conecte-se conosco


POLICIAL

Terceira fase da Operação Smash cumpre 70 mandados de prisões de procurados pela Justiça

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) realizou nesta semana a terceira fase da Operação Smash (do inglês esmagar) destinada ao cumorimento de mandados de prisões de pessoas condenadas e sentenciadas pela Justiça. Das 70 ordens judiciais, trinta delas foram cumpridas no sul do estado, em Rondonópolis e outras cinco cidades da região.

A operação Smash é realizada em parceria com a Diretoria de Interior, Diretoria de Atividades Especiais e Diretoria de Inteligência da Polícia Civil, com a colaboração dos Núcleos de Inteligências das Delegacias do Interior.

A delegada titular da Polinter, Sílvia Maria Pauluzi, destaca o empenho e dedicação das equipes de policiais que têm atuado de maneira incansável, mesmo no período de pandemia. “Neste primeiro momento as equipes da Polinter que estão em Rondonópolis concentraram as diligências naquela região e posteriormente estenderão as ações a cidades da região metropolitana de Cuiabá, onde outros mandados de prisão deverão ser cumpridos ao longo da semana”.

Na região Sul do estado foram cumpridas ordens judiciais de prisões nas cidades de Rondonópolis, Itiquira, Pedra Preta, Guiratinga, Jaciara e Dom Aquino, inclusive em localidades da zona rural.

O foco principal da operação é retirar de circulação, criminosos sentenciados e condenados pela justiça que estão com prisões decretadas por diversos crimes, entre eles: roubo qualificado, tráfico de drogas, associação e organização criminosa, latrocínio, homicídio, estupro, receptação, estelionato, estupro de vulnerável, tentativa de homicídio, furto qualificado praticados de forma reiterada, dentre outros crimes que tiveram inquéritos policiais instaurados pela Polícia Civil e os mandados posteriormente decretados pelo Poder Judiciário.

Além de Mato Grosso, a Polinter estendeu a operação Smash a outros estados, concentrando esforços no cumprimento de prisões em outras unidades da federação. Com apoio de unidades policiais de outros estados, a Polinter cumpriu prisões em Goiás, Santa Catarina, São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul.

Leia mais:  Família em situação de vulnerabilidade é atendida com doações pela Polícia Comunitária

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Policiais civis realizam operação em município do Norte visando coibir tráfico e roubo

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil realiza neste fim de semana em Nova Canaã do Norte (699 km ao norte de Cuiabá) a Operação Asfixia, com abordagens em barreiras a pessoas e veículos visando coibir o tráfico de drogas, porte ilegal de armas, roubo e furto.

De acordo com o delegado, Eugenio Rudy Junior, a operação foi iniciada na tarde de sábado (24) e se estende também às áreas rurais (Comunidade do 12 e Colorado).

Participam da operação equipes da Polícia Civil de Colíder e de Nova Canaã, entre investigadores e escrivães.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Homem investigado por estupro contra menina de 11 anos é preso após investigação
Continue lendo

POLICIAL

Condenado por homicídio, homem é localizado pela Polícia Civil em área rural de Juruena

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Em diligências no interior do estado, policiais civis da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) prenderam mais um foragido da Justiça, que era procurado pelo crime de homicídio qualificado. O foragido foi localizado nesta sexta-feira (23) em uma área no município de Juruena (880 km a noroeste de Cuiabá).

 Após receber a ordem judicial de prisão, os policiais passaram a realizar as investigações para localizar o fugitivo. Os investigadores apuraram que o foragido, de 31 anos, poderia estar escondido em uma região de mata densa na zona rural entre os municípios de Juara, Juína e Juruena.

Depois de percorrer vários quilômetros em locais de difícil acesso, a equipe da Polinter conseguiu localizar o homem na altura do quilometro 45, da MT-174, conduzindo um veículo Chevrolet Vectra.

Após acompanhamento tático, os investigadores realizaram a abordagem e, em um primeiro momento, o homem se identificou com nome diverso do que constava no mandado judicial.  Porém, ao ser reinquirido pelos policiais, ele revelou seu verdadeiro nome e recebeu voz de prisão.

Ao ser questionado se tinha arma de fogo, ele revelou que possuía uma arma longa em sua residência. Na casa, os policiais  localizaram o armamento e 82 munições de calibre 22 e mais 12 cartuchos intactos de calibre 32.

O preso foi encaminhado à delegacia da Polícia Civil para apresentação à autoridade policial e registro do cumprimento da prisão.

O mandado de prisão foi expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Sinop, por sentença penal condenatória de 14 anos por homicídio qualificado, cometido por motivo torpe ou circunstâncias que impossibilitaram a defesa da vítima.

O crime ocorreu em fevereiro de 2011 após uma discussão entre o réu e a vítima ocorrida por conta de uma dívida contraída após a aquisição de uma motocicleta. O réu tem antecedentes criminais pelos crimes de corrupção ativa, furto qualificado e estelionato.

Leia mais:  Policiais civis realizam operação em município do Norte visando coibir tráfico e roubo

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana