conecte-se conosco


POLICIAL

Investigadores recebem título de cidadania honorária em Vila Rica

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Os investigadores de polícia, Edenir Paulista Sólis dos Santos e Flávio André Rocha Ornellas, lotados na Delegacia de Vila Rica (1.259 km a Nordeste da Capital), foram agraciados com o Título de Cidadania Honorária pelos relevantes serviços prestados ao município.

Concedida pela Câmara Municipal, a homenagem foi aprovada em plenário, visando destacar a atuação dos policiais pelos dignos e relvantes serviços prestados a Segurança Pública de Vila Rica. A entrega do título aconteceu, na segunda-feira (16.11), durante sessão ordinária na Casa de Leis.

“É o reconhecimento da Câmara Municipal de Vila Rica, ao trabalho de imenso significado, profissionalismo e dedicação que desempenham como investigadores de Polícia Judiciária Civil, em prol da defesa das leis do combate a marginalidade, vindo a demonstrar coragem capacidade e eficiência no cumprimento das normas e na preservação da segurança da sociedade”, diz o texto do decreto legislativo que concedeu o título aos homenageados.

Além das ações de combate a criminalidade, a concessão do título está relacionada ao trabalho preventivo desenvolvido a Polícia Civil no município, sendo realizadas mais de 30 palestras/encontros que atingiram mais de mil pessoas entre crianças, jovens, adultos e idosos na região do Araguaia e Xingu.

Para o investigador, Edenir Paulista, o recebimento da homenagem é a coroação da Polícia Civil do município, uma vez que a instituição em toda história da cidade sempre foi muito próxima aos munícipes, existindo uma relação de grande confiança entre Polícia e cidadão.

“Eu entrei na Polícia em 2011, e desde que eu cheguei a Vila Rica percebi o trabalho muito próximo a sociedade. Como eu faço parte de uma ONG e já fazia atividades voltadas para paz e cultura, logo passei a atuar com os projetos sociais da PJC, uma vez que existia essa carência da sociedade. Estamos conseguindo grandes resultados através desses trabalhos preventivas”, disse o investigador.

Leia mais:  Autor de homicídio de vítima que sofreu tortura em Várzea Grande é preso pela Polícia Civil

Ainda durante a solenidade na Câmara de Vereadores, também foi feita uma devolução de recursos do Poder Executivo, no valor de R$ 314 mil, dos quais R$ 20 mil foram repassados a Polícia Civil, destinados a aquisição de mobílias para a nova Delegacia de Vila Rica.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Dois adultos são presos e dois menores apreendidos em operação de combate ao tráfico de drogas em Vera

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma operação conjunta de combate ao tráfico de drogas foi deflagrada pela Polícia Civil e Polícia Militar, na terça-feira (26.10), no município de Vera (458 km ao norte de Cuiabá). Quatro pessoas, sendo dois adultos e dois menores de idade, foram conduzidos à Delegacia de Vera por envolvimento com o comércio de entorpecentes.

Um dos suspeitos maiores de idade foi preso por força de mandado de prisão e o outro por flagrante de tráfico de drogas.

A ação deflagrada para cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão contra alvos identificados em investigações da Polícia Civil resultou ainda na apreensão de drogas e apetrechos relacionados ao tráfico.

Durante buscas na residência de um dos alvos, os policiais apreenderam 53 papelotes de cocaína, além de balança de precisão e dichavadores. Além da suspeita maior de idade, um adolescente que estava na casa também foi apreendido.

No endereço do alvo de mandado de prisão, o suspeito ao avistar os policiais tentou fugir, pulando a janela do quarto, porém foi detido. No local, foi apreendido um simulacro de arma de fogo e uma porção de maconha. Um adolescente, primo do suspeito e que também estava na casa foi apreendido.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil prende em flagrante homem que furtava cabeamento de cobre do VLT
Continue lendo

POLICIAL

Polícia Civil indicia 25 criminosos por roubos de veículos, estelionato e lavagem de dinheiro na região metropolitana

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Investigações da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERFVA), que culminaram em duas fases da Operação Imperial, identificaram em 30 procedimentos instaurados na unidade a autoria de diversos crimes que envolvem, especialmente, roubos e adulterações de veículos praticados na região metropolitana de Cuiabá, além de estelionatos conexos aos roubos. 

Nas duas fases da operação, o objetivo do trabalho da DERFVA foi atuar na descapitalização e desmantelamento da organização criminosa. Para chegar aos autores e na responsabilização criminal de cada integrante, a delegacia reuniu uma farta documentação durante a investigação e também nas fases da Operação Imperial, quando foram cumpridas 84 ordens judiciais decretadas pela 7a Vara de Cuiabá, entre mandados de prisões, buscas e apreensões e medidas cautelares diversas contra a organização criminosa, além do sequestro de valores de contas bancárias e investimentos dos investigados. 

A investigação identificou que o grupo criminoso foi estruturado para atuar em três frentes diferentes. Uma era responsável por executar os roubos e providenciar a estrutura para que os roubos fossem efetivados, como locação de residências, emprego de veículos locados e roubados para apoiar outras ações criminosas. Outra frente criminosa era responsável pela adulteração dos veículos roubados, que depois eram colocados à venda em sites de comércio eletrônico, e estelionatos praticados pela organização. A terceira frente executava a lavagem de dinheiro. 

“Isso tudo estruturado em uma organização, com divisões de funções para cada integrante, cujo único objetivo era obter lucro com as ações criminosas”, apontou o delegado Gustavo Garcia, titular da DERFVA. 

Investigados e apreensões 

Ao longo das investigações que vem desde 2018, o trabalho das equipes da unidade especializada conseguiu apurar o envolvimento de 25 integrantes do grupo em diversos crimes, entre eles em 22 roubos, cinco estelionatos, três usos de documentos falsos, três crimes de falsidade ideológica e ainda lavagem de dinheiro e organização criminosa. 

Leia mais:  Policiais civis localizam traficante foragido há mais de um ano, em Mirassol d'Oeste

Durante as fases da Operação Imperial foram apreendidos 36 veículos, sendo 30 carros, cinco motocicletas e uma motoaquática (jet ski). Vinte e seis aparelhos eletrônicos, entre celulares, notebooks e Ipad, e sete armas de fogo foram recolhidos durante cumprimento de mandados judiciais. 

Parte dos integrantes, 13 criminosos, foi presa durante as fases da Operação Imperial, e três deles estão foragidos. Três mulheres envolvidas com o grupo criminoso estão em cumprimento de medida cautelar de monitoramento eletrônico. 

Além dos crimes diretamente ligados ao roubo de veículos, os criminosos agiam ainda no tráfico de drogas na modalidade escambo  (troca de veículos, objetos de roubo/furto por entorpecentes) e receptação. 

Além da desarticulação do grupo criminoso, a investigação atuou na apreensão de veículos e valores movimentados pela organização criminosa, atingindo o esquema financeiro do grupo, que foi o foco da primeira fase da operação. 

O resultado das operações de crimes de roubos e furtos de veículos se reflete também nos índices criminais. A região metropolitana da Capital registrou neste ano queda nas ocorrências, sendo 63% nos roubos e 31% nos furtos de veículos em Cuiabá. Em Várzea Grande, os índices de roubo diminuíram 39% e os de furto 25%, respectivamente.

“Buscamos realizar uma investigação para identificar terceiros ligados à organização criminosa, que tinham a função de ocultar bens e valores dos roubos, estelionatos e crimes conexos. Desta forma, damos uma resposta à sociedade, reduzindo a sensação de insegurança e promovendo uma repressão qualificada, que colabora na redução dos índices criminais”, pontuou o delegado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana