conecte-se conosco


ESPORTES

Sem atuar desde o ano passado, Jadson é anunciado pelo Athletico-PR

Publicado


O Athletico Paranaense anunciou nesta sexta-feira (9) o retorno do meia Jadson, após mais de 15 anos. O jogador, de 37 anos, volta ao clube que o revelou e pelo qual foi vice-campeão brasileiro em 2004, marcando 15 gols na competição. O contrato é válido até maio do próximo ano.

“[O Athletico] foi o clube que me abriu as portas para o futebol e para o mundo. Estou de volta aqui para tentar conseguir coisas importantes junto com o grupo e dar alegrais à torcida atleticana”, disse o meia ao site oficial do Furacão.

Jadson estava sem clube desde a dispensa do Corinthians, em janeiro. Ele não joga desde dezembro, quando atuou por 45 minutos na derrota do Timão para o Fluminense, pela última rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O nome do jogador apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), liberando-o para reestrear pelo Athletico.

O meia deixou o clube em 2005, negociado com Shakhtar Donetsk (Ucrânia), onde foi tricampeão ucraniano e campeão da Copa da Uefa (atual Liga Europa) em 2009. O desempenho na Europa o levou para a seleção brasileira, pela qual fez oito partidas e um gol, integrando o elenco vencedor da Copa das Confederações de 2013.

Jadson retornou ao Brasil em 2012 para atuar no São Paulo. Dois anos depois, mudou-se para o Corinthians, onde foi bicampeão brasileiro. Entre as duas passagens pelo Timão (2013 a 2014 e 2017 a 2019), o jogador defendeu o Tianjin Quanjian (China) em 2016.

“Sou muito grato a Deus por tudo que ele me proporcionou. Pude conquistar títulos e jogar na seleção. Mas sempre sonhei em voltar. Estou realizando esse sonho. Vim para mostrar resultados e não passear”, garantiu o meia, que já estava há duas semanas realizando atividades no Centro de Treinamento Alfredo Gottardi, o CT do Caju.

Leia mais:  Coluna - Primeiro mergulho

Peixe liberado

Também nesta sexta, o Santos anunciou que foi liberado da punição imposta pela Fifa, que o impedia de contratar e registrar reforços. O clube paulista conseguiu negociar os cerca de 4,5 milhões de euros (R$ 29,43 milhões, na cotação atual) que devia ao Hamburgo (Alemanha) pela contratação do zagueiro Cleber Reis, atualmente emprestado à Ponte Preta.

Os alemães toparam receber 3,1 milhões de euros (R$ 20,27 milhões) para encerrar a dívida. Segundo o presidente em exercício, Orlando Rollo, dois milhões de euros já foram empenhados, sendo 1,5 milhão de euros emprestados pelo conselheiro (e pré-candidato à presidência do clube) Andrés Rueda e 500 mil euros do próprio caixa santista. Na próxima semana, serão pagos mais 500 mil euros, oriundos da venda do zagueiro Jackson Porozo ao Boavista (Portugal). O pagamento dos 600 mil euros restantes será feito em parcelas.

Autorizado, enfim, a se reforçar, o Peixe agiu rápido e anunciou Laércio, ex-Caxias. O defensor, de 27 anos, estava há um mês no Centro de Treinamento Rei Pelé, mas dependia que a punição ao Alvinegro fosse retirada para, enfim, ser confirmado como jogador santista. O nome do zagueiro, eleito o melhor jogador da final do Campeonato Gaúcho deste ano, já consta no BID da CBF.

“É gratificante demais representar um clube como o Santos, conhecido mundialmente. Minha maior característica é a força, sou bom na bola área e tenho um pouco de velocidade também. Passei por um momento de muita paciência, sempre confiando na palavra das pessoas que me trouxeram para cá, como o técnico Cuca”, declarou Laércio ao site do Peixe.

Leia mais:  Futuro de Hamilton ganha importância ainda maior após recorde

Veja a classificação atualizada da Série A do Brasileiro.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

Sem amistosos, Pia valoriza períodos de treinos da seleção feminina

Publicado


A seleção brasileira feminina de futebol encerra nesta terça-feira (27), na cidade de Portimão, em Portugal, o segundo período de treinamentos desde o começo da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Diferente de setembro, quando reuniu apenas jogadoras que atuam no Brasil na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), desta vez a técnica Pia Sundhage chamou somente atletas que jogam na Europa, nos Estados Unidos e na China.

A estratégia foi adotada devido às restrições para viagens internacionais, que dificultam a realização de amistosos. Apesar da impossibilidade de atuar contra outros rivais, a treinadora considera positiva a oportunidade de estar com as atletas e fazê-las entender o padrão de jogo concebido para a seleção. Nos dois períodos, foram 45 convocadas ao todo.

“Esses dois períodos de treinos foram muito importantes. Tivemos muitos dias juntos [18, sendo nove no Brasil e nove em Portugal], que foram diferentes. Aqui na Europa, a intensidade foi um pouco maior. No fim das contas, as duas convocações trabalharam nossa ideia de jogo. O objetivo é que todas estejam na mesma sintonia, em ideia de jogo e intensidade”, afirma Pia, em entrevista coletiva por videoconferência.

Sem amistosos, a técnica colocou em prática o trabalho em Portimão em um jogo-treino com as 21 convocadas para os treinos na Europa, mais dois jogadores do time sub-17 masculino do Portimonense, clube local. Pia aproveitou para testar atletas em diferentes posições, como já fizera em setembro, em Teresópolis. Na atividade do último domingo (25), as atacantes Maria (Juventus, da Itália) e Mylena (Famalicão, de Portugal) atuaram como laterais.

Pia Sundahage comanda treino da seleção brasileira na Granja Comary, em Teresópolis (RJ)Pia Sundahage comanda treino da seleção brasileira na Granja Comary, em Teresópolis (RJ)

Pia Sundahage comanda treino da seleção feminina Granja Comary, em Portimão (Portugal) – Laura Zago/CBF/Direitos Reservados

Na Granja Comary, a atacante Chu (Ferroviária) também foi observada no setor defensivo. Ao contrário da Copa do Mundo, em que podem ser convocadas 23 atletas, na Olimpíada de Tóquio (Japão), só poderão ser chamadas 18 jogadoras.

“Jogaremos muitos jogos em pouco tempo. Seria excelente termos atletas que podem atuar em diferentes posições. O mais importante é que elas adquiram essa habilidade. Jogadoras que possam fazer isso [mudar de posição] durante o jogo é algo que nós, técnicos, sempre gostamos de ter para trabalhar taticamente”, explica.

Devido à pandemia, a seleção feminina ainda não tem partidas marcadas. Em 2020, a equipe de Pia Sundhage atuou três vezes, com uma derrota (1 a 0 para a França) – a primeira sob comando da sueca – e dois empates (0 a 0 com a Holanda, 2 a 2 com o Canadá). Todos os confrontos foram pelo Torneio Internacional da França, em março.

Ouça na Rádio Nacional

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
Leia mais:  Nos acréscimos, Flamengo empata com Internacional no Beira-Rio
Continue lendo

ESPORTES

Série D: Apesar de empate, ABC-RN mantém liderança do Grupo 8

Publicado


O empate sem gols na tarde desta segunda-feira (26), entre ABC-RN e Coruripe-AL, não foi bom para ninguém. O resultado impediu que os potiguares disparassem na liderança do Grupo 8 da Série D do Campeonato Brasileiro. Os alagoanos perderam a chance de entrar na zona de classificação da chave. Válida pela nona rodada da Série D, a partida em Natal (RN), no estádio Maria Lamas Farache, o Frasqueirão, foi transmitida ao vivo pela TV Brasil.

O ABC foi a 16 pontos e segue em primeiro lugar, um ponto a frente do Central-PE. O Alvinegro esteve com a ponta ameaçada pelo Vitória da Conquista-BA, mas o clube baiano, também nesta tarde, perdeu de virada para o Itabaiana-SE, por 3 a 2. Com 11 pontos, o Coruripe ocupa a sexta posição, três pontos atrás do Itabaiana – quarto colocado e último time no G-4 – e a dois do Potiguar-RN, que aparece em quinto lugar.  

Jogo

Os dois times foram a campo com problemas. Além de dois contundidos, o ABC anunciou no sábado (24) que cinco atletas haviam testado positivo para o novo coronavírus (covid-19). O Coruripe, por sua vez, não pôde ter o técnico Elenilson Santos no banco de reservas – o treinador foi expulso na rodada anterior e acompanhou a partida nas arquibancadas do Frasqueirão. O auxiliar Paulo Sérgio comandou a equipe em Natal.

O primeiro tempo foi, praticamente, ataque do ABC contra defesa do Coruripe. Em duas bobeadas, a zaga alagoana quase consagrou Ivanaldo, mas faltou pontaria ao jogador alvinegro. Aos quatro minutos, o atacante aproveitou um erro de passes próximo à grande área e bateu à direita da meta. Aos 31, após um corte do zagueiro Lázaro, a bola subiu e Ivanaldo cabeceou em cima do goleiro Alexandre.

Leia mais:  Brasileiro: Coritiba anuncia saída do técnico Jorginho

O Coruripe equilibrou as ações na segunda etapa, mas só assustou mesmo na bola parada. A melhor chance foi logo aos três minutos, em cabeçada forte do volante Jair defendida pelo goleiro Rafael, após cobrança de falta do meia Renato. O ABC acumulou passes errados, finalizações ruins de fora da área e impedimentos em sequência. Sem efetividade, as equipes mantiveram o placar inalterado.

Os dois times retornam a campo no próximo sábado (31). Às 15h30 (horário de Brasília), o Coruripe recebe o Jacyobá-BA, lanterna do Grupo 4, no estádio Gérson Amaral, na cidade de Coruripe (AL). O ABC também atua em casa, diante do Potiguar, no Frasqueirão. As partidas são válidas pela 10ª rodada da competição.

Confira a tabela de classificação da Série D do Campeonato Brasileiro.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana