conecte-se conosco


POLÍTICA MT

Gefron garante resultados com a integração das forças de segurança

Publicado


Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

O tenente-coronel Luiz Marcelo da Silva, coordenador operacional do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), realizou uma apresentação das ações e dos trabalhos desenvolvidos pela instituição, na última sexta-feira (9), em Porto Esperidião (MT), para o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL). Ele representou o comandante e tenente-coronel Fábio de Araújo, que não pôde comparecer ao encontro. 

O parlamentar, que preside a Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), avaliou a importância de compreender a dinâmica da atuação dos policiais da instituição. “Realmente, é impressionante ver que todos os profissionais que fazem parte do Gefron atuam com dedicação e disciplina. Sem contar que são capacitados e, acima de tudo, honestos”, comenta Claudinei.

De acordo com Marcelo, o Gefron é conhecido pela qualidade dos profissionais, que são altamente técnicos, treinados e honestos. “Desde 2013, quando cheguei aqui, não lembro de ter ocorrências de corrupção. Aqui tem uma base doutrinária muito forte que norteia nossas ações, toda a nossa forma de trabalhar, temos uma oração que é feita em todas as reuniões. O trabalho que é feito aqui ecoa em todo país”, destaca. 

Efetivo – A unidade conta com 140 profissionais, que envolvem 70 policiais militares, 50 policiais civis e 20 bombeiros militares, todos cedidos pelas respectivas instituições e subordinadas diretamente ao coordenador do Gefron. Para fazer parte do quadro de pessoal, o tenente-coronel esclarece que existe uma portaria a ser seguida, em que o interessado primeiramente tem que ser voluntário. 

“Vai ser levantado toda a ficha funcional, para ver como se comportou durante toda a profissão. Chegando aqui, vai passar dois meses de estágio, com o fardamento de que ele veio da unidade. Depois todo o grupo vai reunir para ver se ele tem potencial para multiplicar com os outros integrantes”, explica Marcelo. 

Leia mais:  Lei de desvinculação do Corpo de Bombeiros da PM em Mato Grosso completa 26 anos

Integração – A principal missão do Grupo é realizar o policiamento preventivo e repreensivo na faixa de fronteira Brasil e Bolívia nos limites da unidade federativa do estado de Mato Grosso. O grupo atua integrado com todas as forças de segurança pertencentes à Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC) e a Polícia Federal (PF). 

Também há o envolvimento da Receita Federal, Poder Judiciário e Ministério Público em nível federal e estadual. “O resultado grosso é obtido com fruto da nossa integração. A palavra-chave aqui é a integração. Essa confiança foi conquistada aos poucos e, aí, a gente começou a entender”, diz o tenente-coronel. 

Operações – As principais operações realizadas pelos integrantes do Gefron são o combate ao tráfico internacional de drogas e a apreensão de veículos roubados. Luiz Marcelo aponta que um dos maiores problemas que eles enfrentam são as mulas humanas. “Se um fazendeiro procurar um bração, ele não vai achar. É difícil, porque os adolescentes são facilmente comprados pelo tráfico. Eles têm capacidade de trazer de 25 a 30 kg nas costas. Em uma viagem, eles podem ganhar de R$ 3 mil a R$ 5 mil. Eles andam 70 a 80 km”, explica.

O tenente-coronel mostrou vídeos e fotos de mulas humanas durante a travessia na fronteira ao deputado Claudinei para ter percepção da realidade enfrentada na região. “Tive a oportunidade de andar praticamente em todas as comunidades na linha de fronteira, tem jovens que não tem referência. Eles carregam sacos nas costas e na cabeça. O modo operante, caminham à noite e descansam durante o dia. Os nativos não precisam de GPS, eles conhecem a região. Isso influencia até na nossa formação e treinamento”, esclarece. 

Canilfron  – Logo após a reunião no Gefron, Claudinei foi até o Canil Integrado de Fronteira (Canilfron) para conhecer o trabalho realizado pela unidade. O cabo Thalisson Rodrigues explicou toda a metodologia aplicada para o adestramento dos cachorros, como também as características de cada um que atende as forças de segurança de Cáceres e região. 

Leia mais:  Projeto quer criar cursinho vestibular gratuito Aprova Mato Grosso

O Gefron abrange, na linha de fronteira, 28 municípios com cerca de 983 km de território e, deste total, uma média de 233 km é ocupada por áreas alagadas. Além do Canilfron, a unidade também conta com outros postos e subunidades, como o Posto Avião Caído e Posto do Limão, que ficam em Cáceres; Base Operacional e Posto de Vila Cardoso, localizados no Porto Esperidião, e o Posto Matão, situado na cidade de Pontes e Lacerda. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA MT

Ulysses Moraes pede conclusão de reforma em escola de Primavera do Leste

Publicado


Foto: Fernanda Trindade

Na última terça-feira (27), o deputado Ulysses Moraes realizou uma fiscalização na Escola Estadual Sebastião Patrício, em Primavera do Leste. O parlamentar já destinou mais de R$ 1 milhão das suas emendas parlamentares para conclusão da obra, porém o governador Mauro Mendes ainda não efetivou o pagamento. Vale destacar que o local está com reforma paralisada desde 2014.

“Mais uma emenda que Mauro Mendes não paga e mais uma obra parada em Mato Grosso. Isso é uma vergonha. Até quando vai continuar assim? Quando essa obra será concluída para a população? Precisamos de respostas e soluções. Uma escola como essa já deveria estar recebendo os alunos”, disse Moraes.

A reforma, orçada inicialmente em mais de R$ 1,2 milhão e com previsão de entrega em quatro meses, encontra-se abandonada e os alunos estão estudando em um prédio alugado pelo governo. E, de acordo com Geo Obras, o local foi projetado para ter salas de aula, biblioteca, ampliação da cozinha, refeitório e quadra poliesportiva.

“A obra parou para reformar e não foi retomada. Até agora nada de conclusão e não tem nenhuma justificativa, um fica jogando a responsabilidade para outro. A estrutura da escola é grande, tem quadra, só precisamos que essa situação se resolva para que os alunos voltem a estudar”, destaca o parlamentar.

A obra seria de grande importância para município. Cerca de 400 alunos deveriam estar estudando na escola. Por isso, Ulysses Moraes afirma que irá continuar cobrando por uma conclusão. “A câmara de vereadores é do lado da escola, quero ver se eles também se mobilizam para cobrar por uma solução”, finalizou o deputado.

Fonte: ALMT

Leia mais:  Botelho participa do lançamento do Programa Mais MT e destaca atuação da Assembleia

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA MT

Lei de desvinculação do Corpo de Bombeiros da PM em Mato Grosso completa 26 anos

Publicado


Foto: MÁRCIA MARTINS

No dia 28 de outubro de 1994, há exatos 26 anos, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso desvinculava-se da Polícia Militar, por meio de Lei Complementar nº 32, de 10 de outubro de 1994 (D.O. 10.10.94), de autoria do deputado estadual Romoaldo Júnior (MDB). A separação garantiu autonomia administrativa e financeira ao órgão que hoje é subordinado hierarquicamente ao governador do estado e vinculado à Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Em visita ao gabinete do parlamentar, o tenente-coronel, Dércio Santos da Silva, coordenador-geral do Comitê Temporário Integrado Multiagências de Coordenação Operacional de Mato Grosso (Ciman) e diretor-adjunto operacional do Corpo de Bombeiros, disse que a lei garantiu amparo e legitimidade à corporação, permitindo até mesmo, concurso exclusivo na área.

Aprovado na primeira turma de bombeiros de Mato Grosso, chamada de Turma Pioneira do CBMMT, o tenente-coronel disse que o concurso foi uma grande oportunidade que se abriu para vários tenentes temporários do Exército Brasileiro, inclusive para ele.

“O deputado Romoaldo é um político visionário, graças à propositura dele foi realizado o concurso, que ocorreu dois meses após a promulgação da lei”, reconheceu Dércio, que está à frente da batalha contra os incêndios florestais em Mato Grosso e, em destaque, na Operação Transpantaneira II de combate ao fogo em todo o Pantanal mato-grossense, considerado um dos maiores da história.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Leia mais:  Estabelecimentos comerciais terão que divulgar Disque Denúncia 180
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana