conecte-se conosco


POLÍTICA MT

Diretoria colegiada da Ager apresenta demandas para Botelho

Publicado


Foto: MAURICIO BARBANT / ALMT

A diretoria colegiada da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager-MT) recorreu ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), para apresentar demandas de melhorias à autarquia. 

Durante a reunião, nesta terça-feira (13), na Presidência da ALMT, os diretores mencionaram a importância de novos investimentos na estrutura da Ager. O projeto prevê investimentos na ordem de R$ 12 milhões, sendo R$ 8 milhões para a modernização do sistema tecnológico e R$ 4 milhões em consultoria para a evolução dos processos internos.  

Botelho informou que vai levar a demanda à Casa Civil. O presidente regulador da Ager-MT, Luís Alberto Nespolo, salientou a importância do apoio da Casa de Leis para a consolidação dos investimentos. 

“É de vital importância para a agência que isso aconteça. O projeto está na Casa Civil e, se aprovado, teremos mais recursos para dar respostas conforme o propósito da Ager”, disse Nespolo.  

Dentre as deficiências do órgão, segundo o presidente, está o sistema tecnológico, que precisa se adequar ao de mercado, assim como a Ouvidoria, outro setor que requer melhorias.

Na pauta, ainda, debateram sobre o projeto da ferrovia em Mato Grosso; o futuro econômico do estado e o papel regulador da agência, momento em que expuseram a situação que está a autarquia. 

“Ficou esse compromisso para buscar adequação e estrutura, principalmente, focado nesse projeto de modernização digital. E, no futuro, vamos precisar de um concurso público para repor peças importantes de recursos humanos que desde a época de criação existe, mas nunca foi conformado plenamente, a Ager tem uma carência muito grande de recursos quando trata de fiscais, por exemplo. Nossos fiscais são 100% emprestados e com idade avançada. Em algum momento vamos ter capacidade para fazer o concurso, acredito que assim que acabar a restrição nacional, para que torne perene, inclusive, a restrição da chamada. Trouxemos essas questões para o presidente para buscar apoio de performance”, concluiu Nespolo.  

Leia mais:  Deputado homenageia pioneira e fundadora da rádio Difusora de Cáceres

Também participaram Paulo Henrique Monteiro Guimarães, diretor regulador de Transportes e Rodovias; Wilber Norio, diretor regulador de Energia e Saneamento, e José Rodrigues, diretor regulador ouvidor.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA MT

Podcast Capivara na Faixa estreia com série sobre incêndios no Pantanal

Publicado


Foto: Helder Faria

Os incêndios que atingiram o Pantanal este ano são tema dos quatro primeiros episódios do podcast Capivara na Faixa, novo produto de comunicação do Parlamento estadual. A série trará diferentes pontos de vista sobre o acontecimento e contará com cinco convidados.

“Pela dimensão que esse assunto tomou para nós ficou muito claro que era algo que precisava ser discutido com urgência”, justifica a jornalista Larissa Campos, uma das apresentadoras do podcast. O jornalista Eduardo Ferreira completa o time, sendo que cada um é responsável por episódios distintos, mas interligados.

Na estreia, a participação especial é do comandante do Comitê Integrado Multiagências de Mato Grosso (Ciman-MT), tenente-coronel BM Dércio Santos da Silva. O episódio já está disponível em todas as plataformas de áudio, como Spotify, Deezer, Google Podcasts e Apple Podcasts.

O engenheiro florestal Vinícius Silgueiro, do Instituto Centro de Vida, que faz um monitoramento das queimadas é o convidado do segundo episódio. Já o terceiro programa contará com as participações da presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB/MT, Gláucia Amaral, e do presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do estado, Roberto Renato da Silva. No capítulo final da série, o fotógrafo da revista National Geographic, Izan Petterle, que faz um trabalho documental sobre os incêndios, será o entrevistado.

“Ouvimos os convidados para saber o que precisa ser feito para que um cenário como esse não se repita, para que no futuro o combate seja mais eficaz. E também conversamos com pessoas que estão acompanhando toda a tragédia in loco, foram até lá no Pantanal”, explica Larissa Campos.

Capivara na Faixa – O nome do podcast da Assembleia Legislativa foi inspirado nos roedores que viraram ícone da cultura mato-grossense e que perambulam nos arredores dos parques de Cuiabá. Ano passado, ao sair do Parque das Águas, um grupo de capivaras foi fotografadoe filmado atravessando pela faixa de pedestre e a imagem “viralizou” nas redes sociais, sendo noticiada pelos principais veículos de comunicação. A situação deu nome ao novo canal de comunicação da ALMT, que estará sempre nas “faixas digitais”.

Leia mais:  Revendedoras de veículos usados deverão informar procedência

A ideia do programa é proporcionar uma abordagem mais diversificada sobre as pautas, dando voz aos atores envolvidos no tema em questão. Com isso, as pessoas terão acesso a leituras particulares sobre os assuntos para formar uma opinião própria.

Confira o podcast Capivara na Faixa em uma das plataformas digitais. Novos episódios saem toda quarta-feira pela manhã. 

*Com colaboração de Laís Costa Marques

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA MT

Deputado homenageia pioneira e fundadora da rádio Difusora de Cáceres

Publicado


Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Após encontro com a diretora da rádio Difusora de Cáceres (MT), Maridalva Amaral Vignardi, no início deste mês de outubro, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) ficou impressionado pela história de vida relatada pela fundadora do veículo de comunicação e pioneira do município. Deste modo, apresentou na quarta-feira (21), durante sessão plenária, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Moção de Aplausos pelos relevantes serviços prestados por ela na área da comunicação. 

A Rádio Difusora foi inaugurada no dia 1° de maio de 1978, momento que deu início às transmissões por radiofrequência entre os estados de Mato Grosso e Rondônia. Atualmente, a emissora de rádio, que existe há 42 anos, opera em dois canais por meio da Difusora FM (102.3 Mhz) e Nova Difusora FM (97,3 Mhz).

“Estava em Cáceres, pela Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, e fui à emissora conceder entrevista sobre os trabalhos a serem realizados no município. Fomos agraciados com a receptividade e atenção da senhora Maridalva. Aalém de uma oração que recebemos, tivemos a grata satisfação de conhecer a sua história de vida”, comenta Claudinei. 

Histórico – Inicialmente, os sócios da Difusora envolviam a participação direta de seus familiares, sendo Antônio Ramon do Amaral, Josefina Lopes do Amaral e o seu falecido esposo, Ivo Vignardi. De 1978 para cá, a emissora em seu processo histórico – ganhou força e evolui tanto no aumento e mudança de frequência até a concretização de um novo canal de rádio. 

Maridalva é pioneira da cidade de Cáceres, município que faz divisa com a Bolívia e abrange o bioma pantaneiro. Ela é viúva do ex-sócio diretor, Ivo Vignardi, que faleceu em 2012, tem três filhos e três netos. 

Leia mais:  Comissão de Fiscalização realiza segunda audiência sobre metas físicas de secretarias do governo

 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana