  gestão do presitente Jair Bolsonaro (sem partido) se tornou um “PT verde-amarelo” e que isso seria um reflexo do ” comunismo de direita no Brasil”. A declaração foi feita em uma entrevista para a revista Veja.

“Todo regime comunista totalitário divide para facilitar a manipulação. Depois, você ataca pessoas, não ideias”, afirmou.

O general disse também que há um culto à personalidade de Bolsonaro , relembrando os títulos dados pelos seguidores, como “mito” e “designado por Deus”.

“Isso tudo é uma técnica que quem consagrou foi o sistema totalitário , foi o comunismo. É o contrário de democracia “.

O termo ” comunismo de direita ” esteve entre os assuntos mais comentados no Twitter na tarde desta sexta-feira (20). Os termos lideraram os
trending topics do Brasil.

Comentários Facebook
Leia mais:  Para MP, não é "crível" alegação de que Flávio Bolsonaro desconhecia rachadinhas
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Para MP, não é “crível” alegação de que Flávio Bolsonaro desconhecia rachadinhas

Publicado


source
Fabrício Queiroz é ex-assessor de Flávio Bolsonaro.
Reprodução

Fabrício Queiroz é ex-assessor de Flávio Bolsonaro.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) disse que não é “crível” a alegação do ex-assessor Fabrício Queiroz, de acordo com a qual o atual senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) não teria envolvimento na prática de “rachadinhas” na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) . As informações são da CNN Brasil .

Em depoimento escrito ao MP, em 2019, Queiroz admitiu que havia esquema de “rachadinhas” na Alerj, mas negou o envolvimento do então deputado estadual Flávio Bolsonaro.

Segundo a CNN, o MP considera que não é ” crível que o referido assessor houvesse arrecadado milhões de reais em repasses de assessores da Alerj, ao longo de mais de dez anos, sem que seus superiores tivessem conhecimento do fato e nem auferido qualquer vantagem do ilícito praticado”.

Em denúncia enviada à Justiça, promotores do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc) apontam Flávio Bolsonaro como o “líder da organização criminosa”.

O Ministério Público também acredita que Queiroz não agia sozinho, como alegou aos promotores, por causa de uma conversa entre o ex-assessor e uma funcionária fantasma do gabinete de Flávio Bolsonaro.

O diálogo é do início de 2018 e foi encontrado no celular de Queiroz, durante busca e apreensão do aparelho. Na conversa, Queiroz pede a Danielle Mendonça da Costa que informe o valor depositado na conta dela, porque ele precisava “prestar a conta” dos recursos ilícitos à organização.

Leia mais:  Erundina diz que vice de Covas desapareceu e precisa explicar denúncias ao povo

Em nota, a atual defesa de Fabrício Queiroz disse que “a afirmação acerca da contratação informal de assessores consta de petição protocolada em 2019 pelos advogados que então o defendiam”.

“Reafirmamos que nosso único compromisso é com a verdade dos fatos, que será demonstrada pelas provas que estão sendo produzidas e conduzirão à absolvição”, conclui o advogado Paulo Emílio Catta Preta.

A defesa de Flávio Bolsonaro afirmou que não irá se manifestar, pois o processo está sob sigilo.

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Lula, Marina e Alcolumbre: veja nomes da política que lamentam morte de Maradona

Publicado


source
Maradona e Chavez
AP

A morte de Diego Maradona foi confirmada nesta quarta (25) pelo jornal argentino Clarín


Nesta quarta-feira (25), o jornal argentino Clarín confirmou a morte de  Diego Maradona , apontado como o maior jogador da história do futebol argentino e dos principais da história .  A repercussão tomou conta das redes sociais, inclusive entre nomes da política, como o ex-presidente Lula.

O ex-presidente Lula  usou seu perfil do Twitter para tecer elogios a Maradona e agradecer por “toda sua solidariedade com as causas populares e com o povo brasileiro”. “Maradona jamais será esquecido”, escreveu.



Marina Silva , política filiada à Rede Sustentabilidade, expressou suas condolências aos familiares e fãs de Maradona em rede social: “O mundo do futebol está em luto hoje. Perdeu um dos seus grandes talentos, o jogador argentino Diego Armando Maradona. Que Deus conforte seus familiares, toda a sua legião de fãs e admiradores do seu habilidoso futebol.”

Leia mais:  Lula, Marina e Alcolumbre: veja nomes da política que lamentam morte de Maradona



Em seu perfil do Twitter, o candidato à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos , agradeceu o craque pelas conquistas. “Hoje perdemos Maradona, o “mais humano dos deuses”, nas palavras de Galeano. Obrigado por tudo, gênio!”, disse.



O governador de São Paulo, João Doria , afirmou receber o falecimento com tristeza. “Recebo com pesar mais uma triste notícia: a morte de Diego Maradona, maior jogador da história do futebol argentino e uma das maiores estrelas do esporte no mundo. Meus sentimentos aos familiares e amigos”, escreveu.



O Senador pelo Amapá,  Davi Alcolumbre, lembrou a conquista de Maradona como campeão mundial em 1986 e afirmou que a morte do jogador “deixa toda a Argentina e o futebol mundial de luto”.




*Esta matéria está em atualização



Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana