conecte-se conosco


MATO GROSSO

Escolas dão show e revelam talentos durante apresentações do projeto Educarte

Publicado

O palco do anfiteatro da Escola Estadual Liceu Cuiabano Maria de Arruda Müller foi pequeno para acomodar tantos talentos que se apresentaram na quarta-feira (18.12) durante o evento de socialização do Projeto Arte, Música e Comunicação (Educarte). O evento, promovido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), reuniu alunos de 15 escolas em apresentações de dança, coral, música, bandas, orquestra de violino e violão.

Conforme destacou a secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, esse foi o primeiro evento de vários outros do projeto Educarte que serão realizados.

“Essa é uma sementinha que está sendo plantada. Queremos fazer pelo menos um evento desse por ano para divulgar os trabalhos que estão sendo realizados no chão da escola. Temos muitas coisas boas acontecendo e que precisam ser socializadas com a sociedade em geral”, ressaltou.

Segundo a secretária, o projeto  Educarte vem com o propósito de oferecer à criança arte, educação, cultura e outros complementos que possam lhe proporcionar desenvolvimento de certas habilidades.

Com o tema “Educação é Cultura, Arte, Movimento e Ação”,  o evento contou com a participação de alunos das escolas estaduais Liceu Cuiabano Maria de Arruda Muller, Tancredo de Almeida Neves, Porfiria Paula de Campos, Adalgisa de Barros, Alice Fontes Pinheiro, Mariana Luiza Moreira, Demétrio de Souza, Souza Bandeira, João Brienne de Camargo, André Avelino Ribeiro, Marcelina de Campos, José Leite de Moraes e das Creches Nasla Joaquim Aschar e Maria Eunice Duarte e do Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) Almira Amorim Silva. O coral da Seduc também participou com apresentações especiais.

A professora Luciana Carvalho do Nascimento, da EE Alice Fontes Pinheiro, explica que na escola o projeto alcança a 150 alunos,com oficinas de banda, corpo coreográfico, pavilhão de baliza, coral, teatro e dança. “Por meio desse trabalho, principalmente com a música, observamos que muitos alunos melhoraram o seu desempenho em sala de aula, pois trabalhar com a música exige concentração e disciplina”. 

Leia mais:  Nota MT beneficia 146 entidades filantrópicas de 53 municípios

O regente Francisval Costa, da EE Souza Bandeira, conta que a unidade tem um trabalho voltado para a iniciação musical e de banda de percussão. “O projeto da escola tem rendido bons frutos. Recentemente, a banda realizou algumas apresentações em Cuiabá e outras cidades e ganhou várias premiações”. 

Para o professor, o evento no Liceu Cuiabano é um encontro cultural com interação entre as outras escolas e de grande importância para fomentar a participação dos alunos em eventos.

Para o maestro Vanderson dos Santos Duarte, que é voluntário na EE Alice Fontes, o projeto Educarte contribui para a melhoria do comportamento dos alunos em sala de aula.

“Trabalho com 150 alunos com oficinas de teatro e banda de percussão e todos tiveram melhora significativa em sala de aula. Além disso, essas apresentaçoes são muito positivas para o desenvolvimento deles”.

Educarte

O Projeto Educarte é uma disciplina optativa, com atividade complementares, que atende 187 escolas da rede estadual de ensino de Mato Grosso, distribuídas em 72 municípios.

O Educarte disponibiliza, por meio da escola, ações pedagógicas de cunho interdisciplinar voltadas para a arte, a música e a comunicação, que são desenvolvidas de forma a garantir espaços nos quais os alunos participam em regime de contraturno, ocupando o tempo ocioso com novos aprendizados para a vida, ampliando conhecimentos e conceitos que já possuem.

Tudo isso com foco na melhoria da proficiência desses alunos, nas etapas ou modalidades de ensino em que se encontram matriculados dentro da trajetória escolar.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Contas de celular e internet vão ter desconto de até 52% no valor do ICMS cobrado

Publicado


O Governo de Mato Grosso vai abrir mão de arrecadar R$ 198 milhões por ano, a partir de janeiro de 2022, com a redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o setor da comunicação. A medida vai impactar significativamente no valor da conta paga pelo contribuinte, cujo desconto vai passar de R$ 60, uma redução de ate 52% no imposto cobrado.

Conforme projeção da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT), os serviços de comunicação que hoje possuem alíquota de 25% na telefonia fixa e 30% para celular/internet, vão passar a cobrar 17% do imposto. Isto significa dizer que, uma fatura de R$ 400, que continha R$ 120 a título de ICMS, agora passa a ser de R$ 337,35, sendo R$ 57,35 de imposto.

Além da comunicação, o Governo vai baixar o imposto também da energia elétrica (de 25% e 27% para 17% a todos os setores), da gasolina (de 25% para 23%), do diesel (de 17% para 16%), do gás industrial (de 17% para 12%) e do uso do sistema de distribuição da energia solar (de 25% para 17%).

O Projeto de Lei que institui o maior corte de ICMS do País foi enviado para a Assembleia Legislativa e deve ser votado nos próximos dias.
Com a redução, o Governo de Mato Grosso deve deixar de arrecadar cerca de R$ 1,2 bilhão por ano, valor que permanece no bolso dos contribuintes, aliviando o orçamento doméstico de milhares de pessoas e também de empresas.

A redução do ICMS foi possível em razão das medidas adotadas pela atual gestão – com o apoio da Assembleia Legislativa – que consertaram o caixa do Estado, trouxeram o equilíbrio fiscal e permitiram que o Governo saltasse de Nota C para Nota A no Tesouro Nacional.

Leia mais:  Nota MT beneficia 146 entidades filantrópicas de 53 municípios
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Exposição apresenta esqueletos de animais para explicar bioma do Pantanal

Publicado


Jacaré, anta, quati, tuiuiú, capivara e até uma sucuri de dois metros de comprimento integram a exposição “O Pantanal através dos esqueletos”, aberta ao público no Museu de História Natural de Mato Grosso. A proposta é apresentar para os visitantes um olhar diferente do Pantanal, sob a perspectiva do sistema esquelético de alguns dos animais que habitam o bioma e mostrar como é a interação desses bichos com o ambiente.

Os esqueletos integram acervo da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e foram reconstituídos em tamanho real para a exposição, realizada em parceria com o Laboratório de Anatomia Animal Comparada da UFMT.  

“A exposição tem como objetivo apresentar aos visitantes a anatomia animal de forma simples e interativa, possibilitando a observação dos ossos para demonstrar a relação destes com os hábitos e habilidades de cada animal. Entre os esqueletos exibidos estão a sucuri, a anta, maior mamífero terrestre do Brasil, e o tuiuiú, ave símbolo do Pantanal”, destaca a curadora do Museu, Vitória Ramirez Zanquetta.

Visita Virtual 360°

Outra novidade do Museu de História Natural é a possibilidade de fazer a visita virtual em 360°, que apresenta uma perspectiva geral sobre a instituição e mostra o acervo da exposição permanente.

Vitória Ramirez Zanquetta, curadora do Museu,  explica que a visita virtual é uma aliada na divulgação do espaço cultural, ampliando o acesso ao público e possibilitando também que instituições de ensino tenham acesso às informações de forma remota para trabalhar diferentes temas com os estudantes.

“Através de exposições e ações educativas, o Museu promove o conhecimento arqueológico, paleontológico e etnológico para a população mato-grossense, estudantes, professores e pesquisadores. E as ferramentas para acesso remoto têm se tornado cada vez mais importantes, especialmente pela pandemia. A ideia é que essa plataforma seja alimentada com cada vez mais conteúdos sobre o acervo, além de mídias que proporcionem maior acessibilidade, como áudio descrições e vídeos em libras”.

Leia mais:  Sábado (16): Mato Grosso registra 542.919 casos e 13.882 óbitos por Covid-19

O tour virtual está disponível no site do Museu.

Serviço

O Museu de História Natural Casa Dom Aquino é um dos equipamentos culturais da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), em funcionamento sob gestão compartilhada com o Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (Ecoss).

Endereço: Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Jardim Europa, Cuiabá-MT

Visitação: de quarta a domingo, das 8h às 18h

Entrada: R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia). Área verde e parquinho: gratuito.

Telefones para contato: (65) 3634-4858 Site: http://museuhistorianaturalmt.com.br/

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana