conecte-se conosco


POLICIAL

Delegacia de Entorpecentes aumenta em 38,4% o número de inquéritos instaurados em investigações de tráfico

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Com a atuação cada vez mais forte no combate ao tráfico de drogas, a Delegacia Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Civil, aumentou em mais de 38% o número de inquéritos instaurados na unidade em relação aos anos de 2019/2020.  Neste ano, já são mais de mil inquéritos instaurados que resultaram em grandes apreensões, prisões e outros procedimentos relacionados ao comércio de entorpecentes.

Os números de investigações e instauração de inquéritos policiais na especializada tiveram um aumento significativo, sendo na quinta-feira (19,11) instaurado o inquérito policial nº. 1.005, do ano de 2020. Na mesma data de 2019, foram instaurados 726 inquéritos policiais, havendo, portando, um aumento de 38,4%.

Em relação à conclusão de inquéritos policiais, a especializada também apresentou números expressivos, concluindo mais inquéritos do que instaurou no ano de 2020, sendo concluídos até o momento 1.062 inquéritos policiais. No ano de 2019 foram concluídos no mesmo período 767 inquéritos policiais, resultando em um aumento de 40,9 %.

A metodologia de trabalho da DRE é dividida em duas vertentes de combate ao tráfico de drogas, uma que objetiva o enfrentamento ao tráfico interestadual, envolvendo grandes carregamentos de entorpecentes vindos do Estado de Mato Grosso do Sul (MS) e da fronteira com a Bolívia.

O segundo foco visa o combate ao “tráfico formiguinha” que abastece as bocas de fumo enraizadas nos bairros da baixada cuiabana e Várzea Grande, o qual também fomenta outros tipos de delitos como roubo, homicídio, furto e latrocínio, e traz a sensação de insegurança às comunidades.

De acordo com o delegado titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, a unidade recebe todas as ocorrências relacionadas ao porte e ao tráfico de substâncias entorpecentes de Cuiabá e Várzea Grande e ainda possui circunscrição concorrente em todo o Estado de Mato Grosso, realizando investigações nas mais diversas regiões do nosso Estado.

Leia mais:  Suspeito por roubo e foragido da Justiça é preso pela Polícia Civil no fim de semana

‘Durante o período de pandemia do coronavírus (Covid-19) foi percebida uma redução em grande parte das incidências criminais, porém este fato não ocorreu em relação ao tráfico de drogas, que tem aumentado consideravelmente”, destacou o delegado.

O delegado ressaltou ainda que todo resultado da delegacia se deve a união e empenho dos policiais civis, escrivães e investigadores, da especializada. “Mesmo nesse período de isolamento, e com o efetivo reduzido, as equipes não mediram esforços para estar nas ruas, investigando, identificando e prendendo envolvidos com o tráfico de drogas”, disse o delegado.

Aumento da produção

A Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes foi reativada em 19 de dezembro de 2018, mas passou a atuar de fato no início de 2009 com intuito de fortalecer as ações repressivas, de combate ao tráfico de drogas, considerado uma das bases da criminalidade.

Desde a reativação da Especializada até hoje o número de procedimentos policiais vem gradativamente crescendo. Atualmente, a DRE está adaptada a integração do Geia com o sistema PJe,  fazendo 100% dos procedimentos de forma digital, o que trouxe grandes benefícios aos trabalhos desenvolvidos na unidade.

ANO

IP INSTAURADOS

2009

480

2010

493

2011

663

2012

859

2013

761

2014

560

2015

778

2016

718

2017

841

2018

785

2019

809

2020

1.005 (até 19/11/2020) *

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Suspeito de locar residências em áreas nobres da Capital para esconder veículos roubados tem prisão cumprida

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um integrante de uma associação criminosa especializada em roubos de veículos teve o mandado de prisão cumprido, nesta terça-feira (01.12), em trabalho da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo e Furtos de Veículos (DERRFVA).

No inquérito policial instaurado na especializada em maio de 2020, ficou demonstrado que o suspeito era responsável por locar residências em áreas nobres da Capital para ocultar e adulterar sinais identificadores de veículos roubados pelo grupo criminoso.

Com base nas investigações, o delegado Gustavo Garcia Francisco representou pelo mandado de prisão preventiva do suspeito, o qual foi deferido pela Justiça e cumprido nesta terça-feira (01) pela equipe da DERRFVA.

De acordo com o delegado, a DERRFVA tem buscando intensificar as investigações para identificar membros de associações criminosas envolvidas em roubos e furtos de veículos. “Não só os executores dos assaltos, mas também aqueles que atuam no planejamento e logísticas das atividades criminosas”, explicou o delegado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Suspeito de descumprimento de medida protetiva tem prisão cumprida em Confresa
Continue lendo

POLICIAL

Delegacia Virtual tem novo layout e traz possibilidade de registros por smartphones

Publicado


 

Camila Molina/Polícia Civil-MT

Para facilitar ainda mais o acesso do cidadão aos serviços ofertados pela Delegacia Virtual, a Polícia Civil desenvolveu um novo layout, que trouxe mais modernidade para a unidade online. A partir  desta terça-feira (01.12), a Delegacia Virtual apresenta um novo layout da página e traz também a  possibilidade de registrar boletins de ocorrência por meios eletrônicos móveis como smarthphones e tablets, o que não era possível quando foi criada.

 

O site da Delegacia Virtual (http://www.delegaciavirtual.mt.gov.br) passou por remodelagem e foi adequado para funcionar em aparelhos celulares, facilitando o registro de boletim de ocorrência ao cidadão.

Pela página é possível registrar ocorrências de extravio, furto, furto de celular, exercício ilegal da profissão, desaparecimento de pessoas, calúnia, injúria, difamação, constrangimento ilegal, ameaça, violação de domicílio, denúncias, além do pré-registo de qualquer tipo de crime, que posteriormente deve ser validado através dos números de telefones fornecidos no site. 

O coordenador de Tecnologia da Informação (Coti) de Polícia Civil, Fábio Goes, explica que o novo layout e a possibilidade de registro pelos meios móveis trarão mais facilidade ao cidadão no registro de ocorrências, uma vez que a tendência é de que cada vez mais as pessoas façam os boletins na forma virtual. 

“O novo layout e a mudança de algumas nomenclaturas é um preparo para futuramente trazer novas modalidades de registros de ocorrência como de crimes virtuais e pedidos de medidas protetivas”, disse.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Suspeito por roubo e foragido da Justiça é preso pela Polícia Civil no fim de semana
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana