conecte-se conosco


VÁRZEA GRANDE

Prefeita anuncia a criação da coordenadoria da igualdade racial 

Publicado

19/11/2019    7

A criação da coordenadoria da igualdade racial, de âmbito municipal, para a promoção da igualdade racial foi anunciada nesta manhã (19), véspera do dia da Consciência Negra, pela prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos. A gestora participou da abertura do III Seminário ‘Diversidade e Relações Étnicos-Raciais’, realizado no Anexo II da secretaria municipal de Educação, Cultura, Esporte e Laser, no bairro Jardim Marajoara.

A coordenadoria vai somar forças ao Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (CMPIR) a atuar em consonância com as diretrizes estabelecidas pela Lei nº 12.288, de 20 de julho de 2010, que Instituiu o Estatuto da Igualdade Racial, criando o Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial  (SINAPIR).

O evento, promovido em parceria entre a secretaria de Educação e o CMPIR, tem como objetivo promover a conscientização para superação da desigualdade e discriminação racial, por meio de estratégias que possam ser difundidas, como por exemplo, por meio de políticas educacionais para as relações ético-raciais e de ações que promovam a saúde da população negra na escola. Apresentações culturais também fizeram parte da programação desse dia de debates.

“Tudo isso passa pela educação. Nada mais correto do que integrar a secretaria de Educação, o Conselho e essa nova coordenadoria, para que por meio da conscientização de nossas crianças possamos derrubar todas as barreiras de preconceito que possam existir, não apenas os relacionados à raça, mas também à religião, posição política, opção sexual e classe social. Aqui na Educação formamos cidadãos, e esse futuro precisa ser mais tolerante e aceitar que as diferenças existem e estão ai para diversificar o mundo, as opiniões e os conceitos e nos fazer aprender um pouco mais a cada dia”, disse a prefeita.

Leia mais:  Saúde de Várzea Grande foca vacinação no reforço da segunda dose nesta sexta-feira e desativa o ponto do Fiotão que sediará jogos

A presidente do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial de Várzea Grande (CMPIR), Tacília Soares da Costa, lembrou que de acorde com dados do IBGE – mais recentes de 2010 – quase 70% da população local se autodeclarou negra e pouco mais de 28%, branca. “Dados como esses, demonstram que Várzea Grande apresenta uma diversidade multicultural rica e que é extremamente necessária a organização de momentos de estudo e reflexão dos profissionais da Educação. Pois eles têm o dever e o compromisso de recontar, valorizar e divulgar os conhecimentos oriundos pertinentes ao saber étnico-racial”.

Ainda como argumentou a presidente do Conselho, mesmo sendo maioria, a população negra segue tendo acessos cerceados, contabilizando os maiores percentuais de população analfabeta, “praticamente o dobro do total observado entre a população branca”, de desempregados e as maiores vítimas de violência. “Conforme o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a possibilidade atual de um adolescente negro ser vítima de homicídio é 3,7 vezes maior do que a de um branco. Mato Grosso está entre os oito estados brasileiros que ultrapassam a marca de 100 homicídios para cada grupo de 100 mil jovens negros. Acredito que dados como esses revelam a presença de uma racismo latente e necessidade urgente em se implantar políticas públicas voltadas à população negra”.

Tacília reforçou ainda que além do anúncio da prefeita de criação de uma coordenadoria, “o que atende a uma antiga reivindicação para promoção da igualdade racial em Várzea Grande”, em 2002, o então prefeito Jayme Campos, sancionou a Lei nº 2.425/2002, instituindo a Semana da Consciência Negra no mês de novembro.

O secretário de Educação, Silvio Fidelis, destacou que a escola pode e deve contribuir para desconstrução do racismo, por meio de práticas educacionais e de atividades inclusivas no ensino-aprendizagem de cada uma das mais de 80 unidades escolares municipais de Várzea Grande. “Os profissionais da Educação são a chave para essa desconstrução. O racismo, de qualquer natureza, leva à exclusão social, à intolerância e faz inúmeras vítimas diariamente. Por isso que momentos como esses, em que podemos fazer uma troca de experiência, adquirir conhecimentos, devem ser aproveitados e valorizados por cada um de nós que fazemos parte da educação pública de Várzea Grande. A excelência no ensino passa pela formação de cidadãos conscientes, livres de ‘pré-conceitos’ e cheios de conteúdo”.

Leia mais:  Várzea Grande sedia final da Supercopa masculina de Voleibol

O SINAPIR – O Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir) é uma forma de organização e de articulação voltada à implementação do conjunto de políticas e serviços destinados a superar as desigualdades étnicas existentes no País, prestados pelo poder público federal. Os Estados, o Distrito Federal e os Municípios poderão participar do Sinapir mediante adesão.

São objetivos do Sinapir promover a igualdade étnica e o combate às desigualdades sociais resultantes do racismo, inclusive mediante adoção de ações afirmativas, formular políticas destinadas a combater os fatores de marginalização e a promover a integração social da população negra, descentralizar a implementação de ações afirmativas pelos governos estaduais, distrital e municipais, articular planos, ações e mecanismos voltados à promoção da igualdade étnica, garantir a eficácia dos meios e dos instrumentos criados para a implementação das ações afirmativas e o cumprimento das metas a serem estabelecidas.

 

Por: Marianna Peres – Secom/VG

Comentários Facebook
publicidade

VÁRZEA GRANDE

Funvic Educacoin e Sada Cruzeiro disputam título nesta terça (26) no FIOTÃO

Publicado


A  Final Supercopa de Vôlei ocorre nesta terça-feira (26), no Ginásio de Esportes Júlio Domingos de Campos “FIOTÃO”. Na oportunidade, Sada Cruzeiro (MG) e Funvic/Educacoin/Natal (RN) disputam a final do campeonato nacional de voleibol.  A competição  promete ser um duelo entre os atuais campeões da Super Liga e Copa Brasil respectivamente. O jogo ocorre às 19h30 – horário de Brasília.

O Funvic é o atual campeão da Superliga enquanto o Sada Cruzeiro foi o vencedor da Copa Brasil. Na última edição da competição, em 2020, o Dentil/Praia Clube (MG) e o EMS Taubaté Funvic (SP) ficaram com o título da Supercopa.

A Confederação Brasileira de Voleibol informa que será obrigatória a apresentação de documento original com foto, carteira de vacinação comprovando as duas doses completas e/ou exame PCR Negativo com até 72 horas ou teste antígeno até 48 horas antes do evento.

O evento esportivo é uma realização da Federação Mato-grossense de Vôlei e Confederação Brasileira de Voleibol. A Prefeitura de Várzea Grande e o Governo do Estado de Mato Grosso são apoiadores da competição.

Outras informações sobre a Supercopa de Voleibol podem ser obtidas por meio dos telefones, (65) 99818.1234 e 3682.5793.

PAUTA – Supercopa masculina entre Sada Cruzeiro (MG) e Funvic/Educacoin/Natal (RN)

Data – 26.10 (Terça-feira)

Horário – 19h30 (horário de Brasília)

Local – Ginásio Júlio Domingos de Campos “FIOTÃO”.

Comentários Facebook
Leia mais:  Pivetta se reúne com Kalil Baracat e confirma parceria em obras e ações
Continue lendo

VÁRZEA GRANDE

Primeira-dama Kika Dorilêo se torna madrinha de honra das redeiras e incentiva produções de peças artesanais

Publicado


A primeira-dama de Várzea Grande – Promotora de Justiça Kika Dorileo Baracat –  se tornou uma madrinha de honra das redeiras do distrito de Limpo Grande, onde são confeccionadas as redes várzea-grandenses e outros produtos artesanais que tem atraído a atenção de muita gente do meio artístico, uma vez que as peças produzidas no local enchem os olhos de beleza e singularidade.

Para fortalecer e divulgar esta cadeia, recentemente, foi construída a pedido da primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, através da ação da primeira-dama do município, Kika Dorileo, juntamente com a Associação das Redeiras de Várzea Grande, e a estilista Marta Medeiros, a parceria para a divulgação, fomento e valorização das peças.

“Martha Medeiros é reconhecida internacionalmente por ter transformado a renda nordestina em lindas e valorizadas peças de vestuário. Ela mostrou também apreço ao nosso artesanato e tenho certeza de que vai apresentar ao Brasil os produtos confeccionados em Várzea Grande”, comemorou Kika Dorileo.  

E para mostrar que as o trabalho das redeiras é diversificado a primeira-dama do município, pediu para que fosse feito um revestimento para ser usado em uma cadeira espreguiçadeira, bastante usada em área externa de residência – ou em local ideal para passar momentos de lazer em família. “Eu encomendei a peça para a redeira Giva e destaquei o meu desejo por imagens de animais nativos do nosso pantanal, e a partir de minha ideia, a artesã criou o desenho de uma arara, considerada uma das mais belas aves do pantanal. É de encher os olhos de tanta beleza, além de ser mais um produto que poderá ser confeccionado pelas artistas da Comunidade de Limpo Grande, diversificando o artesanato local. Me surpreendi pela preposição da forma da cadeira que se tornou uma peça de arte e que estará exposta em minha varanda”.

Leia mais:  Pivetta se reúne com Kalil Baracat e confirma parceria em obras e ações

Kika Dorileo disse que antes de ser entregue a peça ficou exposta na Casa De Artes e que chamou a atenção das pessoas que visitam o local, bem como de servidores que trabalham na Prefeitura Municipal. “Muitas das pessoas que vieram falar comigo disseram que possui em sua residência espreguiçadeiras e que aprovaram a combinação da madeira e do tear. Esse é a prova de que uma peça, embora rústica, pode ser também uma peça de decoração luxuosa” comemorou a primeira-dama destacando que as redeiras de Limpo Grande em breve estarão confeccionando novas peças do produto uma vez que agradou a todos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana