conecte-se conosco


ESPORTES

Felipe Santana agradece Chapecoense pela oportunidade de poder jogar

Publicado


Após mais de dois anos sem entrar em uma partida oficial, na última terça-feira (24), Felipe Santana completou o segundo jogo com a camisa da Associação Chapecoense de Futebol. Junto com a oportunidade de voltar a jogar, chegou a reponsabilidade de substituir a altura os companheiros da posição. Dona da defesa menos vazada da competição, a equipe demonstra empenho de todos dentro das quatro linhas e a qualificação no setor defensivo. Aos 34 anos de idade, com experiência e rodagem no futebol, desde sua chegada o zagueiro buscou contribuir e repassar seus conhecimentos no dia a dia do clube.

Nesta quarta-feira (25) Felipe participou da entrevista coletiva do dia. Comentou sobre a opção de ficar fora das quatro linhas para recuperação física e demonstrou gratidão a Chape, clube que proporcionou o retorno aos gramados. “Foi uma opção que eu escolhi tomar para minha carreira, sabia que ia ser difícil, mas sou extremamente agradecido a Chapecoense pela oportunidade que me deu e fiquei imensamente feliz por fazer parte de um time que vem se reconstruindo não só como nome, mas também como equipe. Me lembro quando cheguei em junho, a equipe estava sendo desacreditada, não estava indo bem no Campeonato Catarinense, precisou de muito trabalho para que revertesse a situação e tornasse essa situação de título. Isso se transpôs para o Campeonato Brasileiro, quando o atleta tem confiança pra jogar as coisas tendem a fluir, nossa equipe readquiriu confiança, começou a prospectar coisas grandes pro campeonato, minha parcela de contribuição entra no momento em que tem uma mentalidade de campeão, mentalidade vencedora, que sempre tive e por sorte quase todos os clubes onde passei fui campeão”.

  Chapecoense vence de virada e abre dez pontos do vice-líder da Série B

Leia mais:  Confiança renova com auxiliar técnico Daniel Cerqueira

Foto: Guilherme Griebeler /ACF
Foto: Guilherme Griebeler /ACF

A felicidade em contribuir com o grupo foi destacada pelo zagueiro. “Fico muito feliz em voltar ajudar, voltar a jogar, claro que tive que respeitar um processo, até porque a zaga da Chapecoense vem fazendo um grande campeonato com a defesa menos vazada”.

Após a derrota para o Cruzeiro, na última rodada da Série B, o Verdão iniciou a preparação para enfrentar o Guarani. Por fim, o zagueiro relata aprendizado para o restante do Campeonato Brasileiro. “Futebol tem essas situações, ocorrem de uma hora pra outra, uma vitória ou uma derrota. O Cruzeiro durou por apenas 12 horas, pra nós é claro que a derrota nos machuca assim como vitória nos deixam feliz, mas faz parte do jogo em nenhum momento queríamos perder essa invencibilidade de 19 jogos. Aprendemos com essa partida, assim como a gente aprendeu também na partida contra o Sampaio Corrêa, onde iniciamos perdendo a partida e corremos atrás. Infelizmente contra o Cruzeiro isso não conseguiu se realizar, mas faz parte do futebol, bola pra frente”.

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

Vasco chega a 36 pontos após empate de 1 a 1 com Palmeiras

Publicado


Em jogo válido pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Vasco empatou com Palmeiras por 1 a 1 no Allianz Parque. O gol vascaíno foi marcado por Martin Benítez, em cobrança de falta. Com esse resultado, a equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo chegou aos 36 pontos e pulou para a 14ª posição. O próximo compromisso do Gigante da Colina na competição, será diante do Bahia, no próximo domingo (31/01), às 16h, em São Januário.

O Vasco iniciou o jogo estudando as ações da partida. A primeira boa chance vascaína veio aos 4 minutos, Martin Benítez cobrou falta, na cabeça de Léo Matos. O lateral chegou testando firme para dentro da meta, mas o gol acabou sendo anulado pelo VAR por posição irregular do camisa 3. Aos 18, Léo Matos interceptou um passe da defesa adversária, no campo de ataque. A bola chegou para Germán Cano que ajeitou para Martin Benítez. O camisa 10 dominou e engatilhou o chute, que acabou subindo e saindo por cima do gol.

Aos 20 minutos, Benítez cobrou outra falta para dentro da área. O goleiro Jailson afastou mal, a bola sobrou nos pés de Germán Cano que tocou para Ricardo Graça. O zagueiro dominou e engatilhou o chute que parou nas mãos do goleiro. Aos 29, Benítez aproveitou um erro na saída de bola do adversário e rolou para Leó Matos na direita. O lateral chegou cruzando rasteiro, de primeira, procurando Germán Cano que fechava. O camisa 14 se esticou e por pouco não tocou na bola. No minuto seguinte, o adversário abriu o placar com Breno Lopes: Palmeiras 1 a 0.

O Vasco tentou a resposta imediata. Logo na saída de bola, Henrique avançou pela esquerda e tentou cruzar nos pés de Germán Cano que entrava livre, antes da bola chegar no artilheiro, o goleiro Jailson interceptou. Aos 34 minutos, Martin Benítez cobrou com perfeição uma falta de longa distância e igualou o placar, um golaço do camisa 10 no Allianz Parque: VASCO 1 a 1. Após o gol marcado, o Vasco seguiu tentando incomodar o adversário, porém não teve nenhuma chance clara até o final da primeira etapa.

Leia mais:  Athletico tem a quarta melhor campanha no segundo turno

O Vasco começou a segunda etapa buscando incomodar as ações do adversário. A primeira boa investida vascaína no segundo tempo veio aos 11 minutos. Talles Magno avançou pela esquerda e achou Germán Cano livre pelo meio, o artilheiro arriscou a finalização de longa distância e a bola acabou saindo sem muito perigo. Com pouquíssimas chances claras na segunda etapa, o Cruzmaltino voltou a incomodar a meta adversária aos 42 minutos. Fernando Miguel repôs a bola rapidamente, na direção de Gabriel Pec, o atacante dominou no meio de três marcadores, ajeitou e chutou firme do meio da rua, parando na boa defesa do goleiro Jailson.

Comentários Facebook
Continue lendo

ESPORTES

Galo sobe na tabela após derrotar o Santos com dois gols de Savarino

Publicado


O Atlético segue vivo na luta pelo título do Brasileirão e se aproximou da vice-liderança ao vencer o Santos por 2 a 0, em jogo adiado da 28ª rodada. A partida foi realizada na noite de terça-feira (26), no Mineirão.
Autor dos dois gols do jogo, o venezuelano Savarino (2) foi o artilheiro da noite no Gigante da Pampulha.
Com o triunfo em Belo Horizonte, o Atlético subiu para o 3º lugar na tabela de classificação, com 57 pontos, um a menos que o vice-líder e cinco a menos que o líder.
Na próxima rodada, a 33ª da competição, o adversário será o Fortaleza, às 17h deste domingo (31), no Mineirão.
O JOGO
O Atlético foi avassalador no início e abriu o placar logo aos dois minutos, com Savarino. No lance, o venezuelano tabelou com Nathan na entrada da área e tocou na saída do goleiro: Galo 1 x 0.
Jair arriscou de longa distância, aos cinco minutos, por cima do gol. Sete minutos mais tarde, Hyoran cobrou falta da intermediária e o goleiro John fez a defesa.
Em mais um ataque atleticano, aos 16, Savarino cruzou pela direita e a defesa santista afastou o perigo.
O Galo ampliou o placar aos 18 minutos, quando Nathan ganhou a jogada de cabeça na grande área, Keno acertou um belo passe por elevação para Savarino e o venezuelano chutou forte no alto para fazer Galo 2 x 0.
Aos 31 minutos, Guga levantou a bola na área e Guilherme Arana cabeceou para a defesa de John.
Aos 37, Everson fez grande defesa na finalização de Marcos Leonardo.
No minuto seguinte, Savarino driblou seu marcador na entrada da área e concluiu, mas a bola desviou no zagueiro e saiu pela linha de fundo.
O Galo quase ampliou com Sasha, em finalização defendida pelo goleiro. A equipe santista ameaçou no voleio de Marcos Leonardo, aos 43, rente à trave.
SEGUNDO TEMPO
O Galo voltou do intervalo com a mesma formação. A etapa final foi menos movimentada do que a primeira.
Aos 15 minutos, Everson fez boa defesa no chute de Arthur Gomes. Quatro minutos depois, Allan entrou no lugar de Hyoran.
Aos 24, Keno caiu sobre o braço, se contundiu e foi substituído por Sávio. Sampaoli fez, ainda, outra alteração, colocando Vargas no lugar de Nathan.
Sasha e Arana deixaram o campo aos 38 minutos, substituídos por Calebe e Igor Rabello, respectivamente.
Aos 39, Bruno Marques cabeceou com perigo, por cima do gol. O goleiro Everson ainda defendeu um cabeceio de Laércio, já nos acréscimos.

  Fortaleza e Goiás empatam de 1 a 1 pelo Brasileirão

Leia mais:  Sub-17| Fluminense empata com São Paulo e leva decisão para o Rio

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana