conecte-se conosco


MATO GROSSO

Procon-MT dá dicas para ajudar os passageiros na alta temporada brasileira

Publicado

Visitar familiares, conhecer novos lugares, divertir-se com os amigos ou, simplesmente, descansar. Esses são alguns dos motivos para viagens de começo de ano, alta temporada no Brasil por ser verão e período de férias escolares. Mas o planejamento deve começar muito antes para conseguir preços melhores, principalmente no quesito “meio de transporte”. 

Segundo pesquisa realizada pelo site Skyscanner, dentre as pessoas que vão viajar neste período, 85% optaram por via aérea. É o caso do professor José Patrício, que sempre viaja no período de férias, em janeiro, e prefere o transporte aéreo por questão de rapidez. “Avião é muito prático, é ótimo saber que estarei no destino final em questão de poucas horas”. 

Para ter uma viagem tranquila, ele busca conhecer sobre a empresa que está contratando e planeja os gastos com antecedência, procurando por passagens mais ou menos seis meses antes. E mesmo assim, o professor já teve problemas com o serviço e precisou entrar em contato com a empresa para chegar a uma solução.  

“Na última viagem tive as poltronas trocadas. Deu um certo incômodo, pois tinha marcado os assentos com antecedência e paguei mais caro por eles. A companhia devolveu a diferença quando reclamei. No entanto, fiquei chateado, pois se existe a opção de programar antes, para evitar transtorno, queria que o serviço fosse mantido”.  

Já sobre preços e promoções, Patrício orienta: pesquise por sites confiáveis se for comprar pela internet e não forneça dados pessoais que não sejam necessários.

“Não caio em falsas promoções, porque sempre procuro em site de empresas aéreas que conheço. Sei que preços muito baratos, fora da realidade, podem ser fraudes. E também nunca passo senhas ou dados pessoais desnecessários”. 

Leia mais:  Nota MT beneficia 146 entidades filantrópicas de 53 municípios

Confira outras dicas do Procon-MT para esse período 

Transporte aéreo 

– Antes de finalizar a compra de passagens online, deve aparecer um resumo do contrato de transporte, com todos os itens e serviços selecionados. O nome do passageiro deve estar escrito corretamente, caso contrário o mesmo pode ser impedido de fazer o embarque; 

– O consumidor não é obrigado a contratar serviço opcional (seguro viagem, assento conforto, bagagem extra). Tais serviços devem ser ativamente selecionados pelo comprador e o custo apresentado separadamente;  

– Toda alteração feita pela empresa aérea (como horário do voo e itinerário) deve ser informada ao passageiro até 72 horas antes da data do voo original. Respeitando este prazo, a empresa pode alterar o horário em até 30 minutos para voos domésticos ou até 1 hora em voos internacionais, sem gerar qualquer obrigação à companhia;   

– Se não forem respeitadas as 72 horas e a alteração for superior a 30 minutos (voos domésticos) e a 1 hora (internacionais), a companhia aérea tem obrigações para com o passageiro que variam conforme o tempo de atraso. Verifique aqui os deveres da empresa nestes casos; 

– Ao se preparar para a viagem, é necessário verificar a  documentação pessoal, principalmente a de acompanhantes menores de 18 anos; 

-A mala de mão é gratuita em voos domésticos e internacionais. Mas essa bagagem deve ter no máximo 10 kg e respeitar as seguintes dimensões máximas: 55 cm x 35 cm x 25 cm. Em relação à bagagem despachada, a Resolução 400/2016 da Anac permite que as empresas cobrem pelas malas de porão.

Confira todas as regras referentes ao transporte aéreo de passageiros. 

Transporte rodoviário

–  O consumidor deve anotar o número de registro do ônibus e guardar o canhoto da passagem para serem usados como comprovantes caso seja necessário realizar alguma reclamação; 

Leia mais:  Centro de Triagem encerra atividades com mais de 240 mil atendimentos prestados à população

– O bilhete de embarque deve ser identificado e, em caso de extravio ou roubo, a empresa terá que reemiti-lo mediante apresentação de documento de identidade; 

– O passageiro pode transportar, gratuitamente, até 30 kg de mala no bagageiro e até cinco quilos no porta-embrulhos;  

– É possível remarcar o bilhete adquirido para utilização na mesma linha, seção e sentido, dentro da validade de um ano, inclusive se o passageiro optar por serviço em veículo de categoria diversa do originalmente contratado – arcando com as diferenças dos valores de tarifa; 

– O passageiro pode pedir o reembolso em caso de desistência, observadas as regras para esta situação. Conforme o caso, a transportadora pode optar por reter até 5% da importância a ser restituída, desde que o passageiro manifeste-se com antecedência mínima de três horas em relação ao horário de partida; 

– Em situação de atraso na partida por período superior a uma hora, ou em caso de preterição de embarque, o passageiro pode optar por: a) continuar a viagem em outra empresa que ofereça serviços equivalentes para o mesmo destino, às custas da transportadora; b) receber de imediato o valor do bilhete de passagem; ou c) continuar a viagem pela mesma transportadora; 

– Em Mato Grosso, idoso com idade mínima de 60 anos com renda mensal igual ou inferior a dois salários mínimos tem direito à gratuidade no transporte rodoviário interestadual de passageiros. As empresas devem reservar duas vagas gratuitas para esse público em cada veículo do serviço convencional. Caso estes assentos já estejam preenchidos, o idoso na condição acima tem direito ao desconto de cinquenta por cento do valor da passagem.

Leia mais:  Governo de MT executa R$ 70 milhões em editais dedicados à cultura, esporte e lazer

Confira as regras do transporte rodoviário de passageiros. 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Exposição apresenta esqueletos de animais para explicar bioma do Pantanal

Publicado


Jacaré, anta, quati, tuiuiú, capivara e até uma sucuri de dois metros de comprimento integram a exposição “O Pantanal através dos esqueletos”, aberta ao público no Museu de História Natural de Mato Grosso. A proposta é apresentar para os visitantes um olhar diferente do Pantanal, sob a perspectiva do sistema esquelético de alguns dos animais que habitam o bioma e mostrar como é a interação desses bichos com o ambiente.

Os esqueletos integram acervo da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e foram reconstituídos em tamanho real para a exposição, realizada em parceria com o Laboratório de Anatomia Animal Comparada da UFMT.  

“A exposição tem como objetivo apresentar aos visitantes a anatomia animal de forma simples e interativa, possibilitando a observação dos ossos para demonstrar a relação destes com os hábitos e habilidades de cada animal. Entre os esqueletos exibidos estão a sucuri, a anta, maior mamífero terrestre do Brasil, e o tuiuiú, ave símbolo do Pantanal”, destaca a curadora do Museu, Vitória Ramirez Zanquetta.

Visita Virtual 360°

Outra novidade do Museu de História Natural é a possibilidade de fazer a visita virtual em 360°, que apresenta uma perspectiva geral sobre a instituição e mostra o acervo da exposição permanente.

Vitória Ramirez Zanquetta, curadora do Museu,  explica que a visita virtual é uma aliada na divulgação do espaço cultural, ampliando o acesso ao público e possibilitando também que instituições de ensino tenham acesso às informações de forma remota para trabalhar diferentes temas com os estudantes.

“Através de exposições e ações educativas, o Museu promove o conhecimento arqueológico, paleontológico e etnológico para a população mato-grossense, estudantes, professores e pesquisadores. E as ferramentas para acesso remoto têm se tornado cada vez mais importantes, especialmente pela pandemia. A ideia é que essa plataforma seja alimentada com cada vez mais conteúdos sobre o acervo, além de mídias que proporcionem maior acessibilidade, como áudio descrições e vídeos em libras”.

Leia mais:  Corpo de Bombeiros encerra Operação Abafa Amazônia 2021 com R$ 25,3 milhões em multas aplicadas

O tour virtual está disponível no site do Museu.

Serviço

O Museu de História Natural Casa Dom Aquino é um dos equipamentos culturais da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), em funcionamento sob gestão compartilhada com o Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (Ecoss).

Endereço: Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Jardim Europa, Cuiabá-MT

Visitação: de quarta a domingo, das 8h às 18h

Entrada: R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia). Área verde e parquinho: gratuito.

Telefones para contato: (65) 3634-4858 Site: http://museuhistorianaturalmt.com.br/

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Sábado (16): Mato Grosso registra 542.919 casos e 13.882 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (16.10), 542.919 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.882 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 152 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 542.919 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 2.032 estão em isolamento domiciliar e 526.375 estão recuperados. 

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 93 internações em UTIs públicas e 42 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 28,35% para UTIs adulto e em 7% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (112.673), Várzea Grande (39.573), Rondonópolis (38.161), Sinop (26.144), Sorriso (18.352), Tangará da Serra (17.777), Lucas do Rio Verde (15.688), Primavera do Leste (14.762), Cáceres (11.899) e Alta Floresta (10.613).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 404.835 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 85 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (15.10), o Governo Federal confirmou o total de 21.627.476 casos da Covid-19 no Brasil e 602.669 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.612.237 casos da Covid-19 no Brasil e 602.099 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (16.10).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Leia mais:  Centro de Triagem encerra atividades com mais de 240 mil atendimentos prestados à população

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana