conecte-se conosco


ESPORTES

Flamengo vence Vasco de virada e dorme na vice-liderança

Publicado


O Flamengo venceu o Vasco, de virada, por 2 a 1, em São Januário, na abertura da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Flamengo pulou para 27 pontos e vai dormir na vice-liderança da competição. Já o Vasco estacionou nos 18 pontos e começa a ser ameaçado pela zona do rebaixamento.

Em crise, o Vasco entrou em campo com algumas mudanças. Pikachu, Fellipe Bastos e Vinícius foram barrados. Mesmo assim, a postura do Cruzmaltino foi de esperar o Flamengo atacar para encaixar contra-golpe.

O início de jogo foi nervoso, com entradas ríspidas das equipes, e muitos erros de passes. Aos oito minutos, Bruno Henrique tentou sair jogando, mas dominou errado. Cayo Tenório recuperou a bola, driblou Filipe Luís, invadiu a área e tocou para Talles Magno abrir o placar.

Após o gol, o Flamengo continuou tendo a posse de bola, mas não conseguia furar a defesa vascaína. Por outro lado, o Gigante da Colina quase ampliou aos 31 minutos, com Benítez cobrando falta de fora da área para a boa defesa do goleiro Hugo. Apesar de ter saído para o intervalo com a vantagem, a equipe do Vasco reclamou bastante de uma falta de Diego em Benítez. O camisa 10 do Flamengo já tinha cartão amarelo, mas o árbitro não penalizou o jogador.

Logo com um minuto na segunda etapa, o Flamengo empatou. Diego cobrou falta pela direita e Léo Pereira subiu para deixar tudo igual. O jogo continuou equilibrado, com poucas chances para as equipes. O Flamengo conseguiu a virada aos 24 minutos. Thiago Maia lançou Bruno Henrique. O camisa 27 dividiu com Fernando Miguel, que saiu mal do gol. O atacante dominou e chutou no canto direito. A bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Leia mais:  Palmeiras garante melhor campanha da primeira fase da Libertadores

Depois da virada, o Vasco se lançou ao ataque e passou a pressionar o Flamengo. O Cruzmaltino chegou a fazer o gol de empate, com Germán Cano, aos 41 minutos, mas o VAR apontou impedimento de Guilherme Parede na jogada. Mesmo acuado, o Flamengo segurou a vitória e saiu de São Januário com mais três pontos.

Ouça na Rádio Nacional

Edição: Verônica Dalcanal

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

Clássico sem público reflete crise atual de Barcelona e Real Madrid

Publicado


Na Espanha, a expressão El Clasico (O Clássico) costuma ser sinônimo de grandeza. O jogo, entre Barcelona e Real Madrid, marcado para o próximo sábado (24) e que foi transferido para o incomum horário de 16h local (11h, no horário de Brasília) para satisfazer os mercados globais de televisão, provavelmente ainda é a partida de futebol de clubes com maior audiência.

Porém, um olhar para Barcelona e Real Madrid no momento desperta dúvidas sobre o futuro das duas equipes.

Nenhum dos dois times tem impressionado muito ultimamente, pois os dois perderam seus últimos jogos no Campeonato Espanhol para oponentes humildes, o que faz com que haja pessoas que questionem se este será o clássico menos qualificado em muito tempo.

O craque argentino Lionel Messi, principal estrela do Barça, passou a pré-temporada inteira tentando rescindir seu contrato com o clube sem sucesso. Assim, parece cada vez mais provável que este será o último jogo do atacante em casa contra o Real no Campeonato Espanhol, a menos que ocorra uma grade mudança de opinião.

É verdade que parece injusto que um jogador que deu tanta alegria ao time ao longo dos anos jogue seu último clássico no Camp Nou sem a presença de público, e em uma disputa contra aquele que pode ser o Real mais frágil de sua carreira e defendendo um Barcelona nada memorável.

Porém, a maior dúvida para o Barça deve ser o que o clube fará quando seu capitão finalmente partir.

Leia mais:  Clássico sem público reflete crise atual de Barcelona e Real Madrid

Trata-se de um reflexo do estado para o qual os dois clubes regrediram, que está muito distante do auge do confronto há uma década, quando o espanhol Pep Guardiola e o português José Mourinho estavam frente a frente.

Comentários Facebook
Continue lendo

ESPORTES

Seleção brasileira permanece em terceiro no ranking da Fifa

Publicado


A Fifa divulgou nesta quinta-feira (22) mais uma edição de seu ranking de seleções. A classificação não sofreu grandes modificações, especialmente nas dez primeiras posições, onde a Bélgica permanece na liderança, a atual campeã mundial França continua em segundo, e a seleção brasileira em terceiro.

O ranking foi divulgado após a realização dos jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo e da Liga das Nações (competição entre seleções europeias).

Entre os 10 primeiros colocados da classificação, aconteceram poucas modificações, com a Espanha assumindo a sexta posição no lugar de Portugal (sétima), e a Argentina assumindo a oitava posição no lugar da vice-campeã mundial Croácia (nona).

A equipe que mais ganhou posições no ranking foi Malta, que ultrapassou seis seleções para alcançar a 180ª colocação. A próxima edição do ranking de seleções da Fifa será divulgado no dia 26 de novembro.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Leia mais:  Palmeiras garante melhor campanha da primeira fase da Libertadores
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana