conecte-se conosco


MATO GROSSO

Projeto de artes marciais da PM encerra 2019 com 31 medalhas em competições

Publicado

O projeto social 4º Bravo Lutas, do 4º Batalhão de Polícia Militar de Várzea Grande, fecha o ano com expectativa de ampliar os atendimentos em 2020. Neste ano, o projeto atendeu 150 crianças e adolescentes, com idades entre 06 e 16 anos, e conquistou 31 medalhas em competições esportivas de artes marciais, sendo 15 de ouro, 10 de prata e seis de bronze.

A ação é promovida pelos próprios policiais do batalhão e em menos de um ano de funcionamento já descobriu novos talentos em diferentes modalidades de artes marciais. Revelação do jiu- jitsu, Eduardo Nogueira, de 14 anos é um dos atletas do projeto da PM que já coleciona vitórias. O adolescente conquistou por oito vezes o Campeonato Estadual de Jiu- Jitsu, três vezes Campeonato Brasileiro e já tem um mundial.

O comandante do 4º BPM e idealizador da iniciativa social, tenente-coronel Januário Antônio Edwiges Batista, comemora os bons resultados e revela que a expectativa para 2020 é aumentar o número de vagas, com a ampliação da estrutura física do projeto, que terá um espaço dentro do batalhão.

“Queremos ampliar o numero de vagas, para atender mais crianças e jovens. Esse ano foi de vitórias e conquistas. É uma grande satisfação incentivar essa garotada a se dedicar, estudar e saber que o esporte abre muitas portas. Em 2020 vamos colher anda mais frutos positivos” explica o tenente-coronel.

Atualmente o projeto atende crianças e adolescentes de baixa renda, ofertando aulas de jiu jitsu, judô e karatê. As aulas são realizadas em uma sala cedida no Várzea Grande Shopping, no período matutino e vespertino.

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Documentário que homenageia Agostinho Bizinoto será lançado nesta quarta-feira (27)
publicidade

MATO GROSSO

Setasc realiza chamamento público para organizações com projetos relacionados à Política Nacional de Assistência Social

Publicado


Termina na quinta-feira (28.10) o período de inscrição para as entidades que tenham projetos promovendo o fomento da Política Nacional de Assistência Social (PNAS). O edital de Chamamento Público, realizado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), visa a seleção de Organizações da Sociedade Civil (OSCs) que realizem ações de promoção, proteção e defesa dos direitos humanos; de serviço de acolhimento institucional para mulheres em situação de violência; serviços de acolhimento de idosos, pessoas em situação de rua e para recuperação e reabilitação de dependentes químicos, bem como atendimento à pessoa com deficiência.

As OSCs poderão apresentar somente uma proposta pelas diretrizes dispostas no edital, visando o princípio da equidade. Será observada ainda a ordem de classificação e a disponibilidade orçamentária para a celebração do termo de fomento. Serão selecionadas propostas vencedoras havendo disponibilidade orçamentária durante a validade do presente edital.

No total, 60 projetos serão beneficiados e o valor total de cada diretriz varia entre R$ 900 mil a R$ 4,5 milhões, sendo dividido proporcionalmente para as entidades, de acordo com o valor de cada beneficiário atendido pela OSC.

O procedimento de seleção ocorrerá por meio de proposta a ser entregue presencialmente, em duas vias no protocolo da Setasc, situada na Rua Júlio Domingos de Campos, Nº 100, Centro Político Administrativo até o dia 28 de outubro, das 8h às 12 e das 14h às 17h.  Informações no telefone (65) 3613 5734 ou pelo e-mail [email protected]

Acesse o Edital nº. 01/2021/SETASC – 285 – Comissão de Seleção de Propostas de Parceria .

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Dia de Campo mostra manejo de pastagem e melhoramento genético para bovinocultura leiteira
Continue lendo

MATO GROSSO

Documentário que homenageia Agostinho Bizinoto será lançado nesta quarta-feira (27)

Publicado


Reconhecido como mestre da cultura mato-grossense, o artista Agostinho Bizinoto é homenageado no documentário “Um Semeador de Arte e Cultura”, que será lançado nesta quarta-feira (27.10), às 21h, em Alta Floresta. O filme integra um dos projetos selecionados no edital Conexão Mestres da Cultura – Marília Beatriz de Figueiredo Leite, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

O lançamento ocorrerá em uma sessão especial para convidados, em parceria com o Cine Floresta. O filme integra o projeto transmídia “Agostinho Bizinoto”, proposto no edital Conexão Mestres da Cultura. A proposta inclui, ainda, um podcast com 18 episódios sobre o artista, que estão disponíveis nas plataformas Anchor e Spotify. Ambas produções celebram a vida e memória do multiartista e agitador cultural, contando sua trajetória e legado desde a vinda para Mato Grosso, no final da década de 80.

O documentário contou com participação de aproximadamente 30 pessoas, entre amigos, familiares, personalidades e convidados que conviveram e/ou trabalharam com o artista durante sua trajetória. De acordo com Ronaldo Adriano, proponente do projeto e diretor do filme, a expectativa é que o documentário possa despertar reflexões e a curiosidade das pessoas sobre a história desse importante personagem da cultura na região amazônica mato-grossense.

“Sua atuação teve como base o município de Alta Floresta e se propagou pelo Estado, colaborando para construção da cena teatral no Brasil. Nessas duas plataformas, sua trajetória se transformou em documentos históricos que permitirão que as atuais e futuras gerações acessem uma perspectiva da vida deste grande artista”, destaca Ronaldo.

Após o lançamento oficial, o diretor explica que haverá programação de novas exibições, abertas ao público e seguindo as normas sanitárias estabelecidas para o controle da pandemia.

Leia mais:  Operação da PM apreende 35 veículos e prende motorista por embriaguez na MT-235

Agostinho Bizinoto atuou como produtor cultural, escritor e editor de livros, ator, diretor, dramaturgo, músico, roteirista e diretor de cinema. Além de estimular a criação de dezenas de grupos de teatro em Alta Floresta, também atuou pela idealização de políticas culturais e foi um dos fundadores do Teatro Experimental de Alta Floresta (Teaf). Chegou no final da década de 80 na cidade, onde viveu até o falecimento por câncer, em maio de 2017.  

O “Edital Conexão Mestres da Cultura –  Marília Beatriz de Figueiredo Leite” Lançado em novembro do ano passado com recursos da Lei Aldir Blanc, o edital da Secel foi idealizado para celebrar personalidades da cultura mato-grossense, compartilhar os saberes e fazeres artísticos e culturais do estado.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana