conecte-se conosco


MATO GROSSO

Professora de escola de campo percorre 12 quilômetros para dar aulas pela internet

Publicado


Todos os dias a professora de história Erliete Pissinini Porto percorre 12 quilômetros na garupa da motocicleta dos seu marido para chegar no Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (Cefapro) de Alta Floresta. Residindo em uma chácara sem acesso a internet, ela precisa ir até o Cefapro para dar aulas para os seus alunos da Escola Estadual de Campo Guimarães Rosa. Utilizando a plataforma Microsoft Teams ela consegue chegar a um grande número de alunos que seguem acompanhando as aulas remotas. Quem não tem acesso à internet estuda com material impresso.

O trajeto percorrido por Erliete chega a ser curto, se comparado ao período das aulas presenciais, quando precisava percorrer 40 km até a Comunidade de Santa Lúcia, onde fica a escola Guimarães Rosa. “Tenho que acordar cedo, tiro meu marido da rotina para que eu esteja no horário de atendimento aos meus alunos. As aulas do período matutino começam às 07h e eu já estou com o computador ligado aguardando os alunos. Quando tenho aula à tarde, só saio às 17h”, ressalta.

Nesse período, a professora mostra sua competência ao elaborar uma apostila, de acordo com as habilidades orientadas pela Seduc. Erliete ressalta que é preciso conscientizar os alunos para acessar as aulas online, pois muitos resistes em usar a tecnologia para os estudos.

Pandemia muda tudo

O ano letivo de 2020 teve muitos obstáculos a serem vencidos. Muitas atividades foram suspensas neste ano.

A olímpiada de história, por exemplo, a professora teve que excluir alguns alunos porque não possuem acesso à internet. No ano passado, essa questão não existia. “Doeu, doeu muito. A pandemia mudou tudo”, comenta.

Leia mais:  "O social é minha missão e meu compromisso com Mato Grosso", afirma primeira-dama

Erliete lembra que a maioria dos seus alunos têm acesso à internet, mas usam a tecnologia para as redes sociais e principalmente para jogos. Por isso, é preciso criar uma cultura de estudo à distância usando a internet.

“Os meus alunos têm a cultura do uso da tecnologia sim, mas eles não estão acostumados com essa tecnologia para estudar, principalmente escola do campo, pois a escola normalmente oferece a base que eles precisam. Numa escola urbana, o pai baixa o arquivo digital da de uma apostila, passa numa papelaria e manda imprimir. Os nossos alunos não têm isso, pois dependem de ir na escola, buscar apostila, levar para casa. São mais dependentes de que as escolas urbanas. Daí a necessidade do uso da tecnologia para estudar”, salienta.

Dois lados da moeda

Para Erliete, usar a internet do Cefapro tem os dois lados da moeda – ao mesmo tempo que tem uma conexão segura, por outro, tem horário limitado de atendimento aos seus alunos. As mensagens só são respondidas no momento em que a professora está online.

“Temos um cronograma que a coordenadora fez, então nós temos os horários já montados até o ano que vem. E então toda a tarde eu tenho que estar disponível sempre para uma turma diferente. Nesse período a gente fica disponível para que os alunos peçam ajuda”, destaca.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Centro de Triagem Covid-19 não receberá pacientes nesta segunda-feira (26)

Publicado


O Centro de Triagem Covid-19 não funcionará nesta segunda-feira (26.10). A medida se dá em razão do impacto causado pela intensa chuva do último sábado (24.10), que gerou pequenos estragos nas estruturas móveis da unidade. As equipes já trabalham na manutenção do local e o serviço volta a funcionar na terça-feira (27.10).

De acordo com a direção do Centro, os agendamentos previstos para o dia serão realocados durante a semana. Além disso, para que não haja qualquer prejuízo à população e aos profissionais, a unidade de triagem funcionará normalmente no próximo sábado (30.10). 

“As pessoas poderão ser atendidas no decorrer desta semana e, para que os profissionais e a unidade não tenham prejuízo financeiro, foi transferido o atendimento de segunda-feira para sábado”, explicou a diretora do Hospital Estadual Santa Casa, Patrícia Neves.  

Do dia 22 de julho a 21 outubro, o Centro de Triagem viabilizou o teste da Covid-19 a 54.376 pessoas. Do total, 9.249 testaram positivo para coronavírus, 29.364 tiveram o resultado negativo e 15.763 foram considerados suspeitos de estarem com a Covid-19. Além disso, foram realizadas 4.084 tomografias. 

Para o tratamento dos pacientes que testaram positivo ou mesmo com suspeita de coronavírus, a farmácia da unidade já entregou 25.012 kits de medicamentos. Os remédios foram receitados após realização de consulta com os médicos que atuam na unidade.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Domingo (25): Mato Grosso registra 140.375 casos e 3.789 óbitos por Covid-19
Continue lendo

MATO GROSSO

Domingo (25): Mato Grosso registra 140.375 casos e 3.789 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (25.10), 140.375 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.789 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 131 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 140.375 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.826 estão em isolamento domiciliar e 122.224 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 182 internações em UTIs públicas e 162 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 45,50% para UTIs adulto e em 18% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (28.151) Rondonópolis (10.365), Várzea Grande (9.889), Sinop (6.909), Sorriso (6.211), Lucas do Rio Verde (5.851), Tangará da Serra (5.634), Primavera do Leste (4.819), Cáceres (3.438) e Campo Novo do Parecis (2.866).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 112.771 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.261 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último sábado (24), o Governo Federal confirmou o total de 5.380.635 casos da Covid-19 no Brasil e 156.903 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 5.353.656 casos da Covid-19 no Brasil e 156.471 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de domingo (25).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Leia mais:  Trincheira do Tijucal será interditada para restauração a partir desta segunda-feira (26)

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana