conecte-se conosco


POLICIAL

Plantão da violência doméstica registra mais de 1.100 atendimentos no primeiro mês de funcionamento

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Delegacia 24 horas da Mulher – Foto por: Jana Pessoa

Há um mês em funcionamento em Cuiabá, o Plantão 24h de atendimento a vítimas de violência doméstica e sexual da Polícia Civil registrou 1.188 atendimentos a mulheres, crianças e adolescentes recebidas na unidade. Desde que começou a funcionar, a partir de 9 de setembro deste ano, em uma estrutura preparada especialmente para atender e acolher vítimas de crimes ocorridos no âmbito da Lei Maria da Penha e também crimes sexuais, o Plantão recebeu pedidos de 288 medidas protetivas de vítimas de violência doméstica.

Os números compilados pela unidade policial correspondem ao período de 9 de setembro a 9 de outubro e incluem todos os procedimentos abertos no plantão, como registro de boletins realizados pela Polícia Civil e Polícia Militar, pedidos de medidas protetivas, atendimentos psicossociais, prisões em flagrante, cumprimento de mandados de prisões e Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO).

Dentre as ocorrências recebidas na unidade especializada de plantão, 125 delas tiveram os autores presos e autuados em flagrante. Treze procedimentos resultaram em assinatura de TCOs.

O Plantão 24h é uma das medidas adotadas pela Polícia Civil e Secretaria de Estado de Segurança Pública para ampliar o acolhimento, de forma ininterrupta a vítimas de violência doméstica. A instalação da unidade teve atuação direta da primeira-dama do Estado, Virgínia Mendes, que reuniu voluntários e que colaboraram com doações que resultaram na aquisição de todo o mobiliário, paisagismo e decoração dos ambientes. O plantão foi inaugurado no dia 8 de setembro pelo governador Mauro Mendes e a primeira-dama, com a presença de autoridades dos governos estadual e federal.

O plantão tem salas apropriadas para acolhimento das vítimas e atendimento psicossocial, cartórios, salas de atendimento, brinquedoteca e playground para crianças e está instalada no bairro Planalto, anexo ao prédio da 2ª Delegacia da Capital.

Leia mais:  Novos delegados irão atuar em 11 regionais da Polícia Civil no interior do estado

São atendidas na unidade especializada ocorrências envolvendo vítimas de violência doméstica e familiar, conforme especificado na Lei 11.340/2016 (Maria da Penha), além daquelas vítimas de crimes contra a dignidade sexual, de acordo com a Lei 12.015/2009 e as mudanças trazidas pelas Leis 3718/2018 e 3772/2018 (importunação sexual e violação da intimidade da mulher). Também são realizados procedimentos de prisões em flagrante, requerimento de medida protetivas, entre outras providências de urgência necessária, conforme cada caso atendido.

A diretora Metropolitana da Polícia Civil, delegada Ana Paula de Faria Campos, explica que a partir da entrada em funcionamento do plantão da mulher, o atendimento a essas vítimas que anteriormente era recebido na Central de Flagrantes da Capital, passou a ter um local específico e com estrutura para recepcionar mulheres e crianças, com mais qualidade. “No espaço do plantão especializado criado especialmente para receber vítimas da violência temos salas para atendimento dessas vítimas e também um local em que os filhos dessas mulheres podem aguardar enquanto as mães são atendidas por nossas equipes”.

Atendimento psicossocial

As vítimas atendidas no Plantão Especializado contam também com atendimento da equipe psicossocial formada por assistentes sociais e psicólogas.

No primeiro mês de funcionamento da unidade foram realizados 310 atendimentos que incluem acolhimento, avaliação de risco e encaminhamentos das vítimas.

Adequação do prédio

Para o funcionamento do espaço foram necessárias obras de reforma e adequações internas para abrigar o atendimento, com salas apropriadas para acolhimento das vítimas, cartórios, salas de atendimento às vítimas, para as equipes que atuarão no local, além de uma brinquedoteca e playground para crianças. A obra teve um custo estimado de R$ 420 mil.

A primeira-dama Virgínia Mendes encabeçou voluntariamente inúmeras ações para arrecadar recursos, equipar e proporcionar melhorias garantindo um local acolhedor e com a estrutura necessária de atendimento às mulheres, acompanhantes e outros públicos que necessitam dos serviços prestados pela unidade policial. Por meio de suas ações foram arrecadados mais de R$ 200 mil para investimento na obra.

Leia mais:  Polícia Civil apreende 53 tabletes de pasta base de cocaína em Vila Bela da Santíssima Trindade

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Policial civil de MT participa de evento virtual realizado pela Polícia Civil da Paraíba

Publicado


 

Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso participou do IV Webnário – Relações de Gênero e Políticas de Atendimento Humanizado, promovido pela Polícia Civil do Estado da Paraíba, na quinta-feira (29.10). O evento realizado de forma on-line reuniu policiais civis, autoridades policiais, especializadas em Segurança Pública e psicóloga.  

Convidada para representar a instituição, a investigadora de polícia Andrea Guirra, lotada na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá), participou do encontrando abordando o tema “Atendimento Humanizado”.

No tempo de 45 minutos, a policial civil de Barra do Garças apresentou sobre o assunto, falou das ações e parcerias desenvolvidas, bem como da atuação e do funcionamento dos trabalhos voltados para a segurança pública. 

Além de Andrea Guirra, participou do evento a delegada titular da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Luciana Canaverde, a qual assistiu e gostou muito das apresentações ministradas pelas palestrantes, além da troca de conhecimento e experiências entre os profissionais atuantes na segurança pública.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Suspeitos de agredirem mãe e filha durante roubo de veículo têm prisão cumprida
Continue lendo

POLICIAL

COMUNICADO: DIRETORIA DE EXECUÇÃO ESTRATÉGICA

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Diretoria de Execução Estratégica, através da Gerência de Captação/setor de Almoxarifado, comunica a todas as Unidades Policiais que ao retirarem os materiais de consumo referente ao mês de novembro, deverão no mesmo momento retirar os materiais de consumo do mês de dezembro, haja vista, a suspensão que ocorrerá em dezembro, devido o inventário. 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Diretoria Geral convoca delegados do 16º curso de formação para lotações
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana