conecte-se conosco


VÁRZEA GRANDE

Projeto Colcha literária reforça alfabetização de alunos de creches em Várzea Grande 

Publicado

17/12/2019    3

A secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande (SMECEL) encerrou na última sexta-feira (13) os trabalhos do “Projeto Colcha Literária”, que funciona junto ao “Projeto Maleta Viajante”. Os trabalhos que ainda funcionam como um projeto piloto,foram desenvolvidos no Centro Municipal de Educação Infantil, Izabel Pinto de Campos.  

A proposta da ação  é desenvolver junto aos alunos e a comunidade linguagens, fala, percepção visual, atenção auditiva, organização, ampliação de vocabulário, recuperação de memória e a integração social dos envolvidos.

A coordenadora dos projetos, Sandra Regina de Souza Tudeia, explica que de acordo com a dinâmica do projeto, a criança leva para casa uma maleta contendo, uma ficha de orientação pratica e teórica sobre o projeto, uma folha de papel para que a família relate como que foi a experiência da leitura e descreva como foi feito o reconto da história pela criança. Também um livro de história infantil clássica.  Após cinco dias da entrega da maleta, a professora promove uma roda de conversa para que a criança descreva a experiência da leitura com sua família para os colegas de sala. A professora faz a leitura da carta escrita pela família. Logo após a criança faz a leitura hipotética/reconto para turma,de forma espontânea.

“A princípio os trabalhos estão sendo propostos para as turmas de 4 e 5 anos, que já desenvolvem o “Projeto Maleta Viajante”, inserindo o Projeto Colcha Literária, pois já estávamos trabalhando a leitura de histórias, e assim poderíamos inserir a produção do aluno em forma de desenho da história lida com a família. A proposta do CMEI é trabalhar a leitura diariamente, no momento da leitura deleite. O objetivo do Projeto Colcha Literária é desenvolver a criatividade, o raciocínio, a coordenação motora fina, a dramatização, musicalidade, a criança passar para o tecido a história em forma de desenho, sendo artistas da sua própria produção. É muito gratificante ver o resultado desse projeto que ficou belíssimo, o qual as crianças ficaram encantados com suas obras de arte”, disse a idealizadora do Cocha Literária.

Leia mais:  Mais de 93% receberam a primeira dose em Várzea Grande

A professora, Zildenete Santos da Silva Moraes, fala do entusiasmo dos alunos que participaram do projeto. “Nossos alunos ficaram ansiosos para chegar logo a sua vez de levar a maleta para casa, a participação da família foi muito importante. O Projeto colabora com o ensino aprendizagem dos alunos, pois através dos livros, eles passaram a se interessar mais pela leitura, ficaram mais atentos, mais participativos, aprenderam a relatar os acontecimentos da história através das figuras, transcrever a história em forma de desenho.Muitos já conseguem ler frases pequenas dentro das histórias. O contato com os livros enriquece o conhecimento. Em todos os momentos da pintura da história para montar a Colcha Literária, eu me surpreendia cada vez mais com a riqueza de detalhes por parte dos alunos em cada pedacinho da história descrita nos desenhos”, disse a educadora.

A aluna Mariany de cinco anos disse que gostou muito do projeto e que a família dela consegue ler todos juntos, experiência que para ela ficará marcada. “Eu gostei do Projeto Maleta Viajante porque minha mãe sentou comigo e meu irmão para ler a história para a gente. Com a história eu aprendi a cuidar das minhas coisas. Gostei de ler e vou continuar lendo outras histórias. Daí eu passei para o tecido a história das Fadas Amiguinhas em forma de desenho, o que foi muito legal”.

A dona de casa Francilene Rodrigues Teixeira, aprovou o projeto e disse que faz o que pode para incentivar o filho com a leitura. “Muito bom, pois esse já é o segundo ano que meu filho levou o livro. Esse momento aproxima o filho da gente. Eu gosto de contos viajamos na história do Aladim. É um momento que desligamos a TV, o celular e dedicamos somente a leitura da história. Lemos várias vezes e interpretamos e daí ele reproduziu a história em forma de desenho. Eu quero dizer o seguinte: Os pais podem sim trabalhar para sustentar seus filhos. Mais devem dedicar um tempo para os filhos, para conversar, para dar risada, para assistir um desenho, para aconselhar e brincar”, garantiu a mãe.

Leia mais:  Seminário vai debater a diversidade e relações Étnico-Raciais em Várzea Grande

A assessora Técnica, Laura Cecília, frisa que de toda a turma se engajou ao projeto. As famílias se mostraram bastante receptivas o que possibilitou experiências maravilhosas. “As crianças perceberam a importância do projeto descreveram o processo com bastante alegria e confiança e de forma bastante diversificada, conforme as interpretações”. Laura lembra ainda que no próximo ano o projeto poderá ser ampliado e atender novas unidades.    

 

Por: Letícia Kathucia – Secom/VG

Comentários Facebook
publicidade

VÁRZEA GRANDE

Prefeitura de Várzea Grande realiza encerramento da campanha no Parque Bernardo Berneck

Publicado


A Prefeitura Municipal de Várzea Grande realiza nesta quarta-feira (27), às 16h30, no Parque Municipal Bernardo Berneck, o encerramento da Campanha Outubro Rosa – celebrada anualmente – com objetivo de chamar a atenção de mulheres e homens, sobre o câncer de mama, além de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença, que afeta em todo mundo mulheres e homens.

Conduzida pela Secretaria Municipal de Saúde e com total apoio e engajamento da Secretaria de Assistência Social, o movimento chamou a atenção da população local para os cuidados com a saúde, além de proporcionar um maior acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento da doença, fatores que contribuem para a redução da mortalidade.

“O mês de outubro é dedicado ao alerta e a conscientização do câncer de mama, porém as unidades de Saúde do município estão preparadas para esse atendimento durante o ano todo. É importante que a população tenha consciência da prevenção da doença e para isso é necessário que procurem os postos de atendimento e que façam, anualmente, consultas médicas com especialistas e exames preliminares. A descoberta da doença na fase inicial faz toda a diferença no processo de tratamento e na cura”, destacou o prefeito Kalil Baracat.

Ele disse ainda que nesta ação contou com a participação expressiva da primeira-dama, Promotora de Justiça Kika Dorilêo, que se empenhou, de forma voluntária, nas ações realizadas pela Secretaria de Saúde e Assistência Social, fazendo também o chamamento de mulheres e homens nesta campanha de conscientização. “A Kika é uma mulher sensível e atenta aos detalhes, e a sua participação foi fundamental neste movimento que é social e sobretudo, de saúde pública”. 

PAUTA: Encerramento da Campanha Outubro Rosa

QUANDO: Dia 27 de outubro (quarta-feira)
HORÁRIO: 16h30
LOCAL: Parque Bernardo Berneck

Leia mais:  Mais de 93% receberam a primeira dose em Várzea Grande

Comentários Facebook
Continue lendo

VÁRZEA GRANDE

Seminário vai debater a diversidade e relações Étnico-Raciais em Várzea Grande

Publicado


Profissionais e gestores da Educação, dirigentes de Conselhos de Direitos, assessores estaduais e autoridades de diversas áreas estarão debatendo presencial e online temas importantes no IV Seminário de Diversidade e Relações Étnico-Raciais, que ocorrerá nos dias 4 e 5 de novembro, às 18:30h no Anexo II da SMECEL no Jd. Marajoara e via plataforma do YouTube.

O evento promovido pelo Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial – CMPIR/VG, com o apoio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer e Prefeitura Municipal, marcará os dez anos da criação do Conselho, instituído através da Lei Municipal nº 3.694 de 29 de novembro de 2011.

De acordo com a presidente do CMPIR/VG, Tacilia Soares da Costa, devido ao período com as restrições impostas pela pandemia do novo Coronavírus, foi necessário um remanejamento entre os participantes presenciais e os online para uma maior dinâmica e participação nos debates. “O evento irá seguir todos os protocolos de biossegurança como o uso da máscara, do álcool em gel e o distanciamento social para garantir a segurança e a saúde de todos”, pontuou.

No dia 4, após a cerimônia de abertura e apresentações artísticas, a palestrante convidada, professora doutora Iolanda de Oliveira falará sobre a Educação para Relações Étnico-Raciais & Formação Continuada. Em seguida o ‘Quilombo urbano’ é o tema da palestra do professor doutor José Luiz Solazzi, e logo após a professora doutora Candida Soares da Costa fala sobre a Educação para Relações Étnico-Raciais contra o racismo, com a participação da professora mediadora, Rosana de Fátima Arruda.

Já no dia 5, após as apresentações artísticas e homenagens in memorian aos conselheiros do CMPIR, ocorrerá as rodas de conversa entre os participantes e profissionais das escolas da rede municipal, abrangendo os temas: Inclusão da História e Cultura Afro-brasileira, africana no currículo escolar; Religiosidade e Religião afro-brasileira; relato sobre práxis; Gestão escolar e a Pedagogia antirracista; Educação para imigrantes; relatos sobre gestão; Políticas públicas para um Educação com equidade; a perspectiva indígena no currículo escolar; palestra sobre a Rede de Territórios com a dra. Tania Regina Matos e palestra sobre os 10 anos do CMPIR/VG, com a professora especialista Tacilia Soares da Costa.

Leia mais:  Pivetta se reúne com Kalil Baracat e confirma parceria em obras e ações

Também no dia 5, fazendo parte da programação oficial haverá o lançamento do livro: Educação para relações étnico-raciais: Paradigmas e Desafios; uma publicação com fomento da Lei Aldir Blanc.

O IV Seminário de Diversidade e Relações Étnico-Raciais terá a participação também dos professores:  dra. Nilvaci Leite de Magalhães, professor mestre João Bosco da Silva, professora mestre Malsete Santana, professora mestre Eva de Paulo, dr. Carlos Alberto Caetano, professor mestre Lucas Albuquerque de Oliveira e professora mediadora Leliane Cristina Borges.

Para mais informações sobre o evento, contato pelo telefone: (65) 9340-2693

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana