conecte-se conosco


ESPORTES

Botafogo encerra time de basquete e técnico fala em missão cumprida

Publicado


.

A próxima temporada do Novo Basquete Brasil (NBB), prevista para começar em 14 de novembro, não terá a presença da equipe do Botafogo. Em dificuldades financeiras, o clube não manterá o projeto de basquete. A informação foi dada, primeiro, pelo Blog do Sousa e confirmada à Agência Brasil pelo técnico Léo Figueró, que comandava o Alvinegro desde 2017. A agremiação ainda não se pronunciou.

“Foi um projeto vitorioso, que conseguiu todos os objetivos. No meu modo de ver, tinha páginas na história a serem escritas. Infelizmente acabou, mas, fica o sentimento de dever cumprido, do orgulho do torcedor resgatado, da alegria no sorriso no torcedor. Acho que isso o basquete conseguiu concretizar, com muita maestria. A gente lamenta o ocorrido, mas, foge da nossa alçada a continuação ou não da equipe”, disse o treinador, que também foi jogador do clube.

Ele também se manifestou sobre o encerramento das atividades em uma postagem no Instagram. Pela mesma rede social, atletas e membros da comissão técnica publicaram stories (registros com duração de 24 horas) repercutindo mensagens de torcedores, lamentando o término do projeto. O contrato deles e de Figueiró havia terminado em junho.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

Difícil demais escrever em mais uma despedida a você, Glorioso, que tem contigo uma parcela tão grande da minha história como jogador e agora como técnico. Obrigado por tudo que pude viver nessas duas temporadas, acho que mais uma vez o basquete escreveu uma linda parte da história desse clube centenário! Queria deixar registrado o meu muito obrigado aos jogadores que fizeram parte desta historia, à minha comissão técnica (ah amizade!!!!) e aos dirigentes que confiaram no meu trabalhado. Desejo que possamos nos encontrar mais pra frente e que fique no coração de todos nós o cântico: “NÃO SE COMPARA E QUANDO VOCÊ JOGA NÃO IMPORTA NADA É DIFERENTE ESSE SENTIMENTO NINGUÉM ENTENDE”! Grato sempre a você, Estrela Solitária da General Severiano!

Uma publicação compartilhada por LéoFigueiró (@leofigueiro) em 30 de Jul, 2020 às 3:50 PDT

 

Leia mais:  Série B: Juventude vira para cima do CRB e vence na estreia

O orçamento do basquete era estimado em R$ 4 milhões por ano. A maior parte do montante era bancada por uma parceria com a empresa de telefonia Tim. A renovação do patrocínio, porém, consiste especificamente em “ações de experiência dos torcedores” e “possibilidade de apoio a ações culturais”, o que impede o investimento na modalidade propriamente dita. Em paralelo, a situação financeira do clube é delicada. Na quinta-feira (30), funcionários do Botafogo com vencimentos atrasados emitiram nota pedindo “socorro” pelos “quatro meses de angústia”.

O basquete do Botafogo tinha sido reativado em 2015, após 13 anos. Duas temporadas depois, a equipe foi campeã da Liga Ouro (antiga divisão de acesso). Em 2018, logo na estreia no NBB, o Alvinegro chegou à semifinal, caindo para o campeão Flamengo. Já no ano passado, venceu a Liga Sul-Americana, segundo maior torneio do continente, em uma campanha marcada por viradas, como contra o Ciclista Olímpico, da Argentina, na semifinal – o time carioca iniciou o último quarto 17 pontos atrás, mas, conseguiu a classificação.

Graças ao título, o Glorioso disputaria a próxima edição da Champions League, a “Libertadores” da modalidade. A vaga deve ficar com o São Paulo, que estava em terceiro na tabela do NBB, antes da competição ser encerrada, de forma precoce, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19) – a Liga Nacional de Basquete (LNB) ainda não se pronunciou sobre isso. Flamengo e Sesi Franca, que eram líder e vice-líder do campeonato nacional, respectivamente, são os outros classificados.

Em entrevista à Rádio Nacional, após a conquista Sul-Americana, Figueiró admitia que o futuro da modalidade no Botafogo era incerto. “A gente anda junto com o movimento do clube. Precisamos entender o que será essa S/A, como viverá e caminhará o esporte olímpico. Se for uma maneira de liquidar os passivos do clube e permitir a captação [de recursos] via lei de incentivo e estatais, o que não pode hoje pelo clube não ter a CND [certidão negativa de débito], vejo com bons olhos e grande chance de profissionalização do departamento”, avaliou o técnico, em dezembro.

Leia mais:  Palmeiras vence Corinthians nos pênaltis e é campeão paulista

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

STJD aceita pedido do Goiás e partida contra o São Paulo é adiada

Publicado


.

Na tarde deste domingo (9), faltando menos de 10 minutos para o começo da partida entre Goiás e São Paulo, no estádio Hailé Pinheiro (Serrinha), prevista para começar às 16h, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) aceitou o pedido da equipe do Centro-Oeste e adiou a partida. A alegação do Goiás Esporte Clube, divulgada em nota oficial no site do clube, é que ele recebeu apenas na manhã deste domingo (9) os resultados positivos da Covid-19 nos exames realizados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Exames para covid-19

Antes do jogo contra o São Paulo, o clube fez uma rodada de exames em um laboratório escolhido pela CBF. Só que esse exames feitos na última quinta-feira (6) foram invalidados pela Confederação. Segundo a entidade, as amostras foram acondicionadas de maneira inapropriada. Novos exames foram realizados na sexta-feira. E o resultados apresentados ao clube apenas na manhã deste domingo, contrariando o que diz o próprio protocolo da CBF, que prevê uma antecedência mínima de 24h da partida. Dos 26 testes realizados, 10 pessoas apresentaram resultados positivos, sendo 8 jogadores da equipe titular. Até o momento, a CBF ainda não informou uma nova data para a realização da partida.

O Hospital Albert Einstein, contratado pela CBF para realizar os exames, se manifestou através de nota oficial: “O Hospital Israelita Albert Einstein identificou uma falha técnica na coleta das amostras, feita em um laboratório parceiro em Goiás, para realização de teste RT-PCR em atletas e equipes dos clubes Vila Nova e Goiás. Solicitou, portanto, novas amostras antes do processamento dos exames. Elas foram refeitas e encaminhadas para análise no laboratório do hospital em São Paulo, sem nenhum prejuízo aos prazos estabelecidos para apresentação dos resultados”.

Leia mais:  Série B: Juventude vira para cima do CRB e vence na estreia

 

 

Edição: Nélio de Andrade

Comentários Facebook
Continue lendo

ESPORTES

Max Verstappen estraga festa da Mercedes e vence GP dos 70 anos da F1

Publicado


.

Neste domingo (9), em Silverstone, na Inglaterra, Max Verstappen, holandês da RBR, venceu o GP dos 70 anos da Fórmula 1. Ele foi o único piloto entre os primeiros do grid a apostar nos pneus duros na largada. E se deu bem.

A dupla da Mercedes (Valtteri Bottas, na pole position, e Lewis Hamilton, logo atrás) foi ultrapassada depois das trocas de pneus. Na segunda ida aos boxes, Max Verstappen foi ao mesmo tempo de Valtteri Bottas, e Lewis Hamilton seguiu na pista até a volta 41. Depois, caiu para 4°. Mas ultrapassou Charles Leclerc, passou o companheiro de equipe, Bottas, e fechou o Grande Prêmio em 2°. Bottas completou o pódio. Esta foi a 1° vez que a Mercedes não saiu vencedora de uma prova em 2020.

Assim, o inglês Hamilton chegou a 155 pódios e igualou o recorde de Schumacher. Na tabela de classificação do Mundial, ele tem 107 pontos. Max Verstappen, 77. E Valtteri Bottas, 73. Já no próximo fim de semana, a temporada continua com o GP da Espanha, em Barcelona.

Edição: Graça Adjuto

Comentários Facebook
Leia mais:  Max Verstappen estraga festa da Mercedes e vence GP dos 70 anos da F1
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana