conecte-se conosco


VÁRZEA GRANDE

Esporte atua no desenvolvimento humano e social do  jovem e adolescente

Publicado

18/11/2019    1

Centenas de jovens participaram do 2º torneio de futsal do ‘Projeto Juventude Ativa’, no Ginásio Poliesportivo Abdão Profeta. O projeto idealizado pela Secretaria de Assistência Social atende cerca de 600 adolescentes em 6 oficinas distintas. O objetivo do 2º torneio foi de integração, socialização e cooperação entre os jovens visando oportunizar momento de disputa em jogo, onde todos saíram vencedores.

Conforme a secretária de Assistência Social, Flávia Omar o projeto de inclusão social garante lazer, por meio da oficina de Esporte. “O projeto oportuniza adolescentes a desenvolverem interesse pela prática esportiva, dominar a técnica e tática no futsal. O projeto oferece aulas uma vez por semana, nos polos Manga, Capela do Piçarrão, Mangabeiras e Jardim Eldorado, no contraturno escolar. Atualmente a oficina de esporte está presente em quatro polos distintos, com 25 jovens de cada polo, totalizando 100 assistidos pela oficina de esporte, nas modalidades masculino e feminino. Um dos principais objetivos é também formar cidadãos, por meio da promoção educacional, com ensinamentos de valores éticos e morais aos participantes do torneio”, explica.

Segundo a secretária o torneio foi uma forma de levar diversão e cidadania aos jovens com atividades esportivas. “O esporte é uma grande ferramenta de inclusão social e, com ele, queremos fortalecer o espírito de cidadania, oportunizando aos jovens o acesso ao futsal. O objetivo do torneio é integrar, motivar e fortalecer seus participantes, proporcionando experiências de vida a crianças e adolescentes que têm no esporte a chance de melhor se integrar na sociedade e viver momentos de lazer e entretenimento”, pontua.

De acordo coordenadora do projeto ‘Juventude Ativa’, Claudia Barros, o projeto visa levar direitos e participação cidadã ao jovem de 12 a 17 anos em atividades lúdicas, por meio das oficinas de teatro, dança, música, grafitagem, esportes (futsal) e pintura em tela.

Leia mais:  Primeira-dama Kika Dorilêo se torna madrinha de honra das redeiras e incentiva produções de peças artesanais

“O esporte é o principal mecanismo de eficácia comprovada, como fator de crescimento humano, comportando vários benefícios, tanto para individualidade como para coletividade. O esporte para o adolescente é de vital importância, dando-lhe subsídios para que esses possam por si mesmos transformar a sua realidade. O futsal proporciona desenvolvimento humano e social do adolescente como cidadão”, explica a coordenadora.

A coordenadora disse que todos os alunos estão de parabéns, por tudo que fizeram no torneio, além da dedicação aos treinos e competições. Todos são campeões, pois semana a semana se dedicam para se superar, e os resultados estão aparecendo individualmente no crescimento técnico e tático de cada um e coletivamente nos resultados nas competições e no desempenho escolar. “A cada semestre estaremos inovando e aperfeiçoando a técnica para que eles sejam destaque nesta modalidade esportiva no município, além dos campeonatos regionais e estaduais”,  ressaltou.

O torneio de futebol foi composto nas modalidades masculino e feminino. Os jogos foram disputados no esquema de pontos corridos. O primeiro e segundo colocados foram contemplados com troféus e medalhas.

 

Por: Cláudia Joséh – Secom/VG

Comentários Facebook
publicidade

VÁRZEA GRANDE

Prefeitura de Várzea Grande realiza encerramento da campanha no Parque Bernardo Berneck

Publicado


A Prefeitura Municipal de Várzea Grande realiza nesta quarta-feira (27), às 16h30, no Parque Municipal Bernardo Berneck, o encerramento da Campanha Outubro Rosa – celebrada anualmente – com objetivo de chamar a atenção de mulheres e homens, sobre o câncer de mama, além de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença, que afeta em todo mundo mulheres e homens.

Conduzida pela Secretaria Municipal de Saúde e com total apoio e engajamento da Secretaria de Assistência Social, o movimento chamou a atenção da população local para os cuidados com a saúde, além de proporcionar um maior acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento da doença, fatores que contribuem para a redução da mortalidade.

“O mês de outubro é dedicado ao alerta e a conscientização do câncer de mama, porém as unidades de Saúde do município estão preparadas para esse atendimento durante o ano todo. É importante que a população tenha consciência da prevenção da doença e para isso é necessário que procurem os postos de atendimento e que façam, anualmente, consultas médicas com especialistas e exames preliminares. A descoberta da doença na fase inicial faz toda a diferença no processo de tratamento e na cura”, destacou o prefeito Kalil Baracat.

Ele disse ainda que nesta ação contou com a participação expressiva da primeira-dama, Promotora de Justiça Kika Dorilêo, que se empenhou, de forma voluntária, nas ações realizadas pela Secretaria de Saúde e Assistência Social, fazendo também o chamamento de mulheres e homens nesta campanha de conscientização. “A Kika é uma mulher sensível e atenta aos detalhes, e a sua participação foi fundamental neste movimento que é social e sobretudo, de saúde pública”. 

PAUTA: Encerramento da Campanha Outubro Rosa

QUANDO: Dia 27 de outubro (quarta-feira)
HORÁRIO: 16h30
LOCAL: Parque Bernardo Berneck

Leia mais:  Primeira-dama Kika Dorilêo se torna madrinha de honra das redeiras e incentiva produções de peças artesanais

Comentários Facebook
Continue lendo

VÁRZEA GRANDE

Seminário vai debater a diversidade e relações Étnico-Raciais em Várzea Grande

Publicado


Profissionais e gestores da Educação, dirigentes de Conselhos de Direitos, assessores estaduais e autoridades de diversas áreas estarão debatendo presencial e online temas importantes no IV Seminário de Diversidade e Relações Étnico-Raciais, que ocorrerá nos dias 4 e 5 de novembro, às 18:30h no Anexo II da SMECEL no Jd. Marajoara e via plataforma do YouTube.

O evento promovido pelo Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial – CMPIR/VG, com o apoio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer e Prefeitura Municipal, marcará os dez anos da criação do Conselho, instituído através da Lei Municipal nº 3.694 de 29 de novembro de 2011.

De acordo com a presidente do CMPIR/VG, Tacilia Soares da Costa, devido ao período com as restrições impostas pela pandemia do novo Coronavírus, foi necessário um remanejamento entre os participantes presenciais e os online para uma maior dinâmica e participação nos debates. “O evento irá seguir todos os protocolos de biossegurança como o uso da máscara, do álcool em gel e o distanciamento social para garantir a segurança e a saúde de todos”, pontuou.

No dia 4, após a cerimônia de abertura e apresentações artísticas, a palestrante convidada, professora doutora Iolanda de Oliveira falará sobre a Educação para Relações Étnico-Raciais & Formação Continuada. Em seguida o ‘Quilombo urbano’ é o tema da palestra do professor doutor José Luiz Solazzi, e logo após a professora doutora Candida Soares da Costa fala sobre a Educação para Relações Étnico-Raciais contra o racismo, com a participação da professora mediadora, Rosana de Fátima Arruda.

Já no dia 5, após as apresentações artísticas e homenagens in memorian aos conselheiros do CMPIR, ocorrerá as rodas de conversa entre os participantes e profissionais das escolas da rede municipal, abrangendo os temas: Inclusão da História e Cultura Afro-brasileira, africana no currículo escolar; Religiosidade e Religião afro-brasileira; relato sobre práxis; Gestão escolar e a Pedagogia antirracista; Educação para imigrantes; relatos sobre gestão; Políticas públicas para um Educação com equidade; a perspectiva indígena no currículo escolar; palestra sobre a Rede de Territórios com a dra. Tania Regina Matos e palestra sobre os 10 anos do CMPIR/VG, com a professora especialista Tacilia Soares da Costa.

Leia mais:  Pivetta se reúne com Kalil Baracat e confirma parceria em obras e ações

Também no dia 5, fazendo parte da programação oficial haverá o lançamento do livro: Educação para relações étnico-raciais: Paradigmas e Desafios; uma publicação com fomento da Lei Aldir Blanc.

O IV Seminário de Diversidade e Relações Étnico-Raciais terá a participação também dos professores:  dra. Nilvaci Leite de Magalhães, professor mestre João Bosco da Silva, professora mestre Malsete Santana, professora mestre Eva de Paulo, dr. Carlos Alberto Caetano, professor mestre Lucas Albuquerque de Oliveira e professora mediadora Leliane Cristina Borges.

Para mais informações sobre o evento, contato pelo telefone: (65) 9340-2693

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana