conecte-se conosco


MATO GROSSO

Governador: “O Estado está trazendo mais eficiência, menor custo e maior segurança para a sociedade”

Publicado


O governador Mauro Mendes afirmou que a inauguração do raio 6 da Penitenciária Central do Estado (PCE) vai trazer “mais eficiência, menor custo e maior segurança para a sociedade”.

O novo raio foi inaugurado nesta sexta-feira (20.11) e contou com a presença do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, e várias autoridades federais, além de senadores, deputados estaduais, secretários de Estado, magistrados e representantes da Segurança Pública.

A estrutura de mais de 1.500 metros² foi construída em tempo recorde de 45 dias, com estruturas pré-moldadas, ao custo de R$ 9,7 milhões. O raio 6 da unidade reduzirá o déficit carcerário, aumentando a capacidade para mais 432 vagas.

“É um novo conceito de segurança pública dentro dos presídios. Vamos ter mais de 3 mil vagas construídas nesse novo sistema. Se nós queremos segurança lá fora, o Estado tem que dominar o presídio aqui dentro”, afirmou o governador.

A construção é um dos itens para cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Defensoria Pública, Tribunal de Contas do Estado (TCE) e OAB.

O novo raio possui pátio com 6 metros de altura e fechamento superior com grade, tela e cerca eletrificada. Conta com uma estrutura moderna de operação: a abertura das portas é feita de forma automatizada e o monitoramento ocorre por vídeo (sem gravação), tecnologia que garante o mínimo de contato do servidor com o preso, além do baixo custo de manutenção e otimização da mão-de-obra.

“O objetivo final do Estado é trazer mais eficiência ao cidadão, e não existe eficiência hoje sem tecnologia. Esse modelo que estamos implantando é mais eficiente, reduz o risco aos servidores e tem custo menor de manutenção”, destacou Mauro Mendes.

Leia mais:  Secretário de Saúde é avaliado por equipe médica especializada; reinfecção não é confirmada

De acordo com o governador, a ampliação das vagas diminui a superlotação e permite que o reeducando possa, de fato, passar por um processo de ressocialização.

“Essa entrega vai também trazer dignidade aos nossos reeducandos. É um investimento estratégico para melhorar a Segurança lá fora a partir do momento que o Estado controla o que acontece aqui dentro. É fazer dessas unidades locais que os reeducandos possam cumprir a pena imposta pela Justiça. Estamos trazendo mais vagas, mais eficiência, menor custo e maior segurança para a sociedade”, completou.

O ministro André Mendonça destacou que o modelo implantado por Mato Grosso poderá virar referência nacional.

“Nós temos defendido a necessidade da busca de eficiência e inovação. Viemos conhecer esse modelo que de um lado inova e de outro busca a eficiência ao cidadão. Se possível, após avaliação técnica, vamos torná-lo um parâmetro para todo o território nacional. Tenho que parabenizar o Estado por essa inovação”, declarou.

Ampliação de vagas

O Governo de Mato Grosso tem trabalhado para ampliar em até 4 mil as vagas nos presídios. Neste ano, além das 432 vagas entregues hoje na PCE, 1008 novas vagas foram construídas com a conclusão da Penitenciária de Va´rzea Grande.

Ainda em 2020, está prevista a entrega de mais 256 vagas com a finalização das obras do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Peixoto de Azevedo.

Somente na PCE, devem ser entregues em 2021 outras 54 vagas por meio do raio de segurança máxima e 1.296 novas vagas pela construção de quatro novos raios.

O Governo de Mato Grosso ainda irá construir três unidades para o cumprimento do semiaberto, criando 1.200 novas vagas.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Reeducandos da Cadeia Pública de Colniza são capacitados para produção de embutidos

Publicado


Recuperandos da Cadeia Pública de Colniza (1.065 km ao noroeste da capital) foram capacitados para trabalhar na transformação caseira de produtos de origem animal em embutidos e defumados de carne suína. O curso foi ofertado pela unidade, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT). Ao todo, 10 reeducandos participaram do curso.

Ministrada pelo chef de cozinha e especialista em charcutaria, André Vitaliano, a capacitação foi realizada entre os dias 16 e 20 de novembro. O profissional abordou sobre a produção de embutidos e defumados de carne suína, utilizando equipamentos, utensílios e controle de qualidade de produtos, de acordo com as normas técnicas de segurança, higiene e saúde no trabalho rural.

A atividade foi realizada nas dependências do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Colniza, que cedeu o espaço para o evento.

Segundo o diretor da Cadeia Pública de Colniza, Heitor Nogueira, é importante propiciar eventos profissionalizantes para os recuperandos. “Os cursos ofertados têm o objetivo de prepará-los para o mercado de trabalho, para que logo estejam aptos a retornar ao convívio social”.

Segundo o recuperando J.C, que participou do curso, todos os reeducandos participantes ficaram gratos pelo aprendizado. “A oportunidade do treinamento que tivemos no manuseio da carne suína são conhecimentos que levamos para a vida toda, inclusive no trabalho futuro se for da vontade de cada um”.

Já o reeducando V.C.L, que também participou da capacitação, destaca que “o curso de charcutaria, além do conhecimento, dá uma redução significativa na pena a ser cumprida. Agradecemos a direção da unidade, ao Senar e a todos que nos ajudaram”.

Dentre os 10 reeducandos capacitados, três se encontram em prisão domiciliar em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Leia mais:  Quarta-feira (2): Mato Grosso registra 160.540 casos e 4.161 óbitos por Covid-19

(Supervisão da jornalista Hérica Teixeira)

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Quarta-feira (2): Mato Grosso registra 160.540 casos e 4.161 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (02.12), 160.540 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.161 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 814 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 160.540 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 2.900 estão em isolamento domiciliar e 152.973 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 144 internações em UTIs públicas e 129 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 35,73% para UTIs adulto e em 15% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (35.649), Rondonópolis (11.910), Várzea Grande (11.370), Sinop (8.431), Sorriso (6.909), Lucas do Rio Verde (6.293), Tangará da Serra (6.178), Primavera do Leste (5.305), Cáceres (3.617) e Nova Mutum (3.415).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 126.268 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 533 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última terça-feira (1°.12), o Governo Federal confirmou o total de 6.386.787 casos da Covid-19 no Brasil e 173.817 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 6.335.878 casos da Covid-19 no Brasil e 173.120 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de quarta-feira (02.12).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Leia mais:  Prédios da Seplag e da Escola de Governo passarão por desinfecção nesta quarta-feira (02)

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana