conecte-se conosco


MATO GROSSO

Governo promove maior festa natalina para seis mil crianças carentes de MT

Publicado

As portas da Arena Pantanal, palco da Arena Encantada, se abriram nessa segunda-feira (16.12), exclusivamente, para receber seis mil crianças carentes de bairros e escolas públicas de Cuiabá e Várzea Grande. 

A iniciativa idealizada e coordenada diretamente pela primeira-dama Virginia Mendes foi realizada pelo Governo do Estado e executada pelas secretarias de Assistência Social e Cidadania (Setasc), de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), de Educação (Seduc), Casa Civil, Gabinete de Governo e da Unidade de Ações Sociais e Atenção à Família (Unaf). E contou com o importante apoio da Casa Militar, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Ciopaer.

A alegria contagiante no rosto dos pequenos deixava clara a satisfação em participar do momento. As crianças, com idades entre 6 e 12 anos, foram recebidas pelo Papai Noel, pela primeira-dama e pelo governador Mauro Mendes, que desceram de helicóptero na entrada do portão principal, fazendo a alegria da criançada.

A programação se iniciou por volta das 14h com a visita aos cenários interativos e ambientes que recriam a história da maior festa cristã.  Além de fotos e muitos sorrisos, todos os participantes receberam lanches e presentes, que foram doados por empresários e apoiadores.

Muito emocionada, a primeira-dama Virginia Mendes disse que, com a Arena Encantada, realiza um sonho de levar a magia do Natal a toda a população e, principalmente, às crianças mais carentes.

“A felicidade está aqui, no olhar dessas crianças recebendo presentes que eu escolhi como se fosse para os meus filhos. Fiz questão de escolher bonecas Baby Alive, super heróis, de tamanho grande, jogos e kits de acessórios, aqueles de pulseiras. É muito gratificante poder proporcionar isso para elas. Não tem dinheiro que pague”, frisou Virginia Mendes, que agradeceu a todos os colaboradores, voluntários e parceiros do evento.

O governador Mauro Mendes ficou satisfeito ao ver tantas crianças se encantando com a Arena. “É uma festa maravilhosa feita para essas seis mil crianças. Para mim, é uma alegria muito grande poder participar junto com elas, do lado lúdico, mas acima de tudo o lado espiritual que precisam manter. É uma imensa satisfação”, comenta.   

Mauro Mendes lembra que a Arena Encantada vai estar aberta à visitação até o dia 5 de janeiro, com exceção de dois dias, 24 e 31 de dezembro. “Estamos com uma equipe que vai receber toda a população que aqui comparecer”, afirma.

Com instalações interativas que celebram o Natal, o circuito de atrações da Arena Encantada possui mais de 4 mil m² de estrutura montada no entorno do campo da Arena Pantanal, no piso sintético das laterais, atrás das traves e nos túneis de acesso aos vestiários, de maneira a preservar o gramado, que estará inacessível.

Leia mais:  Terça-feira (26): Mato Grosso registra 546.000 casos e 13.922 óbitos por Covid-19

Além das atrações natalinas, a Arena Encantada está arrecadando alimentos, que serão entregues às instituições filantrópicas, clubes de serviços como Lions e Rotary, Maçonaria e igrejas, dedicados a atender famílias em situação de vulnerabilidade social. Os alimentos sugeridos são arroz, feijão, açúcar, café, macarrão, óleo, leite longa vida e panetone. 

Para a secretária de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, esse é o verdadeiro propósito da Setasc 

“Nós queremos proporcionar a essas pessoas, principalmente às crianças, o direito de participar de eventos de lazer, de ter um momento mais do que especial, um momento ímpar e que elas jamais teriam tido a oportunidade se não fosse pela nossa primeira-dama Virginia Mendes, que pensou em cada detalhe,trazendo as crianças para que pudessem viver essa magia”, frisa.

A secretária lembra que a Arena Encantada tem trazido alegria também para os adultos, pois todos acabam se contagiando com a magia do Natal. “Tenho certeza que o que essas seis mil crianças vivenciaram hoje, vão lembrar para sempre e vão contar para os seus pais e familiares”.

Além dos brinquedos e do passeio, outro momento que entusiasmou a criançada foi a chegada do Papai Noel. O bom velhinho sobrevoou a Arena de helicóptero e desceu fazendo rapel. Um show à parte e que levou as crianças ao delírio.

Visitantes se emocionam

A estudante Paula da Silva, do 6º ano, ficou encantada não só com o passeio na Arena Encantada, mas com a visita ao estádio de futebol, pois só esteve na frente com a tia, mas nunca tinha entrado na Arena Pantanal. 

“O cenário todo foi bem pensado, muito bem desenhado. Gostei muito dos enfeites. Para mim, é uma satisfação fazer esse passeio de Natal. Olha, gostei de tudo, do Papai Noel, da casa dos ursos, da floresta dos duendes. Tudo foi feito com muito carinho. Tem que ser valorizado”, assinala.

A secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewki disse que se trata de um dia inesquecível, pois tanto o governador como a primeira-dama transmitiram para o público presente a importância do Natal, o nascimento de Jesus Cristo, além da esperança de que é possível,através de pequenos gestos, fazer com que as crianças se tornem um pouco mais felizes.

“A decoração da Arena ficou excepcional, muito linda, muito bem feita. Para nós da educação é um privilégio colaborar com o evento trazendo crianças da rede estadual de ensino para que também compartilhem com a magia do Natal”, ressalta. 

Os professores Bruno Freitas e André Pessoa, da Escola Estadual Ana Maria do Couto, no CPA, ficaram impressionados com a decoração da Arena Encantada. Para eles, levar as crianças para um local como esse é vivenciar uma aula prática.

Leia mais:  Governo de MT já pactuou 86% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Bruno Freitas destacou que os alunos entendem o espírito do Natal quando conhecem um local todo planejado como a Arena Encantada.

“Muitas crianças não têm essa oportunidade, pois os pais, de uma forma de outra, não disponibilizam tempo para vir. Nem a escola tem estrutura para montar algo assim. É importante para a criança viver essa experiência”, frisa.

André Pessoa tem o mesmo entendimento. Para ele, a visita a Arena Encantada proporciona uma experiência que seus alunos não têm. “Sem falar que ganharam um presente. Foi inesquecível. Vivenciar tudo isso aqui na Arena Encantada já é um presente. E trazê-los é assimilar o que vê”, avalia. 

Na percepção dos professores, mais do que um passeio, os alunos ganharam uma experiência de vida. Os professores admitem que até para eles é uma novidade conhecer a Arena, pois participam pouco do futebol local. “O fato de usar a estrutura da Arena para outros eventos demonstra o cunho social, pois não só de futebol a Arena pode ser utilizada”, argumenta André.   

A monitora Ana Alves Correa também foi cativada pela decoração da Arena Encantada, assim como os alunos que ela manteve sob sua responsabilidade durante o passeio. Em sua opinião, é uma oportunidade única para todos e confirma que a Arena Pantanal não é só para futebol. 

De acordo com o secretário de Estado de Cultura Esporte e Lazer (Secel), Allan Kardec, o evento foi um sucesso. Em sua avaliação, é uma forma de valorizar as crianças e as escolas públicas, pois foi um dia exclusivo para esse público.

“São seis mil crianças que visitaram a Arena com tudo preparado para elas fossem bem recebidas. Com certeza, vai ficar marcado para o resto da vida de cada criança que aqui esteve. A primeira-dama merece todos os parabéns”, festeja.

Logística e organização

Para que este dia fosse perfeito, foram meses de preparação e uma operação foi montada de forma organizada e estratégica, envolvendo servidores da Setasc, Seduc, Secel, Saúde, Casa Militar, Polícia Militar, Defesa Civil, Bombeiros e Ciopaer. Além dos diretores e professores de escolas e lideranças comunitárias dos bairros.

Mais de 600 pessoas trabalharam no evento com as crianças, organizando desde a saída delas da porta da escola e dos bairros, passando pelo monitoramento e acompanhamento durante o passeio, momento do lanche e distribuição dos presentes, até o retorno para suas casas.

As crianças participantes foram previamente selecionadas e todas levaram autorização dos pais ou responsáveis para participar. Antes de entrar nos ônibus recebiam pulseiras identificadoras, informando o local de onde eram e com o nome da criança. Na Arena as arquibancadas e corredores foram sinalizados para acomodar as crianças por grupos. As 6 mil crianças lotaram as arquibancadas Oeste e parte da Sul.

Leia mais:  Empaer testa capim kurumi como alternativa para produtores de leite

Os presentes foram descarregados com um dia de antecedência na Arena, organizados e separados por faixa etária e tipo de brinquedos, dispostos nas galerias, as crianças recebiam o presente e o lanche em filas, de forma organizada e tranquila.

Toda esta organização e esse cuidado foi pensado com antecedência pela primeira-dama, que acompanhou de perto as reuniões e dezenas de vistas in loco na Arena, certificando-se da segurança das crianças.

“Sabíamos que o desafio era grande, por isso envolvemos tantas pessoas no processo, todos entenderam o desafio e prontamente abraçaram o projeto, colocando muito amor e dedicação em cada etapa. Sou muito grata a todos os que nos apoiaram e se dedicaram. O resultado brilhante que tivemos só foi possível graças a cada um que fez sua parte”, reforçou Virginia Mendes.

Arena Encantada

Aberta à visitação de domingo a domingo, sempre das 18h às 23h, até 5 de janeiro, a Arena Encantada é uma iniciativa do Governo de Mato Grosso, em parceria com a iniciativa privada e a Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

A Arena Encantada voltará a ficar aberta à visitação do público geral a partir dessa terça-feira (17.12), sempre das 18h às 23h, até o dia 5 de janeiro de 2020. Somente nos dias 24 e 31 de dezembro o parque natalino fechará novamente. Dia 25, abrem as portas de novo e segue atendendo a programação normal até dia 30 de dezembro. Em 31 de dezembro, será fechada para o recesso de ano novo, abrindo as portas no dia 1º de janeiro.

A entrada sugerida para conferir as atrações é um quilo de alimento não perecível por família. No local, há um ponto de venda dos produtos. Podem ser levados arroz, feijão, açúcar, café, macarrão, óleo, leite longa vida ou panetone. Todos os alimentos serão doados para as famílias vulneráveis de Mato Grosso. Estima-se que passarão pela Arena Encantada, até janeiro, aproximadamente 450 mil pessoas.

Serviço

O complexo da “Arena Encantada” foi montado no estádio de futebol da Arena Pantanal que está localizado na Av. Agrícola Paes de Barros, s/n – Verdão, em Cuiabá.

Período de visitação: De 06 de dezembro a 05 de janeiro, sempre das 18h às 23h

Entrada: Um quilo de alimento não perecível por família (arroz, feijão, açúcar, café, macarrão, óleo, leite longa vida ou panetone).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Empaer testa capim kurumi como alternativa para produtores de leite

Publicado


Conhecido pelo valor nutritivo, o capim kurumi é a nova aposta da Empresa Mato-grossense de Pesquisa Assistência e Extensão Rural (Empaer) e vem sendo testado junto a produtores de leite da agricultura familiar de Juara, Terra Nova do Norte e Nova Bandeirantes. A equipe técnica segue na produção de mudas e avaliação do potencial nutritivo da cultivar, que pretende junto com o capiaçu ser uma das alternativas de baixo custo e auxiliar os produtores, principalmente durante o longo período de estiagem.

O técnico da Empaer em Terra Nova do Norte, Rodrigo Cezar Ribeiro, explica que quanto maior a produção de leite, maior a demanda energética e proteica. Independente das estações do ano, a alimentação dos animais devem ser uma constante e no caso do período de entressafra, quando a chuva diminui é quando o pasto e o cocho necessitam de uma redobrada atenção.

Ele destaca que as mudas de BRS Kurumi foram fornecidas o ano passado pela Embrapa Agrossilvipastoril de Sinop, multiplicadas e plantadas no sitio Nonoai do senhor João Luis da Rosa, na comunidade Quinta Agrovila.  Na propriedade, em uma área de 1 hectare, a cultivar foi desenvolvida conforme planejado e no dia 20 de novembro será realizado o primeiro pastejo e a avaliação do potencial produtivo do Kurumi com a produção das matrizes leiteiras que irão consumir o pasto.

Rodrigo frisa que insumos para produção da ração como a soja e o milho tiveram um grande aumento nos últimos anos. “Na teoria, o capim produz 20% de proteína bruta e, por este motivo, está sendo plantado na propriedade com a intenção de reduzir custos de produção, principalmente com a alimentação”, destaca.

Ainda em Terra Nova do Norte, 100 produtores já receberam as mudas de kurumi, mas a meta é chegar a 160, o mesmo público atendido nos últimos dois anos com capiaçu.

Leia mais:  Empaer testa capim kurumi como alternativa para produtores de leite

Trabalho semelhante dos técnicos da Empaer em Nova Bandeirantes, Luma Regina Maldaner e Eder José Barreiros, que vêm atendendo produtores dos Projetos de Assentamento de Japuranã e Japuranomann junto ao Programa REM.

Luma Maldaner destaca que as mudas foram trazidas do escritório regional de Juara através de um produtor. “Em Nova Bandeirantes, nós trabalhamos em parceria com a Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Saneamento. Elas foram plantadas em uma área de 1 hectare no viveiro municipal e serão doadas posteriormente aos produtores da cidade”.

De acordo com Luma, o objetivo é buscar novas alternativas que sejam de baixo custo. O próximo passo será gradear a área para o plantio. “Temos bons exemplos de produtores dos estados de Goiás e da região sul país que o kurumi é uma boa alternativa por ser de pastejo. Em contrapartida, com o capiaçu de silagem. Duas boas alternativas para o produtor da agricultura familiar”.

Mudas sendo mutiplicadas para serem distribuidas e plantadas                              Foto: Empaer 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Estado fixa datas para início da obrigatoriedade de uso do Sigadoc por cada órgão

Publicado


O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e Controladoria Geral do Estado (CGE-MT), publicou no Diário Oficial do Estado, desta terça-feira (26.10), o cronograma de início da obrigatoriedade de uso do Sistema Estadual de Produção e Gestão de Documentos Digitais (Sigadoc) por cada órgão/entidade para todos os atos processuais. A obrigatoriedade de implantação da ferramenta será progressiva, por grupos de instituições, com início entre 1º de novembro de 2021 e 1º de janeiro de 2022.

De acordo com o Decreto Estadual nº 1.161/2021, os órgãos/entidades do grupo 1 (Casa Civil, CGE, MTI, Fapemat, Gabinete do Governador, Seciteci, Secom, Sedec, Seplag e Sesp) deverão adotar a sistemática digital a partir de 1º de novembro de 2021.

Já para os órgãos/entidades do grupo 2 (Detran, Empaer, Funac, Unemat, MT Saúde, Ipem, Jucemat, Secel, Seduc, Sefaz, Sinfra e Sema) a exigência começará a valer a partir de 1º de dezembro de 2021.

Por fim, para as instituições do grupo 2 (Desenvolve MT, Ager, Ceasa, MT Gás, Metamat, Indea, MT Prev, MT Par, PGE, Seaf, Setasc e SES), obrigatoriedade de uso do sistema começará dia 1° de janeiro de 2022.

A partir das datas de início da exigência, o atual Sistema de Protocolo do Estado permanecerá disponível apenas para consulta, com uso vedado para registro de novos documentos.

Entretanto, os processos autuados em meio físico que já se encontrem em tramitação nos órgãos e entidades estaduais poderão ter seus atos processuais expedidos em suporte físico, inclusive com utilização do Sistema de Protocolo, desde que, posteriormente, os processos sejam digitalizados e inseridos no Sigadoc.  

Treinamentos

As datas de início da exigência para cada grupo de instituições foram definidas com base no cronograma de capacitações em andamento para uso da ferramenta. A série de treinamentos teve início neste mês de outubro com encerramento previsto para 10 de dezembro de 2021, como parte do 14º do “Programa CGE ORIENTA – Estado Íntegro e Eficaz”.

Leia mais:  Governo antecipa calendário e paga servidores estaduais nesta quinta-feira (28)

Até o fim do ano, serão realizadas 40 capacitações, com transmissão ao vivo e de forma simultânea pela plataforma Google Meet e pelo canal de YouTube da CGE.

Já foram realizados 12 treinamentos direcionados aos servidores de oito órgãos/entidades estaduais. Após as transmissões, os vídeos ficam disponíveis para consulta no canal de Youtube da CGE.

Independentemente das datas iestabelecidas no Decreto Estadual nº 1.161/2021 para início da obrigatoriedade, alguns órgãos já implantaram o sistema em  suas rotinas administrativas, como CGE, Seplag, Seciteci, Intermat, Secom e Casa Civil.

Modernização

Instituído pelo Decreto Estadual nº 511/2020, o Sigadoc permite a produção, edição, assinatura e tramitação de documentos e processos de forma totalmente eletrônica.

Algumas das vantagens de uso da ferramenta são: celeridade na tramitação de documentos, aumento da produtividade, redução de custos (com papel, impressão, envio de malotes etc), segurança da informação, transparência dos processos administrativos (os quais poderão ser rastreados) e preservação ambiental (pela redução no consumo de papel).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana