conecte-se conosco


ESPORTES

Brasileiro: Grêmio supera Botafogo em Porto Alegre

Publicado


O Grêmio recebeu o Botafogo nesta quarta (14), e superou a equipe carioca por 3 a 1 em Porto Alegre em jogo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

E o Tricolor gaúcho abriu o placar aos 33 minutos de partida quando a lei do ex entrou em ação. O veterano Diego Souza (que defendeu o Glorioso até o início do ano) marca após receber de Alisson.

Mas ainda no primeiro tempo, aos 40 minutos, o Botafogo empata com o garoto Matheus Babi, após cobrança de falta de Victor Luis que foi desviada por Pedro Raul.

Porém, no segundo tempo outro garoto brilhou, mas pelo Grêmio. Pepê marcou duas vezes, o segundo após uma bela trama do ataque gaúcho. Placar final Grêmio 3, Botafogo 1.

Luxemburgo pressionado

No jogo que abriu a 16ª rodada do Campeonato Brasileiro nesta quarta, o Coritiba superou o Palmeiras por 3 a 1 em pleno Allianz Parque, e deixou o técnico Vanderlei Luxemburgo em situação muito difícil.

Jogando em casa, o time paulista começou a partida pressionando a saída de bola da equipe adversária. Mas o Palmeiras falha aos 7 minutos, e permite que o Coritiba abra o marcador com Robson, após cruzamento de Giovanni Augusto.

Leia mais:  Libertadores: Flamengo derrota Junior Barranquilla por 3 a 1

E Robson volta a brilhar aos 23 minutos, quando o atacante acerta um chute muito forte para vencer o goleiro Weverton e fazer 2 a 0.

Com a desvantagem no marcador, o técnico Vanderlei Luxemburgo faz duas mudanças ainda na primeira etapa. E o time paulista consegue descontar aos 37 minutos, quando Patrick de Paula toca com categoria para Gabriel Veron dominar a bola no peito e bater.

Porém, a noite era mesmo de Robson, que dá o passe para o terceiro gol do Coxa, de Giovanni Augusto aos 19 minutos da etapa final.

A partir daí o Palmeiras tentou, mas não conseguiu se recuperar. Com esta derrota a situação de Vanderlei Luxemburgo fica muito complicada.

Vitória do Dragão

Outra equipe visitante a superar uma equipe paulista nesta quarta foi o Atlético-GO, que bateu o Santos por 1 a 0 em plena Vila Belmiro.

O único gol do confronto saiu aos 22 minutos do segundo tempo com o meia Chico, que acerta um chute forte de fora da área no ângulo do gol defendido por João Paulo após boa jogada de Janderson.

Veja a classificação atualizada da Série A do Brasileiro.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

Série D: empate com líder Novorizontino prolonga jejum do Caxias

Publicado


O reencontro entre Novorizontino-SP e Caxias-RS pela Série D do Campeonato Brasileiro terminou empatado em 1 a 1. A igualdade desta quinta-feira (22), no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP), foi transmitida ao vivo pela TV Brasil e teve gosto diferente para as equipes. Os paulistas, que tinham vencido o duelo anterior por 1 a 0, no último domingo (18), seguem na liderança do grupo 8, com 15 pontos e ainda invictos. Já os gaúchos, com 11 pontos, podem deixar o G-4 ao final da oitava rodada se o duelo entre Marcílio Dias-SC e São Luiz-RS tiver vencedor. O empate estendeu para cinco a sequência de jogos sem vitória do time grená.

Duas bolas paradas alçadas na área e dois gols de zagueiros em menos de três minutos. Primeiro, o lateral Ivan bateu escanteio pela direita e Thiago Sales, de primeira, pôs o Caxias na frente. Depois, o lateral Paulinho cobrou falta pela esquerda e Bruno Aguiar, na segunda trave, empatou de cabeça para o Novorizontino. Daí em diante, embora o Tigre marcasse mais presença no ataque, o ritmo do jogo caiu sensivelmente em meio ao forte calor (32ºC), com apenas 38% de umidade relativa do ar.

A temperatura não amenizou no segundo tempo, mantendo a partida cadenciada. O Novorizontino seguia no campo ofensivo e apostava, principalmente, no lado direito, onde estava a única sombra disponível no gramado. O time da casa teve a chance da virada em um pênalti cometido por Ivan, por toque de braço, contestado pelo Caxias. O goleiro Marcelo Pitol (que bateu no peito, avisando que defenderia a cobrança) não só salvou o chute do atacante Guilherme Queiroz como evitou o gol no rebote.

Leia mais:  Série D: Caxias-RS busca revanche contra invicto Novorizontino-SP

Nos minutos finais, apostando no desgaste do Novorizontino, a equipe grená ensaiou uma pressão e chegou duas vezes com perigo, mas sem sucesso. Em falta venenosa cobrada na intermediária, Ivan obrigou o goleiro Giovanni a fazer boa defesa, no meio do gol. No lance seguinte, após troca de passes na entrada da área, o atacante Giovane Gomez chutou cruzado, rente à trave esquerda do Tigre.

Paulistas e gaúchos voltam a campo neste domingo (25), pela nona rodada da competição. Às 15h (horário de Brasília), o Caxias recebe o Marcílio Dias. Já o Novorizontino visita o São Luiz às 19h.

Em outros dois jogos da Série D iniciados às 15h desta quinta, Potiguar-RN e Itabaiana-SE ficaram no 2 a 2 em Mossoró (RN), pelo grupo 4, enquanto o Vitória-ES foi superado em casa pelo Goiânia-GO por 2 a 1, em duelo do grupo 5.

Confira a classificação da Série D do Campeonato Brasileiro.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

ESPORTES

Clássico sem público reflete crise atual de Barcelona e Real Madrid

Publicado


Na Espanha, a expressão El Clasico (O Clássico) costuma ser sinônimo de grandeza. O jogo, entre Barcelona e Real Madrid, marcado para o próximo sábado (24) e que foi transferido para o incomum horário de 16h local (11h, no horário de Brasília) para satisfazer os mercados globais de televisão, provavelmente ainda é a partida de futebol de clubes com maior audiência.

Porém, um olhar para Barcelona e Real Madrid no momento desperta dúvidas sobre o futuro das duas equipes.

Nenhum dos dois times tem impressionado muito ultimamente, pois os dois perderam seus últimos jogos no Campeonato Espanhol para oponentes humildes, o que faz com que haja pessoas que questionem se este será o clássico menos qualificado em muito tempo.

O craque argentino Lionel Messi, principal estrela do Barça, passou a pré-temporada inteira tentando rescindir seu contrato com o clube sem sucesso. Assim, parece cada vez mais provável que este será o último jogo do atacante em casa contra o Real no Campeonato Espanhol, a menos que ocorra uma grade mudança de opinião.

É verdade que parece injusto que um jogador que deu tanta alegria ao time ao longo dos anos jogue seu último clássico no Camp Nou sem a presença de público, e em uma disputa contra aquele que pode ser o Real mais frágil de sua carreira e defendendo um Barcelona nada memorável.

Porém, a maior dúvida para o Barça deve ser o que o clube fará quando seu capitão finalmente partir.

Leia mais:  Corinthians vence Vasco e mantém invencibilidade de 10 anos

Trata-se de um reflexo do estado para o qual os dois clubes regrediram, que está muito distante do auge do confronto há uma década, quando o espanhol Pep Guardiola e o português José Mourinho estavam frente a frente.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana